Iogurtes e gravidez

Iogurtes e gravidez, nutritivo e polivalente

A gravidez é uma das fases da vida da mulher onde a nutrição toma um papel mais importante.

Uma alimentação saudável, durante a gestação, tem inúmeros benefícios quer para a mamã como para o feto e ajuda ainda a prevenir eventuais complicações no parto e nos primeiros anos da vida da criança.

Por esta razão, durante as 40 semanas da gestação, as futuras mamãs costumam manter-se bastante preocupadas com a qualidade e o tipo de alimentos que integram na sua dieta quotidiana, questionando diversos alimentos, os seus benefícios e as suas desvantagens.

Assim, à medida que alimentos novos vão sendo integrados na rotina alimentar da gestante, outros são cortados da mesma por questões de segurança, para garantir que apenas o melhor chega ao prato da grávida.

Hoje falaremos sobre um dos mais enriquecedores alimentos que pode integrar na sua alimentação durante a gravidez e das muitas formas como pode ingeri-lo.

Falamos, pois, do iogurte: um alimento nutritivo e polivalente, que pode e deve fazer parte da sua alimentação durante os 9 meses gestacionais e que terá um papel fundamental no seu bem-estar e no bem estar do seu bebé.

Siga connosco para saber todas as vantagens deste delicioso alimento.

1. Iogurtes e gravidez – Controlo do peso

O iogurte é um alimento supreendentemente nutritivo e que tem diversos benefícios, que se espelham de diversas formas no corpo da futura mamã.

Sendo um alimento pouco calórico e rico em cálcio, este tem um papel saciante, ajuda a prevenir a obesidade (ou simplesmente o ganho excessivo de peso durante a gestação).

Esta ajuda no controlo do peso da futura mamã ocorre pela sua ação em duas frentes distintas.

Por um lado, pela regulação do trânsito intestinal (que se espelha, entre outras coisas, na redução do risco de prisão de ventre); por outro é um alimento nutritivo mas com poucas calorias, que integra na sua composição um índice generoso de proteínas, tendo ainda um baixo teor de gorduras.

Assim, este alimento ajuda a saciar a mamã, apresentando-se como uma opção saudável para os lanches intermédios entre as maiores refeições, sem sentir a culpa da ingestão de alimentos mais calóricos.

2. Iogurtes na produção e qualidade do leite materno

Principalmente durante o terceiro semestre da gestação, o iogurte será aliado das futuras mamãs na tarefa de preparação do organismo para a hora H, o parto e para o aleitamento que segue este momento.

Alimentos como os leites fermentados, os L-Casei Imunitas (encontrados também na secção dos iogurtes) e os iogurtes são alimentos cujas caraterísticas nutricionais têm vindo a provar-se muito positivas para as futuras mamãs e lactantes, enriquecendo o leite materno e sendo, por isso, geralmente recomendados pelos obstetras.

3. O papel do iogurte na regulação da flora intestinal

É durante o segundo trimestre que as mamãs mais sentem os constrangimentos provocados pelo abrandamento do trânsito intestinal: a prisão de ventre e as decorrentes hemorróidas são alguns dos problema que causam desconforto às futuras mamãs.

Os iogurtes, principalmente os bífidus activos, são uma ajuda fundamental no ataque a esta situação, ajudando a promover e a regular o trânsito intestinal, alterando a sua flora e ajudando a promover um equilíbrio bacteriano.

Com a melhoria da flora intestinal, a mamã irá sentir um alívio global ao nível de todo o trato digestivo e, assim, sentir-se mais confortável para viver ao máximo a sua gravidez.

4. Iogurte e gravidez, e o prazer polivalente

Além de ser um alimento extraordinariamente rico e cujas mais-valias são muitas, o iogurte na gravidez irá ainda provar ser um aliado único dos melhores sabores, permitindo um sem fim de combinações e de usos.

O iogurte poderá ser comido assim, sem que acrescente nenhum ingrediente. No entanto, se sentir vontade de algo distinto, poderá acrescentar alguns frutos secos, sementes de chia ou sementes de linhaça.

Uma boa alternativa, para quem não gosta dos iogurtes naturais, será comê-los com um pouco de mel, o que irá adoçar o iogurte, trazendo ainda todas as vantagens deste ingrediente.

Além disso, o iogurte pode também ser usado nos batidos da gestante, ligando com as mais variadas frutas e fazendo uma excelente bebida para o lanche da grávida.

Embora os iogurtes sejam, de facto, fortes aliados da gestante, se sofrer de intolerância à lactose não se esqueça de falar com o seu médico para saber a sua opinião sobre esta temática.

Atualmente, no entanto, o mercado conta já com diversas opções de iogurtes sem lactose.

Comeu iogurtes durante a sua gravidez? Quais eram os seus favoritos? Conte-nos tudo sobre a sua relação com este alimento.

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo