Tudo sobre o yoga para grávidas

Yoga para grávidas, um cuidado de corpo e mente

O seu corpo está a mudar rapidamente. A gestação evolui. Olhando ao espelho vê claramente as alterações que começam a surgir. E há um crescendo de preocupações na sua mente, à medida que o tempo passa.

O seu maior desejo é simples: ter um bebé saudável! E de tudo fará para garantir que assim é.

A par com a alimentação, as visitas regulares ao médico e a toma de eventuais suplementos, é muito importante que exercite o corpo e a mente, para manter ambos saudáveis.

A prática de exercícios de hidroginástica na gravidez seria, por exemplo, uma forma de garantir o movimento do corpo.

Outra atividade que iria, também, contribuir para melhorar a sua forma física e um espírito sereno, seria, sem dúvida, o yoga para gestantes.

A prática de yoga na gravidez está longe de ser incomum entre as futuras mamãs e são muitos os ginásios e espaços de treino que oferecem já a variante de yoga para grávidas.

Esta prática ajuda a preparar a mulher para o parto, ao mesmo tempo que favorece o fortalecimento do corpo e da mente e a redução da sensação de cansaço.

Além disso, estimula a confiança da mulher e faz com que esta se sinta globalmente mais calma.

Neste artigo iremos explorar o mundo do yoga para gestantes para que conheça todas as vantagens desta prática durante os meses de gravidez.

Fazer yoga durante a gravidez

1. Yoga para Grávidas

É dirigido às futuras mamãs e recebe adeptas de todas as fases da gestação.

O seu objetivo é simples: preparar o corpo da mulher para o momento do parto, criar uma relação mais forte entre a mãe e o seu bebé e apaziguar a mente atribulada da gestante.

Tratando-se de uma prática adaptável, o yoga para grávidas é a forma perfeita para acompanhar a progressão da mulher à medida que esta embate contra a realidade das mudanças físicas e mentais provocadas pela gravidez.

Utilizando um conjunto de posições (conhecidas como âsanas) que retira do Hatha Yoga, a sua variante clássica, esta forma de yoga na gravidez propõe às gestantes um momento de relaxamento onde serão privilegiados os benefícios da respiração, dos sons (mantras) e dos gestos (mudras).

Cada um dos seus movimentos se dirige ao mesmo propósito, muito concreto e singular: a construção de uma linha condutora, onde se permite o contacto do bebé e da mãe, num ambiente de harmonia e tranquilidade.

Os laços formados neste tipo de exercício irão facilitar o relacionamento da mamã com o parto e com o bebé, depois de este ter já nascido.

Contribuindo para a libertação de medos, anseios e tensões desnecessárias, o yoga para grávidas poderá não contribuir para um parto mais célere mas irá, com toda a certeza, ajudar a futura mamã a viver esse momento com uma maior flexibilidade e confiança, o que criará uma maior sintonia com o momento e evitará as dificuldades que muitas vezes acontecem por resistência às próprias dores da parturiente.

O yoga na gravidez trata-se, pois, da construção de uma consciência do corpo e das mudanças no corpo que fará com que a gestante tenha muito mais autoestima e autoconfiança.

Posições de Yoga na gravidez

2. Benefícios do yoga para gestantes

As vantagens da prática do yoga na gravidez são várias.

Este tipo de exercício irá aumentar a flexibilidade e a resistência do corpo, atenuar algumas das dores que a gestante possa sentir durante a gravidez e ainda contribuir para um parto mais fácil.

Além disto, a nível físico, os exercícios desta atividade contribuirão para favorecer a circulação sanguínea, equilibrar o sistema neuroendócrino, aumentar a abertura pélvica, tonificar os músculos e combater o sedentarismo.

No que respeita à mente, o yoga para grávidas será um aliado na construção de uma consciência do corpo, para minorar a sensação de cansaço, de stress e de ansiedade e para ensinar formas de relaxamento.

Desta forma, o yoga para gestantes tem como benefício a maior facilidade de criar e fortalecer a ligação entre mamã e bebé, preparando ainda a gestante para enfrentar o momento do parto em si.

Além disso, sendo uma atividade geralmente praticada em grupo, as aulas de yoga para gestantes são ideais para que possa partilhar as suas experiências pessoais com outras mulheres grávidas e ouvir, também, as suas histórias.

yoga para mulheres grávidas

3. O aval clínico

Embora se trate de uma atividade com diversos benefícios, o mais seguro para a gestante, antes de avançar para as aulas de yoga na gravidez, será consultar o seu médico.

Cada história clínica é única e, conhecendo a sua, ele será a pessoa ideal para avaliar os riscos da prática da atividade no seu caso específico.

Frequentemente, os obstetras recomendam que as mulheres aguardem pelo segundo trimestre de gravidez para começarem a praticar yoga.

Embora não seja uma atividade perigosa, dados os riscos de aborto no primeiro trimestre, esta é uma precaução que os médicos costumam indicar.

No caso de a sua gestação ter sido fruto de uma fertilização in vitro ou ser considerada uma gravidez de risco, o médico poderá desaconselhar a prática ou recomendar que aguarde mais um tempo antes de a iniciar.

O yoga para gestantes apresenta-se, portanto, como uma boa opção para fortalecer corpo e mente na gravidez.

Consulte o seu médico e, se este o indicar, envolva-se nesta maravilhosa forma de ligação entre mamã e bebé.

Lembre-se, apesar de tudo, de que é muito importante que o yoga na gestação seja praticado com o apoio de um formador especializado, que saiba quais os movimentos que uma gestante pode – ou não – fazer.

Praticou yoga para gestantes? Como é que esta experiência a ajudou na vivência da gravidez e no parto?

Não deixe de partilhar connosco as suas histórias e experiências.

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo