7 peixes que deve comer na gravidez, come algum?

 

A nutrição é extremamente importante em todos os momentos da nossa vida e, durante a gestação, a aposta numa alimentação saudável é o primeiro passo para garantir que tudo corre bem.

Existem muitos mitos e muitas questões no que respeita a nutrição gestacional.

Desde argumentos sem fundamento até aos mais pertinentes, a gestante ouve, ao longo destes meses, informação cruzada (e muitas vezes contraditória) que cria nela o medo de ingerir certos alimentos.

O peixe enquadra-se nesta categoria.

A presença de mercúrio – um metal pesado derivado da poluição – nas águas do nosso oceano, assusta as futuras mamãs que temem a contaminação dos peixes e, assim, a sua ingestão.

Respondendo à pergunta da maioria das mamãs: pode comer peixe durante a gravidez! Embora possa, no entanto, é importante que faça uma boa escolha no momento de tomar a sua decisão nutricional.

Peixes de águas profundas (como por exemplo o peixe-espada, o atum ou a cavala) estão mais sujeitos a serem contaminados pelo mercúrio. Isto não significa que não possa ingeri-los.

Mas deve reduzir o consumo dos mesmos ao mínimo possível e garantir que estes não estão mal cozinhados.

Outros peixes, no entanto, são fontes muito importantes de ómega 3, ómega 6, iodo, fósforo e proteínas e, como tal, são muito benéficos para si e para o seu bebé, devendo investir no seu consumo.

Sabendo como é importante comer peixe na gravidez, debruçamo-nos, neste artigo, sobre o top 7 dos peixes que deve consumir.

Acompanhe-nos para saber quais os sabores de mar que pode (e deve) colocar no seu prato durante a gestação.

1. Salmão

Ómega 3 é a palavra de ordem no que respeita a este peixe gordo.

O consumo deste peixe duas vezes por semana está, segundo estudos clínicos, associado a uma melhoria da saúde da gestante e do feto.

Este peixe aumenta as defesas da futura mamã, promovendo o aumento da concentração de retinol no sangue e agindo como um antioxidante normal.

O seu consumo está ainda associado à redução da ansiedade.

2. Sardinha

– Este é, também, um peixe gordo, cujo óleo apresenta muitas mais-valias para a mamã.

O consumo deste peixe está associado à melhor produção de leite, ajudando a desenvolver o peito materno e a amamentação.

Além disto, estudos recentes ligam o consumo deste peixe ao desenvolvimento da visão.

3. Perca

– Pouco calórico e cheio de proteínas, este peixe é fundamental para garantir que a futura mamã mantém uma alimentação regrada.

O seu consumo está associado, também, à resistência muscular, o que garante a estabilidade física da mamã e o correto desenvolvimento do feto.

4. Bacalhau

– É, talvez, um dos peixes favoritos dos portugueses e, sem dúvida, deve tê-lo no seu prato durante a gestação.

O consumo deste peixe na gestação está associado ao desenvolvimento cognitivo do bebé e à estruturação e fortificação do seu esqueleto.

Este peixe contém, pois, vitamina D, que ajuda a fixar o cálcio no organismo. Além disto, a ingestão de bacalhau é ainda preventiva da depressão pós-parto.

5. Truta

– Sendo a gestação uma época durante a qual a mamã se sente ansiosa e na qual é comum sentir dores de cabeça, este peixe é um aliado fundamental da grávida.

Rico em vitamina B5, este peixe ajuda no combate ao stress e às enxaquecas.

É ainda importante para a redução dos índices de mau colesterol.

6. Pescada

– Este peixe magro é uma forma saudável e deliciosa de manter uma alimentação regrada, garantindo a energia necessária para a mamã e o feto.

Este peixe tem muito pouca gordura mas é extraordinariamente rico em proteínas.

Além disso, contém muitas vitaminas do complexo B, nomeadamente a vitamina B3, que age como antioxidante e a vitamina B6, responsável pela saúde das células e do sistema nervoso.

7. Solha

– Proteínas, vitaminas, minerais num alimento pouco calórico: é isto que pode encontrar na solha.

Peixe magro e muito rico na sua composição, este impacta de forma direta na saúde dos ossos, das unhas e da pele, ajudando ainda a evitar problemas de tiróide e tendo uma ação antioxidante.

Como vê, comer peixe na gravidez é fundamental e será muito vantajoso para si e para o seu bebé. Escolha com regra e atenção os peixes que consome e avance para uma nutrição mais eficiente e saudável.

Costuma comer peixe na gravidez? Quais são os seus peixes de eleição?

Partilhe connosco os seus sabores de mar favoritos.

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo