Como baixar a ansiedade do seu filho no regresso às aulas

O regresso às aulas pode sempre corresponder a elevados níveis de ansiedade para a criança e, num ano tão atípico, esta realidade pode acentuar-se. Saiba, com o Bebé a Bordo, como baixar a ansiedade do seu filho no regresso às aulas.

Todos fomos afetados pelas circunstâncias atuais e os estudos internacionais indicam o crescimento no número de casos de ansiedade e depressão, principalmente entre as faixas etárias mais jovens.

Se já era comum que notássemos que o stress depois das férias afeta as crianças, o retorno à escola com novas regras e formas de estar pode acentuar a ansiedade na criança, tornando pertinente – ou mesmo essencial – a intervenção dos pais.

Assim, além das questões regulares e que surgem todos os anos sobre o material ou a lancheira escolar saudável do seu filho, torna-se muito pertinente que tenha também em atenção as necessidades emocionais e psicológicas da criança.

Conheça algumas formas de baixar a ansiedade do seu filho no regresso às aulas.

1. Preocupe-se com as rotinas

O primeiro ponto a considerar, para baixar a ansiedade do seu filho no regresso às aulas, refere-se à necessidade de minimizar o impacto da mudança, mantendo rotinas estipuladas, dentro dos possíveis.

Horas para brincar, deitar ou comer são algumas das constantes que pode tentar manter na vida do seu filho e que lhe transmitem uma sensação de calma, pela previsibilidade e segurança que são inerentes a uma rotina. (1)

No que diz respeito à alimentação e ao sono, estes são também, como sabe, essenciais para um corpo saudável, o que é o primeiro passo para reforçar a capacidade de lidar com mudanças e contrariedades. (2)

2. Fale com a criança

Falar com a criança e incentivá-la a partilhar os seus medos e problemas é um excelente princípio para quem deseja combater a ansiedade do seu filho neste momento de retorno à escola.

Diga ao seu filho que a ansiedade no regresso às aulas é natural e permita que este exprima todos os seus anseios durante as viagens de carro, as refeições ou mesmo antes de o deitar.

Embora realisticamente não possa dizer que nada de mal possa acontecer, principalmente considerando as circunstâncias do regresso às aulas em tempo de pandemia, pode, no seu discurso, procurar incentivar a criança a buscar soluções para os seus problemas e faça-a acreditar que todos os medos podem ser superados. (3

3. Acompanhe o seu filho

Levar a criança a conhecer a escola ou os professores antes de começarem as aulas nem sempre é possível mas, quando o é, esta pode ser uma boa forma de combater a sua ansiedade.

Além disso, acompanhar a criança na escolha do material escolar e manter o contacto com os amigos do seu filho, nomeadamente fora do ambiente escolar, também pode ajudar a conferir uma confiança renovada à criança.

Quais são as suas estratégias para combater a ansiedade do seu filho no regresso às aulas? Conte aos restantes leitores do Bebé a Bordo.

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo