Barriga flácida depois da gravidez, como a posso recuperar?

Barriga flácida depois da gravidez, como a posso recuperar?

O corpo da mulher altera-se depois da gestação e uma das queixas mais frequentes prende-se com a barriga flácida depois da gravidez. Venha com o Bebé a Bordo saber o que pode fazer para recuperar a sua barriga e quais os exercícios a evitar.

Quando a mulher dá à luz, muitas questões novas tendem a surgir. Os cuidados com o bebé ou as questões práticas, como o regresso à vida profissional após a licença de maternidade, fazem parte deste leque infinito de perguntas.

Ainda assim, relacionadas consigo e com a forma como lida consigo própria, surgem também outras questões, relacionadas com o corpo, com a cicatriz da cesariana, com os quilinhos extra e com a barriga flácida depois da gravidez.

A alteração do corpo com a gestação é inevitável e sabê-lo será o primeiro passo para lidar com esta questão.

Lidar com a questão, no entanto, não significa uma aceitação simples desta nova realidade como se nada pudesse fazer para mudá-la.

O corpo da mamã pode, sim, ser recuperado, mediante uma dieta saudável e uma rotina de exercício físico adequada.

Antes de entrar em 1001 dietas, no entanto, convém que saiba quais são os elementos essenciais para a conquista dos seus objetivos.

Assim, se o que pretende é recuperar a barriga flácida depois da gravidez, não deixe de ler este artigo, especialmente pensado para si e venha com o Bebé a Bordo saber como pode reencontrar-se com a barriga firme que tanto deseja.

Barriga flácida depois da gravidez


1. A barriga flácida depois da gravidez

O momento do pós-parto pode ser desafiante para as mulheres. Estas deparam-se, nesta fase, não só com um novo amor – o materno – mas também com um novo corpo.

Levado pelo crescimento abdominal e a eventual separação dos músculos retos abdominais, são muitas as mulheres que encaram com dificuldade a visão de uma barriga mais flácida depois da gestação.

Embora esteja muitas vezes associada aos efeitos de uma dieta incorreta ou a situações de obesidade, a verdade é que, perante uma separação abdominal, mesmo a barriga mais firme pode tornar-se flácida durante a gravidez.

Embora estes efeitos sejam, em dada medida, inevitáveis, isto não significa que eles sejam irreversíveis.

Assim, em vez de deixar que a autoestima seja minada por esta situação, as mamãs poderão iniciar um estilo de vida que promova a resolução do problema e ajude a recuperar a barriga flácida depois da gravidez.

Embora a receita da “dieta equilibrada e rotinas de exercício físico” seja a forma correta para atingir, também, este objetivo, a recém mamã deverá ter em atenção quais os exercícios apropriados e quais os que devem ser evitados nesta fase da sua vida.

2. Como recuperar da barriga flácida depois da gravidez

A recuperação do corpo depois da gravidez não é um processo célere. Ao longo dos 12 meses seguintes, o corpo da mamã irá recuperando, aos poucos, a sua forma.

A realização de exercícios adequados para tal é a melhor forma de garantir que a silhueta desejada retorna e que existe uma recuperação efetiva da barriga flácida depois da gravidez.

Os objetivos da mamã devem passar pela redução da gordura corporal (alcançada através de exercícios de cardio, como a elítica, a passadeira, a bicicleta estática, o step ou o remo) e também a redução do perímetro abdominal, nomeadamente através da redução do volume dos órgãos internos da mulher, que aumentam no período gestacional para dar resposta às necessidades da gravidez (alcançada através de técnicas hipopresivas ou de aulas de yoga e pilates).

Todo o trabalho de tonificação corporal deve ser feito com cuidado, no sentido de garantir que existe uma recuperação dos músculos, ao mesmo tempo que se promove a eliminação da flacidez.


Os exercícios isotérmicos são, aqui, fundamentais, tratando-se de exercícios de resistência muscular que promovem a boa postura corporal e estimulam o sistema metabólico.

Aqui, será ainda importante a realização de exercícios que garantam que a mamã mantém uma boa postura corporal, sendo recomendado o acompanhamento profissional no processo físico, para evitar a adoção de posturas incorretas, o agravamento das lesões musculares ou a realização de exercícios perigosos

3. Exercícios prejudiciais para a mamã

Embora a tendência seja para acreditar que qualquer exercício físico é bom, a verdade é que existem alguns exercícios verdadeiramente perigosos no pós-parto.

Por norma, todos os exercícios que exigem uma força excessiva (como exercícios de intensidade ou exercíos de alto impacto) podem agravar as situações que se visa corrigir, uma vez que aumentam a separação abdominal e tornam mais notória a flacidez desta região.

A gestante deverá evitar todos os exercícios de levantamento horizontal de pesos, bem como exercícios de rotação, sendo ainda recomendável que não realize o crunch abdominal, já que este pode levar ao enfraquecimento dos músculos e levar a situações indesejadas, como a incontinência urinária.

Além disso, as mamãs que amamentam os bebés devem recordar que os exercícios de alta intensidade podem ser inibidores de prolatina, a hormona responsável pela produção de leite, sendo esta mais uma das razões pelas quais estes exercícios devem ser evitados no pós-parto.

Teve barriga flácida depois da gravidez? Como lidou com esta questão? Conte-nos o que fez para recuperar.

Algumas fontes: holmesplace  mamaevaidosa  gravidasonline  superela  demaeparamae

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo