in ,

Crianças e adolescentes: devem ser vacinados para a Covid19?

Crianças e adolescentes: devem ser vacinados para a Covid19?

A vacinação de crianças e jovens para imunização face ao Covid-19 tem sido alvo de discussão mediática, havendo vários argumentos contra e a favor. Venha com o Bebé a Bordo conhecer a argumentação relativa a esta questão.

Desde o aparecimento do SARS-CoV-2 vários estudos têm sido realizados. Ao longo do tempo, apresentámos alguns dos dados sobre temas como a Covid-19 em crianças e a transmissão de Covid-19, embora, como sabemos, todo o processo de estudo deste novo vírus esteja ainda a decorrer. 

Durante a longa espera pela vacina, foi comum encontrarmos artigos sobre Covid-19 e suplementos para se manter saudável durante o isolamento ou outras temáticas que relacionavam a doença com outras, como a Síndrome de Kawasaki.

O facto é que, mesmo no seio da comunidade científica que tem estudado amplamente a matéria, nem sempre se verifica um consenso entre os especialistas.
No caso da vacinação de crianças e jovens – e valendo a pena recordar que a vacina não é obrigatória e se encontra em fase de teste clínico – a polémica gerada tem levantado dúvidas em muitos pais, que não sabem se devem ou não vacinar os seus filhos menores. (1) (2)

Compreenda a argumentação sobre esta matéria e conheça o posicionamento da DGS e do Governo português face à vacinação de crianças e jovens.

Crianças e adolescentes: devem ser vacinados para a Covid19?

O ponto de situação na vacinação de crianças e jovens

Vários países, incluindo o Canadá, a Alemanha, a França e os EUA já se encontram a vacinar os jovens com idade superior a 12 anos, estratégia que não gera consenso na comunidade científica, por falta de comprovação de que a vacina contra a Covid-19 seja efetivamente segura e eficaz neste grupo etário.

Menos afetado pela Covid-19, o grupo em questão está sujeito, como sabemos a infeções pelo SARS-CoV-2, podendo igualmente ser transmissores do mesmo. O inicial Plano de Vacinação Covid-19 de Portugal não contemplava a vacinação de crianças e jovens, até porque os primeiros ensaios clínicos realizados tinham como amostra indivíduos com idades superiores aos 16 e 18 anos. (3)

Ainda assim, numa fase avançada da vacinação mundial e após a Agência Europeia de Medicamentos ter liberado a administração da vacina (inicialmente, em Maio, da Pfizer-BioNTech) para o grupo etário entre os 12 e os 15 anos, vários países, incluindo Portugal, reviram a questão, baseando a decisão na consulta de vários especialistas.

A OMS deixa a decisão sobre a vacinação de jovens a cargo de cada país, sendo que Portugal apresentou a sua decisão no passado dia 10 de Agosto, recomendando a vacina a todos os adolescentes entre os 12 e 15 – contrariamente à primeira deliberação que indicava a vacinação apenas para jovens que tivessem condições associadas que os colocassem sob maior risco. (4)

O debate em torno da vacinação de crianças e jovens

A avaliação da EMA, a par com a liberdade de decisão que a OMS deixou aos vários países fez com que se iniciasse um debate sobre a vacinação de crianças e jovens, sendo que em alguns países, como os EUA e o Canadá, os grupos mais jovens da população já se encontram a ser inoculados desde Maio.

Muitos especialistas têm defendido, usando como base o relatório do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças e à proximidade da reabertura das escolas para o novo ano letivo, que seria pertinente a vacinação dos jovens entre os 12 e os 18 anos. (5)

Outras vozes, defendem que a vacinação deste grupo é desnecessária em jovens que não apresentem patologias crónicas associadas, por não se tratar de um grupo de risco, ou mesmo irresponsável, por se estarem, ainda, a descobrir efeitos secundários para as vacinas contra a Covid-19.

O posicionamento da OMS é o de que as crianças têm um risco bastante baixo de contrair a doença, o que faz com que a imunização deste grupo não seja, momentaneamente, uma prioridade.

Embora a vacinação dos jovens entre os 12 e os 15 anos seja iniciada, em Portugal, ainda no mês de Agosto, a administração da vacina será uma decisão deixada a cargo dos pais das crianças. (6)

Gostou deste artigo do Bebé a Bordo? O que pensa da vacinação de crianças e jovens? Deixe-nos a sua opinião pessoal sobre esta questão nos comentários.

Clique em uma estrela para avaliar.

Average rating 5 / 5. Votos: 1

ARTIGOS REMOMENDADOS

Escrito por Bebé a Bordo

Saiba mais sobre maternidade, gravidez, bebé e desenvolvimento infantil, com os nossos artigos. Traga o bebé a bordo e veja o que preparamos para si!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Receita de piza bolonhesa com pimento tricolor saudável para crianças

Receita de piza bolonhesa com pimento tricolor saudável para crianças

Receita de Piza carbonara sem lactose ideal para crianças

Receita de Piza carbonara sem lactose ideal para crianças