Psoríase na gravidez como lidar com este problema

A psoríase na gravidez preocupa as futuras mamãs, na medida em que, nesta fase da vida, muita da medicação tomada pela mulher não é recomendável. Sabe o que fazer se tiver psoríase na gravidez?

Venha conhecer as melhores formas de lidar com a psoríase na gravidez com o Bebé a Bordo

A gestação é uma fase muito particular da vida da mulher, onde os problemas de saúde geram maiores preocupações. Ainda que se trate de um problema crónico, como a psoríase, que provavelmente acompanha a gestante há algum tempo, a verdade é que, depois dos primeiros sintomas de gravidez e depois de realizado o teste de gravidez de farmácia, tudo muda. 

As mulheres tendem a preocupar-se mais, nesta fase da vida, com a sua condição de saúde, querendo garantir que, na gravidez trimestre a trimestre, tudo corre conforme o expectável. 

Neste sentido, são questionadas eventuais novas doenças mas também as antigas e que as acompanham desde antes da gravidez, para garantir que o bebé não seja afetado pela própria doença ou pela medicação utilizada face à mesma. 

A psoríase é a realidade de muitas pessoas ao redor do globo, estimando-se que afete entre 1 e 3% da população. (1

Na gestação, esta doença gera várias questões: será que a psoríase na gravidez é perigosa? Como se pode agir perante o aparecimento dos sintomas? 

Hoje, queremos dar resposta às principais perguntas das grávidas com psoríase. Então, se também quer saber como lidar com a psoríase na gravidez e quais os cuidados que deve ter, encontrou o artigo certo para si. 

Psoríase na gravidez

1. O que é a psoríase?

A psoríase é uma resposta autoimune do organismo que se manifesta devido à debilidade do sistema imunitário. 

Esta é uma doença cutânea e crónica, que se manifesta através do aparecimento de regiões da pele avermelhadas e ligeiramente elevadas, cobertas por uma camada de tonalidade esbranquiçada, que corresponde a células de pele morta. (2

A doença destaca-se pela forma como as células cutâneas se desenvolvem e crescem a um ritmo desregrado, provocando lesões na pele e, frequentemente, prurido, comichão ou dor. 

Psoríase na gravidez

Quais as causas da psoríase?

Não se conhecem exatamente as causas da psoríase, embora os elementos de base genética pareçam ter muito a ver com a alteração imunitária que a despoleta. 

Esta doença, no entanto, pode ser desencadeada por vários tipos de problema, incluindo a depressão, a ansiedade, uma exposição solar desprotegida, lesões na pele (como cortes ou queimaduras), fatores ambientais (incluindo a temperatura ambiental) e o recurso a determinados medicamentos (o que inclui anti-inflamatórios e a medicação para a malária). 

2. Psoríase na gestação: é perigosa

Uma mulher que sofre de psoríase, deve informar o médico sobre esta situação, já que as manifestações da doença nem sempre são evidentes.

Este alerta será particularmente importante para garantir que qualquer medicação que possa estar a ser tomada pela gestante para amenizar os sintomas não tem impacto negativo na gravidez. Ainda assim, não existe nada que impeça uma mulher com este problema de viver uma gestação totalmente normal e sem complicações. (3

Relatos de mulheres com este problema indicam, na verdade, que em alguns casos, a gestação tem um impacto positivo na gestão da doença, sendo este fenómeno atribuído à libertação hormonal na gravidez, embora falte, ainda, evidência que comprove a relação entre a melhoria dos sintomas e as hormonas gestacionais. 

Na verdade, a psoríase na gestação não apresenta riscos para a mamã ou para o bebé, sendo que as manifestações durante a gravidez se devem, usualmente, a problemas de ordem emocional e nervosa e são bastante incomuns.

Mesmo que se manifestem, no entanto, os riscos de problemas severos – como o aborto, a malformação fetal ou problemas de desenvolvimento – são incomuns. 

Existe a possibilidade de transmitir a psoríase ao bebé?

A psoríase não é uma doença contagiosa e, como tal, a preocupação com um eventual contágio não deve existir. 

Ainda assim, sendo que uma das principais causas atribuídas para a psoríase se prende com elementos genéticos, é muito provável que, com uma mãe com psoríase, o bebé venha a ter maior propensão para ter, também, esta doença. (4

3. Como lidar com a psoríase na gravidez

Como já referimos, informar o médico é fundamental. Eventuais medicamentos utilizados, por via oral ou de aplicação cutânea, podem ter compostos tóxicos para o bebé. Assim, embora a psoríase em si não seja perigosa, as suas formas de tratamento devem ser avaliadas, sob o risco de o serem. 

Assim, o médico irá tratar de recomendar os tratamentos mais adequados para esta fase da vida, para garantir que nenhum dos medicamentos ou loções prejudica a gestação. (5

As escolhas alimentares poderão também ser muito importantes para a mulher grávida, já que existem alimentos para minimizar a psoríase e alimentos que agravam a psoríase. Conhecê-los poderá também ajudar a evitar eventuais crises do problema. 

Já sabia como lidar com a psoríase na gravidez? Como lidou com esta condição de saúde durante a sua gestação? Conte a sua experiência pessoal às restantes mamãs do Bebé a Bordo

Poderá ter interesse em:

Chá de folhas de framboesa na gestação quais os benefícios?

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo