Quando nascem os primeiros dentes?

Quando nascem os primeiros dentes ao bebé

Quem já passou tempo junto a mamãs com bebés pequenos conhece bem a saga das birras provocadas pelo nascimento dos primeiros dentinhos, a procura por objetos que possam “roer” para aliviar o desconforto nas gengivas e a mítica frase do “não tarda já estão cá fora”.

É verdade! Os dentinhos são um momento importante do desenvolvimento da criança e saber quando nascem os primeiros dentes poderá ajudá-la a lidar melhor com o desconforto que a criança sente e a preparar-se, desde cedo, para garantir a saúde dentária da criança.

Já vimos a partir de que idade levar o bebé ao dentista. Hoje, vamos debruçar-nos sobre os primeiros dentes e o seu nascimento.

Acompanhe o artigo para saber quando nascem os primeiros dentes da criança.

1. Dentes e dentinhos: um sinal de desenvolvimento

O aparecimento dos primeiros dentes está incluído numa série de desenvolvimentos orgânicos que se dão pelo nome de mineralização.

Esta começa com a própria formação dos ossos, ainda na fase fetal e dura até aos 25 anos do ser humano.

Um destes estágios é o nascimento dos primeiros dentes, os famosos “dentinhos de leite”.

Por norma, quando o momento de estes dentinhos “saírem” está próximo, o bebé costuma demonstrar algum desconforto e procurar a chupeta ou outros objetos de borracha para levar à boca e, desta forma, aliviar as suas gengivas.

primeiros dentes do bebé ilustração

Imagem retirada da internet

2. O nascer dos primeiros dentinhos

A dentição temporária – os dentinhos de leite – aparecem, por norma, entre os 6 e os 8 meses do bebé e continua a nascer até à criança completar os 2 ou 3 anos de idade.

Este não é um processo que ocorra na mesma velocidade em todas as crianças, havendo algumas que, pelos 2 anos, contam com todos os dentes de leite e outras que, mesmo depois do marco dos 3 anos, não têm, ainda, a formação dentária completa.

O nascer dos primeiros dentes no bebé

3. O despontar dos primeiros dentes

Os dentinhos do bebé não aparecem, evidentemente, todos ao mesmo tempo.

A ordem do aparecimento dos dentes de leite costuma ser por volta dos 6 meses e iniciar-se pelos incisivos centrais inferiores – isto é, os dois dentes de baixo, no centro da gengiva.

Depois dos dois dentinhos de baixo saírem, são, normalmente, os dois incisivos centrais superiores que se seguem, criando aquele sorriso de bebé, tão engraçado, onde sobressaem os dentes do meio.

Apenas após o surgimento dos dentes que referimos, começa a formar-se a restante dentição temporária, da qual farão parte o total de 20 dentinhos.

4. O desconforto e eventuais cuidados

Como referimos, o processo de aparecimento dos dentes no bebé não é sempre o mais simples dos processos, sendo comum que este cause desconforto na criança.

Entre os sintomas que poderá notar no seu filho estão a ansiedade, a irritabilidade, um aumento na salivação, uma maior dificuldade na hora da refeição (rejeição da comida ou perda de apetite) e dificuldade em adormecer.

Em casos mais graves, o aparecimento dos dentes é, ainda, acompanhado por febres.

A chupeta e os objetos mais duros poderão começar a ser vistos, nesta fase, como “aliados” do bebé, que os procurará, nervosamente, para “roer” e assim tentar aliviar a dor que sente nas suas gengivas.

Recomenda-se, por isso, que os papás encontrem discos gelados ou em gel, próprios para o efeito.

Embora existam, no mercado, diversos objetos pensados para o efeito, falar com o dentista poderá ser a melhor opção para que encontre uma solução para o desconforto da criança.

O nascimento dos dentes é muito importante no desenvolvimento do bebé, intervindo não só na cavidade bocal mas também no próprio desenvolvimento motor da criança.

Como lidou com o nascimento dos primeiros dentinhos do seu filho?

Conte-nos tudo sobre esta experiência.

Comente este artigo