Grávida deve fazer alongamentos, porque é importante

A atividade física é importante na gravidez e os alongamentos também podem ser importantes para a gestante. Sabe se a grávida deve fazer alongamentos? Conhece os sinais de que pode estar a exagerar neste exercício? E sabe como fazer alongamentos na gravidez?

Venha descobrir com o Bebé a Bordo.

Garantir que se mantém ativa na gravidez é muito importante e, como tal, conhecer as melhores formas de fazer exercício nesta fase da vida, para aproveitar todos os benefícios sem correr riscos, é igualmente fundamental.

A prática de algumas atividades físicas, como o ioga, as caminhadas ou a hidroginástica podem ajudar a gestante a evitar o sedentarismo e contribuir para reforçar a sua força física, minimizar os desconfortos associados à gestação.

Estes contribuirão, igualmente, para que o aumento de peso seja mais equilibrado e para que o organismo se mantenha mais saudável.

Na prática de exercício físico, um momento bastante recomendado – independentemente da fase da vida – são os alongamentos. Mas será que a grávida deve fazer alongamentos? E como é possível a realização destes numa fase em que o corpo apresenta menor flexibilidade?

Hoje, fomos descobrir isto mesmo, para saber se a grávida deve fazer alongamentos. Se também quer saber mais sobre esta questão, não deixe de ler o restante artigo. Foi preparado especialmente a pensar em si.

1. A grávida deve fazer alongamentos?

Em qualquer momento da vida, é recomendado aos atletas (profissionais e amadores) que realizem exercícios de alongamento.

Este tipo de exercício, fundamental em qualquer idade e para qualquer pessoa, é promotor de benefícios diversos e torna-se ainda mais importante na gravidez, sendo de consenso geral que a grávida deve fazer alongamentos.

Os alongamentos, que estão também integrados em atividades que a grávida pode fazer – incluindo o pilates e o ioga – são um tipo de exercício de baixo risco, que permite exercitar o corpo e que pode ser feito em qualquer lado e sem gastos económicos.


Assim, acaba por se tornar uma alternativa viável para quem, por motivos financeiros, opta por não realizar as restantes modalidades.

Ao promover o alongamento dos músculos, este tipo de atividade irá criar uma sensação de relaxamento nos músculos de todo o corpo, o que poderá servir de alívio principalmente durante a gravidez.

A grávida deve fazer alongamentos mas precisa de ter cuidados particulares

As recomendações de moderação, tão comuns no que diz respeito aos hábitos alimentares da gestante, são igualmente pertinentes quando se fala de exercício, em geral, e também de exercícios de alongamento.

Os alongamentos devem ser feitos sem que exagere no esforço aplicado nos mesmos e deverá parar imediatamente e consultar um médico caso, na decorrência dos mesmos, sinta sintomas como náuseas, tonturas, falta de ar, palpitações, sangramento vaginal, visão desfocada, dores ou inchaços no abdómen, peito ou panturrilha ou mal-estar.

2. Quais os benefícios dos alongamentos na gravidez? Grávida deve fazer alongamentos

Existem vários benefícios associados à prática de alongamentos na gravidez. Entre os principais destacamos os seguintes:

– Alívio das dores no corpo e principalmente na região lombar;
– Melhoria da circulação sanguínea;
– Redução de inchaço nos membros inferiores;
– Redução da sensação de fadiga e cansaço;
– Prevenção da retenção de líquidos;
– Aporte de maior quantidade de oxigénio ao feto;
– Prevenção do sobrepeso;
– Prevenção da hipertensão arterial;
– Aliado no combate à obstipação;
– Promoção de uma melhor preparação para o parto;
– Redução do risco de lesões musculares no parto;
– Melhoria da flexibilidade;
– Promoção do bem-estar e eliminação do stress.

3. Tipos de alongamento para grávidas

A segurança é a palavra a ter em mente quando a grávida faz alongamentos. Como tal, para os iniciar, a gestante deverá começar por fazer o aquecimento para evitar lesões musculares; evitar movimentos demasiado intensos ou rápidos e ter cuidado para não se exercitar em demasia, mantendo-se sempre atenta aos sinais do corpo.

Alguns dos exercícios de alongamentos adequados às gestantes são:

Dica de alongamento 1

Sente-se com as pernas separadas e eleve um dos pés até tocar a coxa oposta, inclinando depois o corpo para o lado contrário durante 30 segundos. Repita este processo para o outro lado do corpo e, depois, repita todo o processo algumas vezes.

Dica de alongamento 2

Usando uma bola de pilates, fique de joelhos e debruce-se sobre a mesma, mantendo sempre as costas direitas. Os braços poderão ficar sobre a bola enquanto tenta, em simultâneo, apoiar o seu queixo na região do peito. Esta posição deve ser mantida por 30 segundos.


Nota: Se tiver dúvidas quanto à melhor forma de fazer os seus alongamentos, opte por falar com um profissional da área do desporto ou por contratar um personal trainer para garantir que todos os movimentos são feitos da forma correta. Movimentos errados podem resultar em lesões musculares desconfortáveis e são particularmente perigosos durante a gestação.

Acha que a grávida deve fazer alongamentos? Realizou exercícios de alongamento durante a sua gravidez? Conte às restantes mamãs do Bebé a Bordo como beneficiou desta experiência.

Algumas fontes: mayoclinic babycenter healthline tudoparagravida brasil.babycenter whattoexpect

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo