Grávida pode usar creme depilatório?

O creme depilatório é uma das formas mais rápidas, simples e práticas de fazer a depilação. Mas será que este pode ser usado por uma mulher grávida? Venha saber a resposta a esta pergunta com o Bebé a Bordo.

Para muitas mulheres, manter a sua rotina de cuidados com o corpo na gravidez é muito importante e, se formos honestos, não existe qualquer motivo para que uma mulher deixe de cuidar de si durante a gestação.

Assim, existem várias questões que as grávidas colocam ao longo dos meses da gestação, para garantir que conseguem cumprir os seus ritos de beleza sem descurar os cuidados especiais aos quais a sua condição obriga.

Entre as questões mais frequentes encontra-se o uso de maquilhagem durante a gravidez, o uso de cremes e os cremes que as grávidas não podem usar e também os vários tipos de depilação: da depilação com cera, passando pela depilação íntima e chegando até ao tema sobre o qual, hoje, nos debruçaremos: o creme depilatório.

Como é sabido, durante a gestação, nem todos os produtos oferecem uma completa segurança para o bebé, já que alguns compostos de determinados produtos permeiam a pele, entrando na corrente sanguínea e passando a placenta, onde prejudicam o desenvolvimento do feto.

Saber se o creme depilatório se enquadra entre estes produtos é essencial para que a gestante saiba se pode fazer este tipo de depilação ou se, em vez disso, deve procurar outras opções.

Se quer saber se o creme depilatório é seguro durante a gravidez, este artigo foi pensado especialmente para si.

1. Depilação na gravidez depilação na gravidez

Nada existe, durante a gravidez, que proíba a gestante de continuar a fazer a depilação.

Embora possa sentir mais dores neste processo, principalmente quando realizado com cera, devido à sensibilidade extra promovida pelas alterações hormonais; a verdade é que existem opções depilatórias bastante seguras para as futuras mamãs.

Ainda que possa fazer a depilação, no entanto, uma gestante terá de ter atenção a variados aspetos no momento de avançar para este ato, já que se torna fundamental uma atenção extra ao tipo de produto usado, aos aspetos de higiene e também aos cuidados com a pele depois da depilação.


Vale a pena salientar que a gestante, além da sua maior sensibilidade, está mais suscetível à contração de doenças, tendo uma imunidade mais baixa.

Assim, se fizer a depilação em espaços públicos, é importante garantir que os gabinetes são higienizados e que o material está todo esterilizado.

A cera usada, caso opte por esta opção, deverá ser descartável e, no caso do uso de lâminas, estas devem ser descartáveis e ser utilizadas apenas uma vez. Mas, afinal, e os cremes depilatórios? Quais os cuidados a ter neste caso?

2. Cremes depilatórios na gravidez creme depilatório

Embora os cremes depilatórios sejam uma das opções favoritas de muitas mulheres, devido à sua facilidade de uso e à rapidez da sua ação, estes não são, de facto, a melhor opção para utilizar durante a gestação.

Os estudos realizados sobre esta temática são poucos e, no caso de muitos deles, inconclusivos quanto ao efeito que os constituintes do creme possa ter na gestação.

Ainda assim, o facto de terem um forte poder de irritação cutânea faz com que exista um risco associado ao seu uso; estando o mesmo associado ao aparecimento de erupções cutâneas e de manchas na pele.

O facto de conter agentes ativos que entram na pele, já de si mais sensível, da gestante, podem fazer com que o uso deste tipo de produto seja altamente desconfortável para ela, além de que, pela sua ação química sobre os pelos, poderá acontecer a absorção de alguns dos seus compostos.

Não se sabendo exatamente de que forma estes componentes do creme depilatório podem ferir o feto ou impedir o seu correto desenvolvimento, o uso de cremes depilatórios na gravidez é, por norma, desaconselhado pelos especialistas de saúde.

3. Algumas dicas

Apesar de tudo isto, se a gestante insistir em manter o creme depilatório como o seu método de depilação, é recomendável que sejam tidos alguns cuidados extra nesta aplicação.

Em primeiro lugar, é necessário garantir que o creme não é aplicado sobre zonas feridas do corpo nem no rosto.


O recurso a produtos para peles sensíveis poderá ser, nesta fase, mais seguro; sendo ainda importante o seu teste numa pequena dimensão da pele antes de partir para a aplicação sobre toda a área a depilar.

O creme depilatório não deverá, em nenhum caso, ser mantido sobre a pele mais tempo do que o recomendado na sua embalagem.

Relembramos que o ideal será, nesta fase da sua vida, escolher outro tipo de depilação. Em caso de dúvidas, não deixe de consultar o seu médico sobre esta questão.

Fez a depilação durante a gravidez? Qual foi o método escolhido por si para fazer a depilação? Partilhe a sua experiência com as restantes mamãs na mesma situação.

Algumas fontes: famivita  babycentre  livestrong  whattoexpect  mustela  revistacrescer

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo