Tratamentos de SPA na gravidez, serão seguros?

Tratamentos de SPA na gravidez, posso fazer? E em que momento da gravidez é mais aconselhável?

A gravidez é uma época belíssima da vida da mulher. Provavelmente, durante dos três trimestres que compõem a gestação, viverá alguns dos momentos mais felizes da sua vida, na expectativa da maternidade iminente.

Ainda assim, esta é também uma fase de mudança, na qual, por norma, as mulheres se sentem tensas e ansiosas.

Esta ansiedade, embora pouco desejável, é natural.

Pensar no parto, nas mudanças do quotidiano, garantir que tem tudo preparado para a chegada do bebé e planear cautelosamente cada momento do dia para garantir a sua saúde e a do seu filho poderá ser, em alguns instantes, desgastante.

Pensar em largar toda esta tensão por uns momentos para gozar dos tratamentos de SPA pode parecer a melhor ideia de todas.

Ainda assim, por mais relaxante que seja a ideia, deve ter em atenção alguns pormenores antes de avançar para a sua concretização.

Nem todos os tratamentos e ofertas do SPA são indicados para a gestante, sendo muito importante que saiba escolher os que lhe trazem benefícios e evitar aqueles que possam ser perigosos para si e para o bebé.

Hoje, é sobre esta temática que nos debruçaremos para sabermos quais os melhores tratamentos de SPA na gravidez.

Massagens durante a gestação

1. Tratamentos de SPA na gravidez: quando?

O segundo trimestre da gestação é, por norma, o favorito das gestantes para aproveitarem o mundo dos tratamentos de SPA.

Nesta fase, geralmente, a gestante já não sente com intensidade as náuseas gestacionais e não começou, ainda, a sentir os efeitos do final da gravidez.

É, por isso, uma fase mais enérgica e na qual a futura mamã se sente melhor.

Além disso, esta é também a fase mais segura para avançar para este tipo de estabelecimento, já que os próprios SPA’s desaconselham que a gestante realize qualquer tipo de serviço antes das 12 semanas de gestação e também depois das 32 semanas.

A massagem durante a gravidez

2. A escolha do SPA

Além de saber quando escolher este tipo de serviço e tratamento, torna-se importante saber como o escolher.

Existem espaços que estão particularmente preparados para receber gestantes.

É importante que mencione sempre a sua gravidez no momento em que realiza a marcação, para que possa ser recebida com os cuidados especiais aos quais a sua condição impele.

Massagens e outros tratamentos poderão ser feitos de forma diferente nestas circunstâncias, havendo um maior interesse perante as suas necessidades particulares.

tratamentos de SPA na gravidez

3. Tratamentos de SPA nocivos na gravidez

Embora possa frequentar o SPA, existem alguns serviços que pode (e deve!) evitar enquanto estiver grávida.

É desaconselhado, por exemplo, que as gestantes utilizem serviços que envolvam tratamentos de calor (como saunas, solários, hidromassagem aquecida, banhos de vapor ou saunas turcas).

O calor poderá ser nocivo para a mamã e para o bebé, fazendo aumentar a pressão sanguínea e, consequentemente, os batimentos cardíacos.

Os tratamentos que envolvem terapia de pressão ou reflexologia devem, também, ser evitados durante a gestação.

Embora sejam globalmente seguros, no caso de as piscinas do SPA contarem com uma temperatura superior a 32º, os tratamentos que envolvam água (como banhos e hidroterapia) deverão também ser evitados, sendo importante perguntar aos responsáveis qual a temperatura da água.

Da mesma forma, embora as massagens possam ser muito positivas para a gestante, é necessário que estas sejam realizadas por um profissional que conheça as necessidades da gestante, já que existem alguns tipos de massagem desaconselhados na gestação (como por exemplo, massagens que estimulem a circulação sanguínea e a pressão abdominal).

4. Outros cuidados nos tratamentos de SPA na gravidez

Existem ainda outros tratamentos, durante a gestação, que necessitarão de ser feitos com cuidado. É o caso, por exemplo, das limpezas e tratamentos faciais.

A principal razão pela qual é necessário um cuidado extra nestes tratamentos durante a gravidez é porque a pele da gestante poderá estar particularmente sensível e ter desenvolvido, inclusivamente, intolerância a produtos que usava anteriormente.

Algumas componentes de produtos cosméticos, como o retinóide, devem ser totalmente evitadas durante a gravidez.

Estes são utilizados para estimular a renovação celular da pele mas, durante esta fase da vida, podem ser bastante nocivos para si e para o feto.

Acima de tudo, se estiver a pensar usufruir dos tratamentos do SPA na gravidez, é importante que fale primeiramente com o seu médico, para ouvir as suas recomendações.

Em casos de gestação de risco, este poderá desaconselhar qualquer tipo de cuidado de SPA. Siga todas as suas recomendações!

Visitou um SPA durante a gestação? Quais foram os tratamentos realizados nessa visita?

Queremos saber como foi, para si, esta experiência.

Algumas fontes:
guiainfantil
babycentre.co.uk

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo