Como tratar as estrias depois da gravidez, tem solução?

Como tratar as estrias depois da gravidez, tem solução

Por mais que a gestação seja uma das épocas mais felizes da vida da mulher, a verdade é que, desta, a mamã também traz “presentes indesejados”. Um deles será, com toda a certeza, as marcas na pele, em forma de estria.

Saber como tratar as estrias depois da gravidez é, por isso, importante para muitas mulheres que lidam diariamente com a sua nova forma física. Sabe como tratar as estrias depois da gravidez?

Venha descobrir com o Bebé a Bordo.

Num arredondamento brusco, podemos dizer que, ainda que procurem formas de evitar estrias na gravidez, pelo menos metade das gestantes termina a sua gestação com estrias no seu corpo.

São muitas as formas como muda o corpo feminino depois da gravidez e a verdade é que, longe das visões mais românticas sobre a maternidade, são muitas as mulheres que se sentem desconfortáveis com a sua nova forma e que desejam, ardentemente, recuperar o aspeto do seu corpo e da sua pele.

Não existe nada de errado com isto! Uma mulher não é menos mãe por querer sentir-se bem na sua própria pele e é de valorizar este desejo de recuperação.

Ainda assim, nesta fase, o medo adensa. Muitas vezes as mulheres não sabem como tratar as estrias depois da gravidez e chegam mesmo a questionar se estas têm alguma solução.

Hoje, no Bebé a Bordo, quisemos dar resposta a estas questões e, como tal, procurámos saber como tratar as estrias depois da gravidez, em casa ou através de tratamentos estéticos.

Acompanhe-nos para saber como tratar as estrias depois da gravidez.


1. Eliminar as estrias da gravidez: é possível?

A eliminação completa das estrias depois da gestação não será, talvez, possível. Ainda assim, existem formas de tratar as estrias depois da gravidez para garantir que estas marcas se tornam menos visíveis.

O quanto as estrias vão amenizar depende consoante a genética e a pele de cada mulher. Ainda assim, o uso de produtos tópicos de hidratação, como loções, cremes e óleos poderão ser aliados fundamentais para ajudar a eliminar o aspeto profundo que incomoda as recém-mamãs.

Embora não seja uma eliminação total, a verdade é que com o passar do tempo, ao longo de meses e anos de cuidados continuados de hidratação, estas marcas tendem a tornar-se mais finas e a sua tonalidade aproxima-se, cada vez mais, do tom da pele.

2. Como tratar as estrias depois da gravidez

As mulheres que procuram as formas como tratar as estrias depois da gravidez devem aliar um conjunto de comportamentos que promovam o seu progressivo desaparecimento.

O tratamento cutâneo é, como já referimos, muito importante. O recurso a óleos, loções e cremes hidratantes terá um efeito positivo sobre as estrias, principalmente se, na sua composição, incluírem a vitamina A ou algum dos seus derivados.

Além disto, uma rotina saudável de alimentação e exercício físico ajudarão, também, a amenizar as linhas provocadas pelas estrias.

Caso a gestante se sinta muito incomodada com este problema, a maquilhagem poderá, também, ser uma forma de amenizar a visibilidade das mesmas, sendo comum o recurso a corretores ou bases para este efeito.

Apesar de apresentarem resultados morosos, a alimentação equilibrada, aliada com o exercício físico e o uso de cremes poderá fazer com que as estrias melhorem bastante ao longo do tempo, tornando-se menos visíveis.

produto bio-oil farmácia turcifalense

3. Outras formas de tratar as estrias depois da gravidez

Além das soluções tópicas que, como já referimos, são morosas e apresentam resultados diversos consoante a genética e o tipo de pele de cada mulher, existem outros tratamentos estéticos que podem ser levados a cabo, caso o desconforto da gestante com esta situação a impeça de se sentir confortável na sua própria pele.

Entre estes, a gestante encontrará o laser fraccionado (que estimulará a renovação da pele pela formação de elastina e colagénio);


o fraxel (procedimento que envolve a estimulação do colagénio agindo diretamente sobre a região afetada e regenerando a zona com estria e promovendo a sua suavização);

o preenchimento da estria por injeção de ácido hialurónico (procedimento que, apesar de feito numa sessão única, poderá apresentar algum índice de dor e promoverá a melhoria imediata do aspeto da pele);

a intradermoterapia (onde ativos como o colagénio, a vitamina C e o ácido hialurónico são colocados no interior da estria, muitas vezes com recurso a anestesia local; este procedimento promove uma melhoria significativa ou mesmo completa da estria, dependendo da sua extensão e localização).

De salientar que estes tratamentos devem aguardar, na sua maioria, o fim do período de aleitamento do bebé.

Além destes, a gestante pode ainda procurar tratamentos como a Luz Pulsada, a subcisão ou o peeling químico. Estes procedimentos são feitos em várias sessões, garantindo resultados a médio prazo.

Ficou com estrias depois da gravidez? Sabia que era possível tratar estas estrias? Conte-nos como viveu esta situação e qual a sua opinião sobre esta matéria.

Algumas fontes: momjunction  livestrong  babycentre  bebe.abril  brasil.babycenter  bonde  blog.cicatrissim

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo