7 dicas sobre a cicatriz da cesariana

A cesariana deixa marcas no corpo da mulher. Uma das que, evidentemente, se manifesta e preocupa as recém-mamãs diz respeito à cicatriz da cesariana e à forma como esta deve ser cuidada.

Conheça 7 dicas sobre a cicatriz da cesariana.

Quando o bebé nasce num parto por cesariana (ou cesária, em português do Brasil), a mamã passa a conviver com a presença da cicatriz da cesariana no seu ventre.

Questionar o que muda no corpo feminino depois da gravidez é, pois, também abraçar novas formas e novas “marcas” que imprimem no corpo da mulher, qual relato de felicidade que regista as formas mais belas do amor e da maternidade.

Claro que, perante esta nova cicatriz da cesariana, a mamã terá a necessidade de cuidar de si, tanto para evitar complicações de saúde como para tratar da sua aparência e conquistar uma forma que lhe dê felicidade e conforto.

Importa, pois, recordar que o bem-estar e a autoestima feminina implicam, também, com a forma como as mulheres encaram o quotidiano e são, por isso mesmo, imprescindíveis.

Hoje, é para estas “mamãs por cesariana” que dedicamos um artigo, para lhe deixarmos 7 dicas para cuidar da sua cicatriz de cesariana e garantir que tudo corre da melhor forma possível neste abraçar da eterna vivência da maternidade.

1. Garanta primeiro a sua saúde

A cicatriz da cesariana precisa de ser cuidada logo a partir do pós-parto. Seguir as recomendações médicas é essencial para evitar complicações desnecessárias.

Nos primeiros dias, será importante, por causa da sua cicatriz da cesariana, que repouse e use uma cinta cirúrgica.

Se não seguir estes conselhos, poderá ver o aparecimento de hipertrofias que correspondem, no fundo, ao aparecimento de irregularidades de cicatrização, com excesso de tecido fibroso que, ao unir a pele ao músculo, pode criar uma cicatriz saliente ou disforme.


Além disso, o repouso é importante para garantir que a sua cicatriz não abre, causando mais desconforto e dor ou até mesmo uma infeção desnecessária.

2. Fique atenta aos sinais

No que respeita à cicatriz da cesariana existem, sem dúvida, sinais de alerta emitidos pelo seu corpo e que não deve ignorar.

Alterações na cor ou na consistência da cicatriz da cesariana, como vermelhidão, devem ser relatados a um especialista, especialmente se notar que a temperatura da região é superior à usual.

Da mesma forma, se notar a abertura de pontos ou algum tipo de secreção, deve consultar o médico, sendo ainda importante estar atenta a mudanças como alterações no relevo, endurecimento dos tecidos ou constante comichão.

3. Cuidados com a higiene

A correta limpeza da região da cicatriz da cesariana é muito importante.

Principalmente durante os primeiros tempos depois do parto, a mamã deve garantir a limpeza da região, recorrendo apenas a água e sabão hipoalergénico, sem perfume.

Depois de limpa, a cicatriz da cesariana deve ser limpa até estar bem seca, mas sem pressionar excessivamente e utilizando para tal sempre uma toalha limpa.

O uso de cremes sobre a cicatriz da cesariana, até que esta esteja totalmente sarada, é imensamente desaconselhado, devendo os cremes ser usados, apenas, se o médico assim o indicar.

4. Aceite a mudança

Principalmente nas primeiras semanas, até se habituar a olhar para ela, a cicatriz da cesariana poderá parecer-lhe feia e inestética.

Os pontos cirúrgicos que ligam a cicatriz não lhe conferem, de facto, um aspeto apelativo.


Tente manter em mente a importância do momento que gerou a cicatriz e tenha alguma paciência. Com o tempo, a cicatriz torna-se menos visível, à medida que perde a vermelhidão e vai sarando.

5. Lembre-se que as mudanças são internas

É frequente que, olhando para a cicatriz, as mamãs esqueçam que esta é reflexo de algo mais profundo do que uma marca na pele.

No interior da sua cicatriz, existem vários tecidos a sarar: vasos sanguíneos, camadas adiposas, tecido conjuntivo, músculo… todas estas camadas foram lesadas e estão em recuperação lenta.

Dê tempo ao seu corpo para recuperar antes de entrar em atividades físicas demasiado intensas.

6. Não hesite em contactar um médico

Comichão, vermelhidão, alterações na consistência ou no relevo, aroma invulgar, sangramento, libertação de secreções, febre, inchaço ou simplesmente desconforto persistente: estes são alguns dos motivos que devem levá-la, de imediato, até ao médico.

Deixar passar este tipo de situação sem se dirigir a ela pode ser gerador de problemas graves e infeções indesejadas.

Se desconfia que algo pode estar errado com a sua cicatriz da cesariana, recorra de imediato a um especialista para receber os cuidados adequados.

7. Faça por amar a sua imagem

Embora algumas mulheres convivam bem com ela, muitas mamãs sentem-se desconfortáveis com a cicatriz, acreditando que esta mina a sua imagem.

Se este for o seu caso, não desespere. Sabemos como é importante amar o reflexo e, felizmente, hoje em dia, há muitas opções para disfarçar a cicatriz.

A solução menos invasiva é disfarçá-la com recurso a lingerie.

A par com esta, a partir de uma semana após a cirurgia, pode ainda recorrer a massagens, fricção, vácuo ou injeções de corticóide sobre a cicatriz para a deixar mais uniforme, devendo, para tal, falar com um médico.

Para evitar que a cicatriz escureça, evite o contacto direto desta com o sol durante, pelo menos, meio ano.

Se, mesmo perante todas estas ações se sentir desconfortável, uma hipótese que terá será o recurso à cirurgia estética.

Muitas mulheres recorrem ao laser fraccionado ou ao laser vascular para suavizar o aspeto da sua cicatriz.

Esta solução, no entanto, deve ser evitada por pessoas que desejem, ainda, ter mais filhos.

Algumas fontes: vix  tuasaude  gestacaobebe vix famivita

ARTIGOS REMOMENDADOS

DEIXA UM COMENTÁRIO