A grávida pode usar creme para celulite?

Grávida pode usar creme para celulite

A celulite é uma das condições agravadas durante a gravidez e, por isso mesmo, a preocupação das gestantes com o seu tratamento, se não existia previamente, tende a surgir ao longo da gestação.

Numa fase em que tudo é passível de ser questionado, levantando medos e angústias sobre eventuais consequências nocivas, o uso do creme indicado para este mal não é exceção.

Sabe se a grávida pode usar creme para celulite?

Venha descobrir com o Bebé a Bordo.

O aparecimento ou agravamento da celulite gestacional é muito comum e, como os meios de comunicação e a publicidade têm feito questão de salientar, se existe uma preocupação comum a todas as mulheres é o de evitar que a pele tome (ou agrave) esse efeito de casca de laranja.

Noutra época da sua vida, a mulher não hesitaria, por isso, em adquirir e usar um creme para a celulite para tentar resolver este problema.

Ainda assim, quando cresce, dentro do ventre, um outro ser, as questões quanto à melhor forma de resolver esta problemática podem começar a surgir, pelo medo de causar algum mal ao bebé.

A questão sobre se a grávida pode usar creme para celulite ou não permeia as comunidades de gestantes mas ultrapassa-a e lança debate também nas comunidades clínicas e científicas.

Assim, mergulhámos nesta temática para tentar perceber quais os riscos que podem existir no uso destes cremes e sabermos se a grávida pode usar creme para a celulite.


Venha connosco saber mais sobre o uso deste tipo de produto durante a gestação.

1. Uso de cremes na gravidez

O mercado de cosmética tem vindo a evoluir ao longo dos anos e existem cada vez mais produtos disponíveis no mercado. Assim, quando a gestante fala do uso de cremes, é possível responder de duas formas distintas às suas preocupações.

A primeira é que, realmente, existem ingredientes nocivos em muitos dos produtos oferecidos por algumas das gamas comercializadas – seja em cremes para a celulite, em cremes anti-envelhecimento ou simplesmente nos cremes de corpo e rosto usuais.

Estas substâncias podem ser identificadas nos rótulos das embalagens e devem ser evitadas a todo o custo, já que as consequências do excesso destas no organismo da futura mamã podem ser tão graves como as malformações fetais ou o aborto.

Falamos, aqui, de ingredientes como os parabenos, o formol, o ácido sórbico, os corantes artificiais, o retinol ou o ácido salicílico, sendo que, sendo absorvidos pela pele e entrando no sistema da gestante, estes podem promover o aparecimento de problemas.

Uma segunda resposta, no entanto, é que, numa era baseada no consumo, as próprias marcas tomaram consciência deste facto e começaram a criar produtos específicos, especialmente voltados para as necessidades da gestante.

Assim, é possível encontrar, no mercado, alguns produtos livres destas substâncias e que podem ser usados durante a gravidez.

2. A grávida pode usar creme para a celulite?

No que diz respeito à celulite, a verdade é que, por norma (e generalizando com base na percentagem de produtos que segue estas linhas), eles são desaconselhados às futuras mamãs.

Isto acontece porque, na sua maioria, existe na composição destes um conjunto de três elementos que não devem ser aplicados pela gestante.

O retinol (associado a malformações no feto), o dimethylaminoethanol (um dos mais comuns, pelo seu efeito no alisamento cutâneo e pouco estudado nos seus efeitos durante a gestação) e a cafeína (excitante desaconselhado na gravidez) são alguns dos ingredientes comuns nestes cremes e que levantam uma dúvida sobre se a grávida pode usar creme para a celulite.


Embora não se saiba efetivamente em que medida a absorção destas substâncias na pele, nas quantidades em que ocorre, é suficiente para ser a causadora dos problemas mencionados, a verdade é que os especialistas se preocupam com a vasta área de pele coberta pelos cremes e com o efeito potencial destes ingredientes na sua aplicação tópica, desaconselhando o uso de todos os produtos que os contenham.

perceber quais os riscos que podem existir no uso destes cremes e sabermos se a grávida pode usar creme para a celulite.

3. Conselhos para gerir a celulite gestacional

A grávida pode usar creme para a celulite, contando que, antes de o fazer, leia atentamente os rótulos, escolhendo uma opção segura para a sua condição e sempre com o aconselhamento prévio junto de um especialista de saúde.

Ainda assim, para ajudar a combater a celulite a gestante poderá substituir o creme para a celulite por opções garantidamente mais seguras, como uma alimentação saudável, rica em vitaminas e sementes, onde privilegie o consumo de água e evite as gorduras, sal e açúcar.

A prática de atividades físicas como a hidroginástica e o ioga será, também, uma ajuda valiosa.

Qual é a sua opinião pessoal? A grávida pode usar creme para a celulite? Qual foi a sua decisão sobre o assunto quando estava grávida? Conte-nos a sua vivência nesta matéria.

Algumas fontes: babymed  fitpregnancy  eliminarcelulite  mundoboaforma

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo