Mãe de gémeos: as perguntas mais frequentes

As mamãs e papás de gémeos estão muito habituadas a ouvir perguntas sobre esta questão. Fomos saber quais são as perguntas mais frequentes colocadas aos pais de gémeos. Venha descobrir quais são com o Bebé a Bordo.

Nota: O termo “gémeos” encontra-se em português de Portugal, sendo equivalente a gêmeos na versão brasileira.

Muitas mulheres têm o sonho de viver uma gravidez de gémeos e até se questionam como podem consegui-lo, procurando formas de aumentar as hipóteses de engravidar de gémeos.

Embora esta seja uma vontade de muitas pessoas, a verdade é que o fenómeno depende de outros fatores, tais como a genética ou o eventual recurso a tratamentos de fertilidade, e que muitas pessoas sentem, também, alguma ansiedade perante a ideia de ter e criar mais do que um bebé.

Perguntas sobre a temática, tais como a forma de amamentar dois bebés em simultâneo parecem ocupar as mentes das mamãs de gémeos. As questões na mente das pessoas que se cruzam com estas mamãs e papás, no entanto, são bem distintas.

Descubra quais são as perguntas mais comuns ouvidas pelas mães de gémeos.

Mãe de gémeos: as perguntas mais frequentes

1. É muito difícil ter gémeos?

Muitas vezes fazendo-se acompanhar da caótica expressão “coitados”, as pessoas não se coíbem de perguntar aos pais de gémeos sobre as dificuldades que, de facto, não deixam de existir.

O trabalho sentido pelos pais e as despesas são evidentemente maiores no caso de se tratarem de gémeos. Ainda assim, na maioria dos casos, no entanto, os pais de gémeos costumam considerar que tiveram sorte a dobrar e agradar-se da ideia de que os filhos possam crescer juntos e ter um irmão ao lado para o resto da vida.

2. Foi gravidez natural ou medicamente assistida

A gravidez de gémeos é bastante mais frequente nos casos das famílias que procuram os tratamentos in-vitro e realizam tratamentos de reprodução medicamente assistida. (1)

Apesar de ser uma questão muito comum, esta pode ser muito desconfortável para os pais, principalmente se tiver existido dificuldade em conceber.

3. Como conseguem distingui-los?

Principalmente nos casos dos gémeos verdadeiros, as pessoas parecem surpreender-se com a capacidade dos pais para reconhecer as crianças.

A verdade é que os pais conseguem, por norma, ver mais diferenças nos filhos do que as pessoas que mantém uma relação mais distanciada, notando de imediato aspetos como pequenas diferenças no formato dos olhos, sinais ou outros elementos específicos de cada criança.

4. Eles choram sempre ao mesmo tempo?

Esta é uma pergunta muitas vezes colocada aos pais de gémeos. De facto, embora tal não seja obrigatório, pode acontecer o choro simultâneo, até porque o choro de um bebé tende a acordar o outro. Isto, no entanto, não acontece sempre.

5. Com quantos meses nasceram?

Esta é uma pergunta que as mamãs e papás de gémeos ouvem muito e que nem sempre é agradável para os mesmos, já que a memória da prematuridade pode ser incomodativa para os pais.

É muito comum os gémeos – e principalmente os gémeos verdadeiros – nascerem prematuros e precisarem, inclusivamente, de algum tempo para ganhar peso e autonomia numa incubadora. (2)

É mãe de gémeos? Quais foram as questões que mais vezes lhe colocaram? Conte às restantes mamãs do Bebé a Bordo.

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo