Adequar o exercício: como fazer jogging na gravidez?

A gravidez não é, em situações normais, impedimento para a atividade física e, quem está habituada a correr, poderá continuar a fazê-lo, adequando o exercício. Saiba como continuar a fazer jogging na gravidez.

O exercício na gravidez é importante e não são poucas as recomendações que indicam as vantagens da vida ativa na gestação ou que a grávida deve fazer alongamentos.

Principalmente para quem já é, no seu quotidiano, adepta do jogging; continuar não só é possível (fora situações excepcionais como uma gravidez de risco) como é recomendável.

Algumas entidades oficiais, como a Associação Americana de Gravidez, indicam até aspetos muito positivos aliados à manutenção da prática de corrida na gravidez. As mulheres que fazem jogging parecem, pois, segundo os estudos, ter um ganho de peso mais saudável e ter partos mais rápidos e menos complicados. (1

Apesar de a corrida ser boa para as mulheres que já estavam habituadas à prática, vale a pena salientar que a gravidez é uma má fase para iniciar este tipo de atividade ou para a intensificar. (2)

Na verdade, as futuras mamãs deverão, até, adequar o exercício realizado para se adaptar melhor a esta fase da sua vida. Estas são algumas dicas e recomendações para continuar a fazer jogging na gravidez.

Adequar o exercício: como fazer jogging na gravidez?

1. Aconselhe-se com um médico

Se costuma correr e quer continuar a fazê-lo durante a gravidez é boa ideia que o mencione ao seu médico ou obstetra antes de realizar a atividade.
Por norma, os médicos incentivam a gestante a continuar, desaconselhando apenas que a atividade seja iniciada pela primeira vez nesta fase da vida.

2. Equipe-se de forma apropriada

É importante que utilize, para a prática, roupas adequadas à modalidade. Nesta fase é particularmente importante que aposte num sutiã de desporto que suporte bem o peito, já que poderá sentir um maior inchaço e sensibilidade nesta região do corpo. (3)

3. Treine de forma moderada

Durante a gestação, pensar um treino menos intenso será boa ideia. Além de estar com mais peso, o que impactará nas articulações, poderá também sentir-se mais cansada. Assim, procure percursos mais curtos e menos exigentes.

4. Faça-se acompanhar por um telemóvel

O jogging na gravidez é bastante seguro para quem já praticava a corrida anteriormente. Ainda assim, devido às mudanças hormonais e físicas, recomenda-se que leve um telemóvel para poder contactar alguém caso se sinta mal em algum momento.

5. Fique atenta aos sinais do seu corpo

No momento da corrida, deve estar consciente do seu corpo e das mudanças que vai sentindo ao longo do percurso.

Se notar um aumento súbito e excessivo da temperatura corporal, não insista no exercício físico. Da mesma forma, se ficar cansada, sentir falta de ar, tiver tonturas ou náuseas, deve também parar.

6. Hidrate-se

Beber água é sempre importante mas ainda mais durante a gravidez. Procure beber água ao longo do tempo de jogging na gravidez, a cada 15 minutos.

Fez jogging durante a sua gravidez? Que medidas novas adotou para o fazer? Conte a sua experiência às restantes mamãs atletas do Bebé a Bordo.

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo