Lubrificante íntimo na gravidez, posso usar?

Lubrificante íntimo na gravidez, posso usar❓

A gravidez gera sempre muitas dúvidas na futura mamã e, no que diz respeito à sexualidade, são ainda mais as questões levantadas pela mulher grávida. Neste campo, uma das pertinentes questões colocadas diz respeito ao uso de lubrificante íntimo na gravidez.

Sabe se pode usar este tipo de produto estando grávida?

Venha descobrir com o Bebé a Bordo.

Não será novidade para ninguém que, durante a gravidez, são muitas as mudanças sentidas pela mulher.

As alterações corporais e as mudanças hormonais são constantes e alteram grandemente vários aspetos da vida quotidiana da gestante.

No que diz respeito ao sexo na gravidez, isto também é verdade. Ao contrário do que algumas pessoas acreditam, sexualidade e gravidez não são inconciliáveis.

Ainda assim, a nível hormonal, as alterações podem fazer com que a mulher sinta alterações na sua libido, o que é também potenciado devido à sensação frequente de cansaço e de desconforto ou náuseas.

O desejo sexual sentido pela mulher nem sempre prevalece durante os primeiros dois trimestres de gestação embora, em alguns casos, tenda a aumentar no terceiro, promovido pelo aumento do fluxo sanguíneo.

Ainda assim, embora a resposta corporal se altere, sendo visível em aspetos como a lubrificação natural da vagina, a verdade é que muitos casais desejam manter-se ativos na sua sexualidade e que tal é possível.

Passada a fase de diálogo entre o casal, fundamental para que compreendam os anseios e dúvidas de cada um, não será difícil contornar a falta de lubrificação natural nem promover a sensação de desejo.

Na verdade, cada vez mais, o mercado direciona-se para este tipo de questão, oferecendo vastas gamas de estimulantes e lubrificantes.

Sabe se pode usar lubrificante íntimo na gravidez e quais são as melhores opções? Então, este artigo é ideal para si!

Lubrificante íntimo na gravidez, posso usar?

1. Secura vaginal e gravidez

A falta de lubrificação natural na vagina da mulher grávida trata-se de um fenómeno normal e muito comum, derivado das alterações hormonais sentidas durante a gravidez.

Em algumas mulheres, no entanto, o fenómeno oposto pode também acontecer, havendo mais secreções.

Sendo este segundo acontecimento mais raro, a verdade é que muitas mulheres grávidas dão por si a questionar a sexualidade durante a gestação, notando que, ainda que o desejo exista e a vontade da interação sexual seja de sua vontade, a lubrificação vaginal não corresponde ao seu estado emocional, sendo insuficiente.

Quando a vagina da mulher não se encontra suficientemente lubrificada, isto pode fazer com que se dê algum desconforto no momento da penetração, tornando-a incómoda e, por vezes, mesmo dolorosa para a mulher.

Neste tipo de situação, é muito importante que a mulher tenha a abertura suficiente para explicar ao seu parceiro a situação, já que juntos poderão encontrar uma solução, através do uso de lubrificantes íntimos.

2.Lubrificante íntimo na gravidez

Não existe qualquer restrição quanto ao uso de um lubrificante íntimo na gravidez. Ainda assim, no momento de optar pelo uso deste tipo de produto, uma mulher grávida terá de estar atenta a alguns fatores extra.

Primeiramente, será necessário olhar para a composição do produto para garantir que não é alérgica a nenhum dos seus componentes, já que, se houver, o lubrificante pode provocar desconforto, comichão ou até eventuais infeções que poderão tornar-se perigosas nesta fase da vida da mulher.

Por norma, durante a gestação, recomenda-se o uso de lubrificantes à base de água.

Os lubrificantes que contenham produtos químicos são desaconselhados, havendo ainda vozes que destacam os perigos dos produtos que têm parabenos na sua composição, embora não esteja cientificamente provado que este conservante possa ter efeitos nocivos para a gestante ou para o feto.

Depois de escolher o melhor lubrificante, a gestante poderá aplicá-lo no momento da relação sexual e aproveitar o momento, desfrutando da partilha e entrega com o seu parceiro.

lubrificantes íntimos

3. Alguns tipos de lubrificante íntimo

No mercado existem, atualmente, diversos lubrificantes íntimos adequados para a gestante. Alguns destes têm dupla ação e agem, também, como estimulantes, numa promessa pelo aumento do prazer sentido pelo casal.

Ao vasculhar entre os géis e fórmulas de lubrificação, encontrará diversos tipos. Alguns agirão, também, como promotores de sensações de calor ou frescura ou terão sabores e aromas ousados.

Haverá ainda alguns de base totalmente natural, totalmente adequados para quem pretenda o uso do preservativo e outros que ajudam a regenerar os tecidos vaginais e a sua flora, prevenindo o aparecimento de fungos indesejados.

Na sua maioria, estes fluidos são incolores e à prova de manchas, sendo ainda totalmente seguros para usar durante a gravidez.

Sabia que podia usar lubrificante íntimo na gravidez? Quais os seus maiores medos no que diz respeito à sexualidade durante a gestação? Partilhe connosco os seus anseios.

Algumas fontes: mulhersaude  cosmopolitan gestacaobebe  demaeparamae

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo