A importância do pai durante a gravidez

A importância do pai durante a gravidez, o papel do pai na gestação.

Todos sabemos como a gravidez afeta a futura mamã.

Fóruns, sites, livros… tudo parece chamar a atenção para a importância que a gestação tem na mulher e na forma como, ao longo de nove meses, esta gera em si um novo ser.

Mas, nesta história de amor, a mamã não é, na maioria dos casos, a única protagonista.

Embora existam casos de mães solteiras, que vivem sozinhas (ou com o apoio de pais e amigos) os passos da gestação, são muitas as mulheres que têm a oportunidade de partilhar com os seus companheiros este momento único das suas vidas.

O pai é uma personagem tão importante nesta história como a mãe.

Um protagonista ativo, que teve lugar na criação do milagre de uma nova vida e que, por isso mesmo, deve ter a oportunidade de viver a evolução gestacional lado a lado com a grávida.

Assim, hoje decidimos olhar o papel fundamental desta figura da qual nem sempre se fala e explorar um bocadinho o coração paterno e as formas como o pai se torna uma figura indispensável numa gravidez vivida em casal.

Acompanhe-nos para conhecer a importância do pai durante a gravidez.

1. A mudança: exterior vs interior

As mudanças na mulher são óbvias e visíveis… no homem, nem tanto.

Mas, embora não o vejamos, também o futuro pai começa a mudar, lentamente, desde o momento em que o teste de gravidez dá positivo.

Assim, enquanto as mamãs vivem as mudanças no seu corpo, sentindo – de forma física e literal – tudo o que acontece; os pais sentem, de uma forma mais emocional e interna, as mesmas coisas.

Muitas vezes, as alterações que acontecem no pai são subtis: uma maior preocupação com o cuidado da companheira ou com a casa; um olhar mais atento sobre os gastos familiares e um novo planeamento de poupança; a cedência do quarto dos gadgets ou das guitarras para fazer um quartinho de bebé.

A mudança do pai é enorme… mas expressa-se nas mais pequenas coisas, à medida que a maturidade vai tomando lugar num coração que se prepara para a paternidade.

2. A importância do pai durante a gravidez – A presença contínua

Ao longo dos anos, a sociedade tem-se tornado gradualmente mais recetiva para elevar o papel do pai na gestação e a resposta dos futuros papás tem sido óbvia: uma vivência cada vez mais presente e intensa da própria gestação.

Presentes em consultas de rotina, os homens vão acompanhando o crescimento do bebé, sabem o sexo em primeira mão, veem a primeira ecografia.

Levados pela forte emoção do momento, muitos acompanham as próprias esposas na experiência física, chegando a sentir alguns sintomas de gravidez – como os enjoos matinais ou o aumento de peso – parecendo um verdadeiro “pai grávido”.

A importância do pai durante a gravidez, no entanto, não fica apenas pela presença nas consultas médicas.

Cada vez mais, os homens põem mãos à obra no momento de preparar os quartinhos ou fazer o enxoval para o bebé.

Esta presença contínua no avanço da gestação culmina, claro, com o momento em que assiste ao parto, segurando a mão da companheira e dando-lhe força, enquanto sofre com ela os últimos instantes de espera pelo bebé.

3. A importância do pai durante a gravidez – O apoio à gestante

Além de começarem, desde logo, a sentir a alegria e a responsabilidade que acompanham a paternidade, estes homens de hoje preocupam-se, também, em apoiarem as companheiras na sua própria mudança.

Na tentativa de apoiarem a grávida, estes tentam ser mais compreensivos no momento das queixas e desconfortos das mulheres e perante as suas (frequentes) alterações de humor.

Tentam ainda manter-se mais informados e são eles, muitas vezes, a insistir para que as gestantes integrem na alimentação ou na rotina hábitos mais saudáveis.

A importância do pai durante a gravidez pode ainda ser vista pela forma como este se aventura na realização de atividades físicas e em aulas pré-parto, tentando manter-se próximo da companheira e do filho em todos os momentos importantes.

Esta dinâmica paterna pode ser (e é), por si só, um claro indicador da importância do pai durante a gravidez.

A inclusão desta experiência do pai na vida da gestante cria uma dinâmica mais intima, confortável e saudável, que promove a criação de vínculos afetivos mais estreitos e melhora o ambiente familiar e a experiência da gravidez.

Além disso, esta proximidade cria, também, o lar ideal para receber uma criança.

É ou vai ser pai em breve? Concorda com esta visão sobre a importância do pai durante a gravidez?

Como foi esta experiência para si? Não deixe de nos contar como é que a paternidade alterou a sua vida.

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo