in

Quando o bebé não pega a mama da mãe, o que fazer?

bebé não pega na mama

As mamãs sabem bem: o seu bebé não é apenas “um bebé”.

Cada criança tem as suas necessidades e a sua personalidade.

Não podemos generalizar.

As problemáticas vividas pelas mães, no entanto, apresentam, muitas vezes, caraterísticas comuns e é importante conhecer a experiência comum para poder avançar para os melhores diagnósticos individuais.

Um dos problemas que muitas mamãs vivem durante os primeiros meses de vida do seu filho é um bebé que não pega a mama da mãe.

Esta recusa do alimento tende a preocupar, de grande forma, grande parte das mulheres que, apesar de tudo tentarem, encontram dificuldades óbvias no processo de aleitamento.

Não conseguimos encontrar uma solução específica para o seu caso… mas, por que achamos importante a experiência da maioria das mulheres, decidimos debruçar-nos sobre as questões deste bebé que recusa peito, para tentar compreender as razões que levam a que tal aconteça e as formas mais comuns para a resolução do problema.

1. A recusa do peito

Ainda não é a fase do desmame mas, por alguma razão, o bebé não aceita a mama da mãe. Esta é uma realidade comum das mamãs durante a fase de aleitamento.

O bebé recusa o peito, passando por uma espécie de “greve de fome”, na qual insiste em não pegar na mama da mãe.

Não podendo dizer-lho de outra forma, esta costuma ser a maneira como os mais pequenos tentam dizer-lhe que existe algum problema e, para saber qual, precisará de ficar muito atenta, tentando descobrir a causa da recusa.

Um pensamento comum das mamãs é que o bebé está a entrar, por si só, numa fase de desmame… Ainda assim, a verdade é que, antes de completar um ano de idade, é muito incomum que o bebé esteja preparado para largar o peito da mãe.

2. As causas da recusa

Como referimos, cada bebé é um bebé e as causas deste problema não são sempre as mesmas. Ainda assim, existem algumas razões mais comuns e frequentes.

Uma das razões mais comuns é que não esteja a pegar corretamente no seu filho, sendo este incapaz de abocanhar o seu seio de uma forma que lhe seja útil e confortável.

Um especialista de pediatria poderá ser uma excelente ajuda para garantir que a posição da mamada é a mais correta e para lhe ensinar as melhores posições para amamentar.

O aparecimento dos primeiros dentinhos será outra das causas. Mesmo antes de despontarem, os primeiros dentes causam alguma dor na região das gengivas.

Aftas e infeções bucais, otites e constipações que provoquem nariz entupido serão outra razão possível para o bebé recusar a mama da mama.

Quando as mamãs recorrem ao biberão para dar de mamar ao seu filho, como complemento do peito, este pode, também, começar a recusar a mama, por sentir maior conforto com o método alternativo.

Além disto, outros tipos de interrupção durante a mamada, como barulhos ou distrações serão, também, elementos potenciadores da recusa do peito.

3. A resolução do problema

A mamã viverá este momento de recusa alimentar como um momento desafiante da amamentação.

O segredo da solução, no entanto, está na persistência!

Não desista de amamentar o seu filho.

Numa fase inicial pode tentar retirar o seu leite manualmente, com recurso à bombinha. Não será o mesmo que dar o peito mas, desta forma, não privará o bebé dos benefícios do leite materno.

Pode também tentar reintroduzir o peito enquanto o bebé estiver adormecido.

Existem crianças que, recusando o peito quando acordadas, conseguem mamar durante o sono.

Tentar uma mudança de posição ou novas formas de agarrar o bebé durante a mamada será, também, bastante útil.

Se suspeitar que a dor pode ser uma causa da recusa, não hesite em levar o bebé ao médico de imediato, para descartar a hipótese de que seja uma otite ou uma infeção bucal.

Acima de tudo, no momento de amamentar, procure um local sossegado e sem distrações, onde o bebé encontre o maior conforto e serenidade.

Este cultivar do contacto físico num ambiente menos distrativo será excelente para promover a mamada e estabelecer os mais fortes vínculos entre mamã e bebé.

Durante a gravidez sentiu que o bebé recusava o seu peito? Como viveu este momento? Como solucionou o problema?

Não deixe de nos contar como lidou com esta situação.

Clique em uma estrela para avaliar.

Average rating 0 / 5. Votos: 0

ARTIGOS REMOMENDADOS

Escrito por Ana Rita Mendes

Ana Rita Mendes nasceu em 1992 e é natural de Proença-a-Nova, Portugal. Terminou, em 2014, a sua licenciatura em Enfermagem pela Escola Superior de Saúde de Portalegre. Trabalha atualmente como enfermeira no Hospital Curry Cabral e na NephroCare. Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

choro do bebé ao colo da mãe

Tipos de choro do bebe, sabe quais são?

Mae a amamentar com dores por causa dos mamilos gretados

Mamilos gretados, o que fazer?