Tudo sobre repelentes na gravidez

Repelentes na gravidez

Cuidado com os mosquitos se está grávida, quais repelentes a gestante deve usar

A grávida e as picadas de inseto

A gravidez é um momento muito especial na vida de uma mulher e a alegria da gestação não pode nem deve ser perdida no meio das preocupações e dos cuidados.

Ainda assim, a gestante deve estar atenta a alguns pormenores, para garantir a sua segurança e a segurança do seu bebé.

No que diz respeito aos insetos e à sua picada, é necessário atentar aos riscos que acarreta.

Além do desconforto provocado pelas erupções e borbulhas que resultam deste tipo de picada, doenças como Zica e Dengue são também propagadas através deste tipo de mordida, pelo que é muito importante que a futura mamã previna este tipo de situação.

O uso de um repelente de insetos será, então, uma das formas de garantir a segurança da gestante e do feto.

Torna-se, então, necessário conhecer quais os repelentes que existem no mercado, quais destes são indicados durante a gravidez e quais os cuidados a ter na sua utilização.

O uso de repelentes na gravidez

1. Repelentes na gravidez, produtos indicados

Muitas vezes, as grávidas optam por fazer uso dos produtos para criança ou bebé, por temerem que a composição dos restantes possam, de alguma forma, prejudicá-las durante a gestação.

Apesar de ser uma temática muito estudada e debatida, não existem, até ao momento, provas laboratoriais concretas que estabeleçam uma correlação entre o uso de repelentes e algum tipo de problema durante a gestação.

Por norma, nenhum repelente está vedado às futuras mamãs, sendo apenas recomendado que estas tenham muita atenção à bula, para fazerem uma utilização correta e dentro da dosagem recomendada.

Os princípios ativos mais recomendados neste tipo de produto são o DEET, o IR3535 ou a Icardina, sendo estes os mais eficazes.

Ainda assim, se a grávida se sentir realmente insegura na utilização deste tipo de produto, encontrará, também, alguns produtos naturais que, embora de forma menos eficaz, repelem também os insetos.

Produtos à base de citronela ou de cravo-da-índia são um exemplo disto mesmo.

2. Repelentes na gravidez, um cuidado extra

Durante a gestação será necessário um cuidado suplementar no momento da aplicação dos produtos para repelir insetos.

Além das indicações encontradas na embalagem, a futura mamã deverá garantir que não utiliza demasiado produto e que não o faz mais do que três vezes por dia.

Além disto, a gestante deverá aplicar o produto sobre a roupa, evitando que este tenha contacto com as regiões sensíveis da boca, olhos e nariz.

Depois da aplicação, deverá sempre lavar cautelosamente as mãos, para garantir que não se dá nenhum contacto com as zonas anteriormente referidas.

Devido à sensibilidade olfativa que tanto carateriza o período da gestação, a futura mamã poderá ainda sentir-se um pouco nauseada com o aroma de algumas fórmulas, pelo que deverá investir num produto cujo perfume lhe seja tolerável, para evitar enjoos desnecessários.

3. De consciência tranquila

Embora, como vimos, todos os repelentes possam, à partida, ser utilizados durante a gestação, é muito importante que consulte o seu médico antes de adquirir este tipo de produto.

Melhor do que ninguém, um especialista de saúde poderá avaliar o grau de perigo e indicar o produto mais adequado para o seu caso específico.

Além disso, eventuais alergias ou intolerâncias podem fazer com que um determinado tipo de repelente seja menos adequado para si.

Tome precauções e avance para a utilização deste tipo de produto de consciência tranquila, com o aval e aconselhamento de quem a acompanha ao longo da gestação.

Lembre-se de que, principalmente durante os nove meses da gestação, prevenir é melhor do que lidar com as consequências.

Principalmente durante os meses de Verão e se for para um destino mais quente e húmido, tenha cuidado, consulte um especialista e invista no repelente certo.

Utilizou repelentes na sua gravidez? Quais foram os seus maiores receios?

Qual foi a opinião do seu médico? Não deixe de nos contar tudo sobre a sua experiência nesta matéria.

Poderá ter interesse também em:

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo