Posso beber águas com sabores na gravidez?

As gestantes sabem que, durante a gravidez, precisam de ter maior cuidado com as bebidas e alimentos que integram na sua rotina. Será que as águas com sabores são seguras na gravidez? Descubra com o Bebé a Bordo.

Desde o primeiro teste de gravidez, quando sente aqueles primeiros sintomas, é natural que inicie uma jornada única e distinta, permeada de maravilhas mas também de dúvidas e anseios.

Ao longo da gravidez, é natural que tenha mil perguntas na sua cabeça sobre o que pode ou não pode ingerir.

No que diz respeito às bebidas, é natural que saiba, sem grandes dúvidas, que os refrigerantes e as bebidas alcoólicas devem ser removidas do cardápio. Ainda assim, outros líquidos poderão não ter respostas tão imediatas. Este é o caso dos chás e infusões e também das águas com gás e das águas aromatizadas, às quais quotidianamente chamamos “águas com sabores”.

De facto, o consumo insuficiente de água na gestação oferece perigos, mas sabe se pode beber água aromatizada durante a gestação? Venha descobrir.

Posso beber águas com sabores na gravidez?

Águas com sabores: a problemática

As águas aromatizadas passam uma sensação de segurança, sendo usualmente descritas pelas marcas que as comercializam como enriquecidas em vitaminas e como contendo aromas naturais.

Um estudo realizado pela Associação Portuguesa para a Defesa dos Consumidores (Deco), avaliou a maioria das águas aromatizadas disponíveis no país e considerou que a maioria destas águas contém um elevado teor de açúcar (ou, melhor dizendo, de edulcorantes) e diversos aditivos. (1)

Ainda que a quantidade destes compostos seja numa quantidade muito inferior à dos refrigerantes, o seu consumo excessivo pode, por isso, motivar um aumento excessivo de peso na gravidez ou promover uma maior propensão para a diabetes gestacional, cenários que devem ser evitados.

Assim, ainda que não seja necessário um corte radical com as bebidas, estas devem ser bebidas com moderação durante a gravidez.

Águas aromatizadas caseiras

Uma queixa comum das gestantes na gravidez é que “enjoam a água” e, em alternativa, lhes sabe melhor consumir água aromatizada.

De facto, não existe nada que impeça que, de vez em quanto, consuma estas águas na sua variante comercializada. Ainda assim, se este consumo vai ser mais regular, a melhor alternativa é para que faça a aromatização da sua água de forma caseira, de forma a evitar os aditivos e o excesso de açúcar ou adoçante.

Ingredientes como o limão ou o pepino podem ser, de forma segura, utilizados como forma de aromatizar a sua água, existindo receitas interessantes que pode seguir e às quais não precisa de adicionar elementos prejudiciais (2).

Estas águas, além de contribuírem para a sua hidratação, serão fabulosas para dar um aporte vitamínico extra.

Consumiu água com sabores na gravidez? Alguma vez fez esta aromatização de forma caseira? Partilhe a sua experiência com as restantes mamãs do Bebé a Bordo.

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo