Sangramento na gravidez, é normal a gestante sangrar?

Sangramento na gravidez, é normal a gestante sangrar

Quando uma mulher engravida, não faltam questões sobre os mais variados aspetos da gestação. Nos casos em que a mulher nota que está a sangrar, as dúvidas são acentuadas e os medos são pertinentes. Sabe a que se deve o sangramento na gravidez? Será normal a gestante sangrar?

Venha descobrir com o Bebé a Bordo.

Durante a gestação, o corpo feminino sofre diversas alterações e, sobre cada uma delas, existem muitas questões a colocar.

Os diversos sinais que o corpo emite ao longo dos 9 meses de gestação são frequentemente normais.

Ainda assim, muitos deles podem também ser efetivos sinais de alerta para problemas severos e que necessitam de atenção médica.

Uma das situações que mais assusta as gestantes diz respeito ao sangramento na gravidez e, sobre esta temática, muitas questões se levantam, havendo uma preocupação significativa com o facto de se sangrar durante o tempo de gravidez.

Muitas vezes associado a situações como cólicas na gravidez, o sangramento gestacional é frequentemente confundido com a menstruação na gravidez ou com um sintoma nocivo para a mamã e/ou para o feto.

Mas será que o sangramento na gravidez é um sinal de alerta? Será normal que a gestante sangre no começo da gravidez? E no final da gestação? Será que este sangramento equivale a um período menstrual?

Se quer saber as respostas às principais dúvidas sobre o sangramento na gravidez, acompanhe-nos neste artigo e fique a saber tudo sobre esta questão.

1. É normal sangrar durante a gravidez?

Sim. É normal sangrar na gravidez e é até bastante comum que tal aconteça, principalmente no começo da gestação. O sangramento na gravidez pode ocorrer por razões diversas, sendo que algumas não levantam qualquer preocupação e outras entoam a possibilidade de complicações obstétricas.

Pode ocorrer sangramento no início da gravidez?

No início da gravidez pode ocorrer sangramento. Na verdade, o sangramento no começo da gravidez é bastante comum e natural, derivando da fixação do embrião na parede uterina. Este pode ser um dos primeiros sintomas de gravidez.

É normal o sangramento na gravidez após relação?

Sim, é bastante frequente que, derivado da sensibilidade vaginal e do colo uterino durante a gestação, a mulher possa notar algum sangramento depois da realização de atividades sexuais.

Embora seja natural e comummente não seja grave, é recomendável que a gestante refira este facto ao médico que a acompanha para garantir que não está a decorrer nada fora do normal.

2. O que é o sangramento na gravidez?

O sangramento na gravidez pode ter várias causas e, por isso mesmo, é um fator ao qual as mamãs deverão estar atentas.

Sangramento durante a gravidez: as razões comuns

Como já referimos, muitas das razões que levam ao sangramento vaginal na gestação não são preocupantes, embora seja importante referir ao médico que o mesmo está a acontecer. Algumas das razões mais comuns para o sangramento são:

– Fixação do embrião;
– Sensibilidade vaginal e uterina após relações sexuais;
– Dilatação uterina no final da gestação;
– Início do trabalho de parto.

Gravidez com sangramento: as complicações clínicas

Ainda assim, em algumas situações, o sangramento gestacional pode ser um indicador de problemas obstétricos, sendo que os mais comuns são:

– Infeções (crónicas ou pontuais);
– Dilatação precoce cervical;
– Descolamento da placenta;
– Má nutrição ou consumo de substâncias ilícitas;
– Doenças debilitantes maternas;
– Rutura uterina;
– Placenta prévia;
– Aborto espontâneo.

3. Como é o sangramento na gravidez

A forma como se apresenta o sangramento na gravidez varia consoante a fase da gestação em que ocorre. No começo da gravidez, quando o embrião se fixa, a perda de sangue poderá fazer lembrar um período menstrual, sendo que o sangue é mais fluído e de cor intensa.

No final da gestação, quando deriva da dilatação uterina, este sangramento adota uma tonalidade que pode variar entre o esbranquiçado e o acastanhado, estando acompanhada de muco e tendo uma consistência gelatinosa.

O sangramento na gravidez poderá ser o período?

O sangramento na gestação não é nem equivale, de todo, a um período menstrual. O sangramento da menstruação implica que a mulher produza estrogénio, induzindo a ovulação e que o óvulo libertado não seja fecundado.

Durante a gestação a hormona hCG impede a ovulação e não é, por isso, possível que a mulher grávida tenha o período menstrual.

Assim, ainda que o sangramento durante a gravidez possa assemelhar-se a uma menstruação, este não o será, derivando de outros fatores, alguns dos quais são naturais e comuns; e outros que são indicadores de infeções e problemas de saúde.

4. Sangramento na gravidez: o que pode ser?

O sangramento na gravidez pode ocorrer por diversas razões. Para começar, no começo da gestação, quando o embrião se fixa no útero, é comum que a mulher tenha episódios de sangramento gestacional.

Uma vez que tal acontece antes de a mulher saber efetivamente que está grávida, é comum que, nesta fase, a mulher interprete este sangramento como um período menstrual, embora não o seja.

Mais tarde, ao longo da gestação, a mulher poderá sentir também um pequeno sangramento na gravidez derivado após momentos de intimidade com o parceiro, o que acontece devido à sensibilidade vaginal e do colo do útero.

Nestes casos o sangramento na gravidez é normal mas, ainda assim, o sintoma não deve ser esquecido, devendo ser mencionado ao especialista que acompanha a gestante.

Isto porque, durante a gestação, o sangramento pode apresentar-se, também, como sintoma de infeções ou indicar o descolamento da placenta. Em casos mais severos, este pode ser um indicador de aborto espontâneo.

5. E quanto a o sangramento no final da gravidez? É normal?

O sangramento no final da gravidez pode indicar uma de duas coisas: ou se deu alguma complicação obstétrica ou o nascimento do bebé está para muito breve.

O sangramento no último trimestre de gravidez acontece a cerca de 4% das mulheres e é necessário que a gestante consulte o seu médico para garantir que a situação não leva a um choque hemorrágico ou à perda do bebé.

Ainda assim, no final da gestação, o motivo pelo qual mais frequentemente ocorre o sangramento vaginal é o começo do trabalho de parto, sendo que, quando a hora H está eminente, poderá dar-se o rompimento de pequenos vasos sanguíneos devido à dilatação uterina. Este sangue costuma fazer-se acompanhar de muco vaginal de consistência gelatinosa e espessa.

Algumas fontes: mdsaude  americanpregnancy  parents  famivita  webmd  medicinenet  maemequer

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo