in

Saiba como cortar as unhas do bebé

cortar as unhas ao bebé

Como cortar as unhas do bebé

Mãozinhas e pezinhos em boas mãos

Quando o bebé chega, principalmente se for o primeiro filho do casal, ele traz consigo muitas novidades.

Algumas são óbvias e muito divulgadas.

A troca da fralda, os primeiros banhos, as trocas de roupa ou de chupeta… tratam-se de hábitos que entram na sua rotina com relativa naturalidade.

Outras necessidades da criança, no entanto, poderão ser uma novidade para si e, justamente por isso, geram dúvida ou mesmo controvérsia entre as mamãs.

Existe, por exemplo, o mito de que as unhas do bebé não precisam de ser cortadas.

O primeiro corte das unhas da criança é, por norma, feito pouco após o parto, uma vez que, se estiverem demasiado grandes, o seu filho poderá ferir-se com elas, arranhando os bracinhos ou o rosto.

Além disto, a unha acumula sujidade e, com o hábito de levar as mãozinhas à boca, o bebé poderá ficar exposto a doenças e infeções.

Tratando-se de uma temática pouco falada, é importante que os papás estejam tão informados quanto possível, para poderem evitar este tipo de situação e garantir que o corte é feito da melhor forma.

Neste artigo iremos dirigir-nos a esta questão, para que saiba tudo sobre cortar as unhas ao bebé.

cortar as unhas do bebé

1. A unha do recém-nascido

Por norma, ao nascer, a criança apresenta as mãos suaves e as unhinhas são curtas, maleáveis e macias.

Se atentar, verá que mal sobressaem por entre o dedo, de tão fininhas que são.

O crescimento destas, no entanto, irá surpreendê-lo. Por norma, antes mesmo de completar o primeiro mês de vida, notará que a unha tem um crescimento significativo.

Imaginar-se a aproximar algo cortante de um ser tão frágil e terno poderá parecer-lhe difícil.

E não está enganado! É um processo que exige tempo, paciência e cuidado. Ainda assim é, também, um processo de extrema importância e que não deverá adiar.

No caso das mãos poderá sentir a necessidade de o fazer todas as semanas.

Nos pés bastará, provavelmente, que o faça uma vez por mês, uma vez que o crescimento desta unha é mais lento.

Como referimos, a maioria das crianças não nascem com uma unha muito grande e desenvolvida. Ainda assim, existem casos nos quais o recém-nascido mostra um crescimento das suas unhinhas logo ao nascer, sendo necessário, neste caso, iniciar o procedimento de corte um pouco mais cedo.

cortar as unhas ao bebé

2. O processo de corte

O primeiro passo para cortar as unhas ao bebé será escolher o momento mais adequado. Poderá fazê-lo enquanto ele dorme, para aproveitar que ele está tranquilo e sossegado.

Em alternativa, deve distrair a criança, para que esta permaneça imóvel e não tenha medo. Será ainda pertinente que este corte seja efetuado depois do banhinho da criança, uma vez que a água amolece a unha.

Nunca utilize os cortadores normais, uma vez que corre o risco de ferir a criança. Escolha uma tesoura ou um corta-unhas para recém-nascidos.

Por norma, a sua forma é ligeiramente arredondada, adaptando-se bem ao formato da unha do recém-nascido.

Segure a mão do seu filho suavemente com a mão que não segura a tesoura e mantenha a unha dele virada para baixo, enquanto segura o dedinho com cuidado.

Desta forma poderá ter uma melhor perceção da profundidade à qual leva a tesoura e garantir que não faz nenhum cortezinho na pele da criança.

Depois, corte a unha. Este corte deve ser feito a direito para evitar que, de futuro, ele tenha unhitas encravadas.

Uma boa alternativa ao corte, caso note que as unhinhas têm um comprimento que o justifique, será limar as unhas do bebé. Caso opte por limar as unhas do bebé deverá, também, optar por uma lima adequada para crianças.

3. Depois do corte

Assim que terminar o corte, deve garantir o conforto do seu filho. Limpe as mãos e pés da criança utilizando gaze ou uma toalha limpa e garanta que nenhuma unhita fica esquecida no berço ou nas roupinhas dele.
Depois, lave bem o material utilizado.

Se puder, ferva a tesoura antes da próxima utilização, para garantir a sua esterilização.

Tenha ainda o cuidado de não usar a mesma tesoura ou lima com as quais trata as mãozinhas e pezinhos do seu filho em mais ninguém, para garantir que minimiza o risco de infeções.

Questionou, alguma vez, como cortar as unhas do bebé? Quando o fez pela primeira vez? Como foi esta experiência?

Deixaria algum conselho às restantes mamãs? Não deixe de nos confidenciar as suas experiências e pensamentos.

Clique em uma estrela para avaliar.

Average rating 0 / 5. Votos: 0

ARTIGOS REMOMENDADOS

Escrito por Ana Rita Mendes

Ana Rita Mendes nasceu em 1992 e é natural de Proença-a-Nova, Portugal. Terminou, em 2014, a sua licenciatura em Enfermagem pela Escola Superior de Saúde de Portalegre. Trabalha atualmente como enfermeira no Hospital Curry Cabral e na NephroCare. Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

Unhas de gel na gravidez

Tudo sobre as unhas de gel na gravidez

O meu diário da gravidez

O diário da gravidez