Há 4 tipos de mamã: qual delas é?

Sabemos bem que cada família é única e que existem tantos tipos de mamã quanto mamãs. Ainda assim, com base nas principais caraterísticas e nas categorizações de especialistas, encontrámos 4 tipos de mamã. Descubra qual delas é com o Bebé a Bordo.

Independentemente do estilo de mãe que seja, provavelmente o seu objetivo é adotar os princípios da parentalidade positiva e garantir que cria filhos bem adaptados e saudáveis, tão felizes quanto possível.

O papel de uma mãe é, pois, o de educar, criar princípios e valores na criança e garantir que esta está preparada para enfrentar o mundo e os seus desafios.

A forma como as mamãs se organizam e agem para conseguir isto, no entanto, nem sempre é igual. Muitas vezes, expressões como o bebé estufa ou a criança mimada remetem-nos para estilos sobreprotetores, enquanto outras nos fazem pensar em pais mais permissivos.

As diferenças nos estilos parentais impactam o desenvolvimento da criança (incluindo o seu desenvolvimento emocional) e também a própria relação que os filhos desenvolvem com a sua mãe.

Alguns especialistas da área da Psicologia, como a norte-americana Diane Baumrind dedicaram-se, por isso, a compreender os tipos de maternidade e a criar categorias onde podemos integrar cada uma delas. (1)

É com base nesta categorização que hoje apresentamos 4 tipos de mamã.

Há 4 tipos de mamã

1. A mamã autoritária

A mamã autoritária é uma mãe rigorosa e inflexível, que utiliza com frequência o seu papel de autoridade para modelar a ação da criança.

Os canais de comunicação tendem, neste tipo de relação, a ser unilaterais e pautados por ordens diretas que raramente são explicadas à criança. (2)
Este tipo de mãe tem, usualmente, elevadas expetativas quanto ao filho, aos seus resultados e comportamentos.

2. A mamã tutora

A mamã tutora (ou “autoritativa”) é aquela que cria canais de comunicação abertos, dispondo-se a explicar à criança o porquê das normas e das escolhas certas e erradas.

Este tipo de mamã está muito envolvida e pauta a sua ação com base na solidariedade e na justiça.

Tende a ser uma mamã carinhosa e encorajadora, que apoia o filho ao longo do seu percurso, podendo, em alguns momentos, mimá-la demais.

3. A mamã permissiva

A mamã permissiva tende a deixar que a criança faça as suas escolhas, aplicando poucas regras.

Este tipo de mãe costuma manter os canais de comunicação abertos mas exerce pouca orientação nas conversas, baseando a sua forma de educar na liberdade da criança.

São mães usualmente carinhosas e que apoiam as crianças mas que as deixam livres para que tomem, de forma relativamente autónoma, as suas decisões.

4. A mamã alheada (ou negligente)

A mamã negligente destaca-se pela distância e o alheamento, tendo tão pouco envolvimento na educação da criança quanto possível.

A adoção desta postura pode ser consciente, pela defesa da total liberdade dos filhos ou, na maioria dos casos, acontece de forma inconsciente por verdadeiro desinteresse. (3)

Neste tipo de relação, a comunicação e o carinho escasseiam, bem como o encorajamento.

Que tipo de mamã é? Conte ao Bebé a Bordo qual é a categoria com a qual mais se identifica ou, caso não se identifique com nenhuma delas, conte-nos como é, aos seus olhos, o seu papel enquanto mãe.

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo