in

Libido na gravidez: o que esperar?

Libido na gravidez: o que esperar?

Ainda que muito desejada, a gravidez pode trazer algumas dúvidas penosas à gestante. A questão da libido é ainda tabu e muitas futuras mamãs não têm coragem de questionar sobre sexualidade. Se tem dúvidas sobre o que esperar da libido na gravidez, este artigo do Bebé a Bordo é ideal para si.

Ainda que a sexualidade na gravidez seja uma temática muito importante, a verdade é que, contrariamente a outras dúvidas – como o exercício na gravidez ou a alimentação – nem todas as gestantes têm coragem de colocar as suas questões sobre esta matéria.

De facto, questões como os benefícios do sexo na gravidez ou a segurança do sexo anal na gestação ficam frequentemente caladas, por medo do julgamento social, que continua a fazer desta temática um tabu.

Ainda que assim seja, no Bebé a Bordo consideramos que falar sobre a sexualidade e as questões que a integram é de máxima importância para que a mulher possa manter uma vida normal e saudável durante a gravidez.

Devido às alterações físicas e hormonais sofridas ao logo da gestação, uma questão que nos parece pertinente diz respeito ao desejo sexual durante a gravidez. Afinal, como se modifica a libido nas gestantes ao longo da gravidez?

Venha compreender o que pode esperar da sua libido durante o tempo de gestação.

Libido na gravidez: o que esperar?

Libido na gestação trimestre a trimestre

As hormonas têm um forte impacto na forma como a libido feminina funciona e, como tal, ao longo da gravidez, haverá modificações na forma como a gestante sente o desejo sexual, podendo existir momentos em que este é quase inexistente e outros nos quais é mais intenso do que usualmente seria.

Primeiro trimestre

Nesta fase a libido da gestante pode ser afetada pela libertação de hormonas. Muitas mulheres referem que, ao longo do primeiro trimestre de gestação quase não sentiram desejo sexual. (1)

Esta falta de libido é motivada pela libertação hormonal e também pelas suas consequências físicas, tantas vezes manifestadas através de cansaço, enjoos e/ou vómitos.

Segundo trimestre

Contrastando com o começo da gravidez, o segundo trimestre é usualmente uma fase na qual a libido da mulher está em alta. 

Usualmente recuperada dos enjoos e numa fase de aceitação das mudanças corporais, a mulher conta com um peito mais voluptuoso e tem a região vaginal mais irrigada devido ao crescimento uterino. (2)

Esta irrigação da região íntima faz com que a mulher fique mais recetiva, mais sensível e sinta, por norma, maior prazer sexual na sua interação com o parceiro.

Terceiro trimestre

No final da gravidez, pelo terceiro trimestre, o mais comum é que volte a sentir uma quebra na libido. 

Esta modificação é motivada pela necessidade de descansar, já que se torna difícil encontrar uma posição para dormir e poderá, até, estar a sofrer com insónias. Além disso, a forma física da gestante poderá também dificultar que esta encontre uma posição cómoda para a relação sexual.

Nesta fase, muitos casais optam por alternativas sem penetração para viverem a sua intimidade. 

A ansiedade e a libido

Será mais natural que sinta a perda de libido no caso de se sentir muito ansiosa quanto à sexualidade na gestação e ao impacto que a falta de desejo possa ter na sua relação (3)

Assim, torna-se importante que tenha alguma abertura para falar sobre a questão com o seu parceiro e, se necessário, com o seu médico.
Lembre-se de que o tabu e o medo são fortes inimigos da libido.

Sabia como evoluía a libido na gravidez? Tem alguma outra dúvida sobre sexualidade? Se tiver, não deixe de a colocar ao Bebé a Bordo (nos comentários ou em mensagem privada). Tentaremos dar resposta a todas as questões!

Clique em uma estrela para avaliar.

Average rating 5 / 5. Votos: 1

ARTIGOS REMOMENDADOS

Escrito por Bebé a Bordo

Saiba mais sobre maternidade, gravidez, bebé e desenvolvimento infantil, com os nossos artigos. Traga o bebé a bordo e veja o que preparamos para si!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

grávida pode comer sushi

A grávida pode comer sushi?

Há 4 tipos de mamã

Há 4 tipos de mamã: qual delas é?