Porque os pés incham na gravidez?

Pés incham na gravidez

Durante os meses de gestação, muitas mulheres notam que os seus membros inferiores e os seus pés estão inchados. Esta situação, bastante comum, nem sempre é razão de preocupação. Ainda assim, é importante que saiba porque os pés incham na gravidez. Sabe mamã? Então, venha descobrir connosco, aqui no Bebé a Bordo.

Pode começar antes mas, principalmente a partir do 6º mês de gestação, é muito comum que as futuras mamãs se deparem com o problema dos pés inchados.

Este inchaço nos pés, cujo nome clínico é edema gravitacional e que se pode manifestar também nas pernas inchadas na gravidez, afeta cerca de 75% das gestantes.

Diretamente relacionado com a retenção de líquidos, este problema tende a agravar-se, não só com o avanço da gestação, mas também à medida que o dia avança.

Por norma, este problema pode ser amenizado através da implementação de algumas ações simples e quotidianas, não gerando problemas graves na gestante.

Ainda assim, noutras situações, quando o inchaço surge celeremente, aparecendo de um momento para o outro, este pode ser um sinónimo de problemas mais severos.

Um exemplo disso mesmo é a pré-eclâmpsia, para a qual o inchaço repentino dos membros é um sintoma.

Com a ressalva de que a leitura do artigo não dispensa a consulta do médico, avançamos agora, por isso, para explorarmos as razões pelas quais os pés incham na gravidez.

Venha com o Bebé a Bordo saber tudo sobre esta questão.


1. Porque razão os pés incham na gravidez?

Numa situação regular, o inchaço nos pés da grávida dá-se, como referimos, por acumulação de água nos membros inferiores.

À medida que o feto cresce e a sua barriguinha se torna mais proeminente, o próprio útero começa a pressionar a região pélvica e, nesta, a veia cava.

Esta veia, situada no lado direito do corpo, é responsável por receber o sangue proveniente dos membros inferiores.

Assim, quando a pressão se faz sentir, a própria circulação sanguínea acaba por ser mais lenta, havendo menor fluxo sanguíneo.

A acumulação de sangue que daqui resulta é um sinal que faz com que o corpo reaja, enviando, através das veias capilares, água para a região dos tornozelos e dos pés.

Esta situação é, por fim, a grande responsável pela acumulação de água, levando ao inchaço.

A principal razão pela qual esta situação piora com o avanço da gravidez é o facto de haver um aumento progressivo do tamanho do útero e, como tal, da pressão por esta exercida.

O motivo que o leva a piorar ao longo do dia, por outro lado, diz respeito ao facto de, durante as horas noturnas, ser mais comum a adoção de uma posição horizontal, que reduz a acumulação de água nos membros inferiores.

Algumas mulheres notam ainda que, no verão, esta situação tende a agravar-se devido ao calor.

Pernas inchadas na gravidez


2. Aliviar o inchaço nos pés

Embora esta seja uma situação frequente durante a gestação, existem formas de aliviar o inchaço nos pés na gravidez.

Uma das formas mais comuns é contrariar a gravidade, procurando sentar-se com os pés elevados. Este método – seja em casa ou no trabalho – ajudará a evitar a acumulação de água nos membros inferiores.

Durante as horas de sono, caso sofra com o inchaço nos pés, é também recomendável que se deite sobre o lado esquerdo do corpo, contribuindo, desta forma, para amenizar a pressão do útero sobre a veia cava.

Evitar permanecer de pé durante períodos de tempo muito longos ou fazer uso de meias-calças ou collants de compressão poderá também ajudar a melhorar a circulação sanguínea nos membros inferiores e minorar o inchaço nos pés.

No que diz respeito a esta última, pode optar por collant de poliamida e elastano, havendo algumas opçõescollants gravidez pernas pesadas farmacia turcifalense
bastante confortáveis, que garantem o descanso das suas pernas e pés, evitando a sensação de inchaço e de cansaço.

Para evitar esta situação é ainda recomendável que use calçado confortável durante a gravidez e que não cruze as pernas quando se sentar.

3. Outras recomendações

Para evitar que os pés inchem na gravidez podemos deixar, ainda, outras recomendações.

É importante, por exemplo, que mantenha uma alimentação saudável e com baixo teor de sal; que consuma muita água diariamente (entre 2 a 3 litros); e que procure integrar na sua dieta alguns alimentos diuréticos (como, por exemplo, o ananás ou a melancia).

A prática de alguns dos melhores desportos na gravidez, como a hidroginástica e as caminhadas, poderão ajudá-la, também, a minorar este problema.

Relembramos ainda que é sempre importante falar com o seu médico sobre esta questão, principalmente se notar que há um aumento rápido do inchaço; se sentir formigueiros ou se notar que se dá, a par com o inchaço, um aumento súbito de peso.

Alguns destes sinais podem ser indicadores de diabetes, hipertensão gestacional ou mesmo pré-eclâmpsia.

Sabia porque os pés incham na gravidez? Sofreu deste problema? Conte-nos como foi a sua experiência pessoal no que diz respeito a esta questão.

Algumas fontes: brasil.babycenter  tuasaude  guiadobebe  gestacaobebe guiadagravida

ARTIGOS REMOMENDADOS

DEIXA UM COMENTÁRIO