Como se preparar para a gravidez, passo a passo

As melhores formas de se preparar para a gravidez incluem vários passos, tanto a nível físico, como mental e emocional. Venha com o Bebé a Bordo conhecer, passo a passo, os aspetos a considerar para se preparar para a gravidez.

Antes de saber o que vai acontecer depois de engravidar, de descobrir os primeiros sintomas de gravidez ou de explorar os meandros da gravidez semana a semana, poderá precisar de se preparar para a gravidez. 

Nada é mais natural! A gravidez é uma grande fase de mudanças físicas e psicológicas, que mexe profundamente com o sistema hormonal (e, como tal, emocional) das mulheres e que implica, também, uma grande mudança na vida da futura mãe.

Muitas vezes, as listas de aconselhamento sobre a preparação para a gestação focam-se apenas nas questões fisiológicas – também fundamentais – mas descartando a igualmente importante parte emocional.

Hoje, procuraremos lançar um olhar abrangente sobre as formas de se preparar para a gravidez, passo a passo, e sem esquecer os vários aspetos a considerar.

Como se preparar para a gravidez, passo a passo

Primeiro passo: o histórico clínico pessoal e familiar

Para se preparar para a gravidez é importante que, primeiro, perceba quais são os fatores de risco.

É impossível prever com exatidão a probabilidade de vir a ter uma gravidez de risco, situações como a pré-eclâmpsia ou depressão pós-parto. Ainda assim, saber quais dos fatores de risco possui, pode ajudar a ter uma ideia mais clara de como deve gerir a futura gravidez.

Avalie o seu histórico numa gravidez anterior ou o histórico das mulheres na sua família; tenha em conta a sua vida pessoal (como eventuais problemas económicos, conflitos conjugais ou sistema de apoio) e também os fatores de stress e a tendência para quadros depressivos.

Prevenir situações de risco torna-se mais simples a procura pela intervenção psicológica necessária para evitar situações como a depressão na gravidez e no pós-parto, entre outros problemas gestacionais. (1)

Segundo passo: consulte um médico

A parte física não é a única mas é uma das mais importantes no momento da preparação para a gestação.

Uma consulta pré-gestacional com o médico, bem como a realização de análises e exames, é importante para garantir que o seu corpo está apto a gerar uma nova vida. (2)

Da mesma forma, a toma de suplementos alimentares (como o Ácido Fólico) deve ser iniciada antes da fecundação. Da mesma forma, a mudança de hábitos de vida (como o tabagismo ou o consumo de bebidas alcoólicas) é recomendado antes de engravidar.

Terceiro passo: prepare-se mentalmente

A gravidez implica mudanças muito intensas. Saber com o que esperar pode ser fundamental para que aceite estas alterações de uma forma mais tranquila.

O aumento do peso, as dores, as potenciais insónias e náuseas, os desejos e as mudanças de humor são alguns dos aspetos para os quais deve preparar-se mental e emocionalmente.

Neste caso, os livros sobre gravidez para ler antes da hora H podem ser uma boa ajuda.

Quarto: prepare as questões práticas

O apoio da sua família, o seu bem-estar e a saúde são fundamentais. Mas existem também outras questões a ponderar, incluindo as económicas. (3)

Ter um filho significa uma maior despesa e é muito importante que pondere todas as questões relacionadas com o impacto económico da chegada de um bebé, para poder organizar-se e viver uma gravidez mais tranquila, sem este tipo de preocupação.

Como se preparou para a sua gravidez? Conte às restantes gestantes do Bebé a Bordo como foi a sua experiência.

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo