Vómitos na gravidez, saiba o que é a hipemérese

Os vómitos na gravidez são muito comuns e algumas grávidas sofrem, até, com a hipemérese gravídica. Bastante usual, esta situação indesejada gera questionamento entre as gestantes.

Se quer saber porque tem vómitos na gravidez e o que é a hipemérese gravídica, venha descobrir com o Bebé a Bordo

A gestação é uma época mágica na vida da mulher. Ainda assim, seria irresponsável que nos referíssemos a ela como uma fase onde tudo é bom. 

Os desconfortos comuns na gravidez existem e fazem com que o dia-a-dia das gestantes nem sempre sejam fáceis. A retenção de líquidos, o aumento da tensão, o cansaço, a dificuldade em encontrar uma posição para dormir e muitas outras situações fazem com que seja, por vezes, desafiante gerar um bebé. 

Entre os problemas mais comuns durante a gravidez encontram-se os vómitos. Muitas mulheres queixam-se dos famosos “enjoos matinais” e da dificuldade em manter a comida no estômago.

E, se para algumas a procura das fórmulas para evitar enjoos na gravidez ou a escolha de alimentos para minorar os enjoos na gravidez é suficiente para melhorar a situação; outras sofrem de hipemérese gravídica, experimentando estes vómitos de uma forma mais frequente, intensa e constante… e durante mais tempo. 

Sabe quais as razões pelas quais tem vómitos na gravidez? E conhece a hipemérese gravídica? Então, está na hora de ficar a saber mais sobre esta temática. 

Venha saber mais sobre os vómitos na gravidez e a hipemérese com o Bebé a Bordo. 

Vómitos na gravidez

1. Os vómitos na gravidez: uma complicação comum

Os enjoos na gravidez e recorrentes vómitos são muito comuns, afetando entre 70 a 80% das mulheres grávidas. Esta é, na verdade, a segunda causa mais comum para uma mulher desconfiar que está grávida e procurar o seu teste de gravidez de farmácia

Estas náuseas fazem-se muitas vezes acompanhar pelos vómitos na gravidez, sendo que estes costumam manifestar-se principalmente durante a manhã e a partir da 5ª semana de gravidez. Usualmente, pela semana 12 de gravidez, estes tendem a melhorar. 

Embora algumas mulheres tenham a sorte de ver o problema resolvido na 12ª semana, no entanto, outras sofrem destes enjoos durante mais tempo, sendo que 10% das mulheres sofre de vómitos na gravidez durante o tempo integral da gestação. 

A gravidade destes enjoos e consequentes vómitos é variável, havendo casos nos quais é muito ligeira e outros nos quais a gestante é diagnosticada com hipemérese gravídica, de tão frequentes e intensos, os vómitos impedem a normal alimentação da gestante, podendo provocar a desidratação da gestante. (1

Quais as causas dos vómitos na gravidez

Não se sabe concretamente o que causa as náuseas e vómitos na gravidez.

Ainda assim, pressupõe-se que isto se relacione diretamente com as alterações hormonais sofridas pela mulher nesta fase da vida. Existem, na verdade, estudos que comprovam a relação entre níveis mais elevados de hCG e maior intensidade dos vómitos na gravidez. 

Em algumas mulheres, quadros clínicos paralelos à gestação – como problemas de tiróide ou de fígado – podem estar relacionados com os vómitos na gravidez. 

Embora o problema possa afetar qualquer mulher grávida, os vómitos na gravidez são mais comuns em mulheres que sofrem de enxaquecas, de enjoos derivados do movimento, que já tiveram enjoos numa gravidez anterior ou que estejam com uma gravidez múltipla. (2

2. O que é a hipemérese?

A hipemérese (ou hipemérese gravídica) é uma condição que afeta diversas mulheres e que corresponde à ocorrência de vómitos intensos e incontroláveis durante a gravidez. 

Para que seja diagnosticada, é feita a aferição da cetona urinária, sendo necessária, mediante a confirmação do quadro clínico, a suspensão da ingestão oral durante algum tempo e a administração de fluidos, bem como a reposição de eletrólitos e vitaminas. 

A hipemérese gravídica pode ser responsável pela perda de peso da gestante (chegando a perder 5% do seu peso corporal), pela desidratação, por anormalidades eletrolíticas e pela cetose. Esta condição pode provocar problemas gestacionais de fígado e de tiróide. (3

Estudos têm demonstrado que a hipemérese gravídica é mais comum quando existe histórico familiar do problema e quando se está grávida de menina

Qual o tratamento para a hipemérese

Depois de confirmado o diagnóstico, os médicos irão apostar no tratamento da hipemérese, tendo este três fases. 

A primeira, diz respeito à suspensão temporária da ingestão oral de alimentos, sendo esta, depois, retomada gradualmente. Se seguida, será feita uma reposição de fluidos, nutrientes e eletrólitos, que serão administrados tendo por base a situação individual de cada mulher. 

Por fim, em alguns casos, caso seja necessário, serão aplicados ainda antieméticos. 

Em casos mais severos, quando acontece uma perda de peso progressiva, taquicardia ou icterícia – que coloquem em causa a saúde e a vida da mamã ou do feto – pode ser recomendada a finalização da gravidez. (4

3. Dicas para minorar os enjoos e vómitos na gravidez

Caso tenha muitos vómitos na gravidez, deve seguir alguns passos, que podem ajudá-la a recuperar o seu bem-estar. Deixamos algumas dicas e conselhos para minorar os enjoos e vómitos na gravidez: 

– Procure descansar quando sentir necessidade; 
– Beba água no intervalo das refeições; 
– Evite ambientes com aromas fortes e o uso de perfumes intensos; 
– Coma pequenos snacks para se manter nutrida; 
– Escolha alimentos secos (como torradas sem manteiga ou arroz branco); 
– Mantenha a casa arejada; 
– Evite alimentos gordurosos; 
– Consulte o seu médico e deixe-o saber que sente as náuseas e vómitos. 

Já sabia tudo isto sobre os vómitos na gravidez? Conhecia a hipemérese? Se experimentou estes problemas, conte a sua experiência pessoal às restantes mamãs do Bebé a Bordo. 

Poderá ter interesse também em:

Dicas para escolher um nome de menina

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo