Alimentação do bebé de 2 anos aos 3 anos

A maternidade é uma forma de vida na qual as perguntas são uma constante. Ninguém tem tantas questões como uma mamã que quer garantir que faz as melhores escolhas para o seu bebé. A alimentação é um dos aspetos que levanta mais dúvidas. Sabe como deve ser a alimentação do bebé de 2 anos? Então, venha descobrir com o Bebé a Bordo quais os principais aspetos da alimentação do bebé de 2 anos aos 3 anos.

As questões relativas à alimentação do bebé começam bastante cedo. Passada a fase da amamentação, o bebé começará, gradualmente, a conhecer o mundo dos alimentos “de gente grande”, começando com as sopinhas e as papas de fruta, às quais, aos pouquinhos, são acrescentados novos sabores e texturas.

As mamãs preocupam-se, evidentemente, nesta fase, em conhecer os alimentos seguros e os principais aspetos relacionados com a nutrição. Quais são, afinal, as primeiras sopas do bebé?

Quais os alimentos que não devo dar ao bebé? Quais são os chás para bebé? Devo manter o leite de transição? E como deve ser a alimentação do bebé de 1 ano aos 2 anos?

Perguntas frequentes, que vão tomando forma a par com outras preocupações, como por exemplo, quais as vantagens da aquisição de uma cadeira de alimentação.

Hoje, olhamos para outra faixa etária: quando o bebé chega aos 24 meses, uma nova fase tem início. Torna-se, por isso, importante conhecer a alimentação do bebé de 2 anos aos 3 anos de idade.

Se também quer saber mais sobre a alimentação do bebé de 2 anos, este artigo foi feito a pensar em si.

1. Como deve ser a alimentação para bebé de 2 anos? Alimentação do bebé de 2 anos

As crianças entre os 2 e os 3 anos (dos 24 aos 36 meses, portanto), têm um crescimento mais lento do que até então. Nesta fase, o seu apetite nem sempre é muito, o que deixa alguns pais preocupados com a recusa do bebé em comer.

A variação do seu apetite e a ideia de que eles possam estar a comer menos é normal nesta fase, embora, evidentemente, o desenvolvimento do seu corpo e dos seus órgãos continue e seja importantíssimo que exista um cuidado com a nutrição para garantir a saúde da criança.

A alimentação para bebé de 2 anos não deve ser forçada, sendo fundamental que os pais não transformem o momento da refeição numa luta insistente.


Ainda assim, respeitando os tempos da criança, é importante que a quantidade e a qualidade de alimentos oferecidos promova a qualidade de vida do bebé e o seu correto desenvolvimento.

Pelos 2 anos, o bebé terá, na sua alimentação, já uma rotina alimentar familiar, da qual deverão constar elementos de todos os grupos da roda dos alimentos, de forma equilibrada.

A variedade, dentro de cada um dos setores da roda dos alimentos é também importante, sendo fulcral que a criança seja exposta a novos sabores, novas texturas e novas cores.

Na alimentação do bebé de 2 aos 3 anos, a apresentação do prato é muito importante, já que as crianças desta idade dão particular importância à forma a este aspeto e poderão comer melhor se o prato lhes for apelativo.

2. Comida para bebé de 2 anos: quais os principais ingredientes?

Tal como mencionámos, a inclusão de todos os setores da roda dos alimentos é importante no momento de escolher a comida para bebé de 2 anos.

Nesta fase, os cereais, as massas, o arroz, as batatas e o pão, que são fontes ricas em hidratos de carbono, devem constar das refeições da criança, mas com relativa moderação, sendo que as melhores escolhas são as que contam com maior índice de fibra e menores níveis de glicose.

Nas sopas e nos pratos principais, será importante que a hortaliça e os legumes estejam presentes. Os grãos (feijão, lentilhas, ervilhas, grão e favas) poderão e deverão, também, constar das sopas do bebé de 2 anos.

As proteínas devem, também, ser integradas, ainda que com moderação, na alimentação do bebé de 2 anos. Estas poderão tomar a forma de peixe, carne e ovos, sendo que o peixe e as carnes de aves devem ser privilegiados.

Produtos derivados do leite, como o queijo e o iogurte podem fazer parte da alimentação para bebé de 2 anos, ainda que com moderação.

Por fim, a fruta deve, também, ser oferecida à criança, sendo que deverá constituir a sobremesa ou os snacks que intercalam as principais refeições, não devendo, em todo o caso, substituir as refeições principais nem ser oferecidos antes das mesmas.


Os alimentos oferecidos ao bebé deverão ser cozinhados unicamente com azeite, nunca atingindo temperaturas elevadas, com a ressalva de que a gordura utilizada na confeção deverá ser em pequenas quantidades.

Existe algum cuidado particular a ter com a alimentação do bebé de 2 anos?

Sim! Existem alimentos que apenas devem ser integrados na alimentação de um bebé de 2 anos em quantidades extremamente moderadas e unicamente em casos excepcionais, como por exemplo:

– Doces e bolos;
– Batatas fritas;
– Gomas e rebuçados;
– Frutos secos (especialmente amendoins, já que são fortes alergénios);
– Sementes (como, por exemplo, sementes de abóbora).

Deverá ainda existir um cuidado especial com o corte dos alimentos, para que não sejam  muito grandes e com a oferta de frutos como cerejas ou uvas, uma vez que a criança poderá engasgar-se com as mesmas.

E no que diz respeito a bebidas?

Na alimentação do bebé de 2 anos, a água deve ser a principal bebida oferecida à criança, sendo fundamental que esta seja consumida de acordo com as necessidades particulares da criança.

Saberá que está a dar água suficiente ao seu filho caso a sua urina se mantenha de uma tonalidade clara e com um aroma pouco intenso.

Ocasionalmente, poderá oferecer à criança sumos naturais e chás para bebé, embora estes não devam ser a bebida primordial de uma alimentação de bebé de 2 anos.

É importante que a oferta deste tipo de bebida – de sabor mais doce – seja feita com moderação e em casos excepcionais, uma vez que a criança, por preferir o seu sabor, poderá ter a tendência para recusar a água, cujo consumo é fundamental para a saúde.

O leite será também uma bebida importante na nutrição do seu filho, sendo uma das principais fontes de cálcio.

Aos 2 anos, por norma, as crianças costumam começar a beber leite com baixo teor de gordura (1%) ou leite magro, devendo a decisão sobre qual o leite ideal para oferecer à criança ser tomada a par com o pediatra que o acompanha.

3. Como alimentar a criança partir dos 24 meses? Dicas de alimentação após 2 anos de vida

A alimentação do bebé de 2 anos de idade e até aos 3 anos de idade pode ser um desafio e a forma de alimentar a criança pode ajudar grandemente a garantir a sua correta nutrição.

Nesta medida é importante que os pais estabeleçam, à partida, uma linha entre as suas responsabilidades e as do seu filho, sabendo que lhes cabem as decisões sobre o que comer, onde comer e quando comer e que, por outro lado, a criança será a decisora no que diz respeito ao ato de comer em si e às quantidades ingeridas.

Não deverá, por isso, haver uma insistência que transforme os momentos da refeição numa batalha.

Algumas dicas que podem ajudar no processo de alimentação do bebé de 2 anos aos 3 anos são:

– A oferta de 3 refeições diárias, rotineiras, com horários fixos;

– Evitar snacks extra ou a criação do hábito de “comer em andamento” (como, por exemplo, no carro);
– Fazer das refeições um momento de reunião familiar, comendo sempre à mesa e evitando distrações como a televisão;
– Criar pratos coloridos e apelativos;
– Evite cozinhar uma comida diferente para o bebé do que aquela que faz para o resto da família, já que isto indica à criança que ela não gostará das comidas presentes na mesa;
– Encoraje a criança a provar novos sabores e a “ajudar na cozinha”, com pequenas tarefas adequadas que sugiram que ela faz parte do processo de preparar os alimentos;
– Seja um bom exemplo, ingerindo comidas saudáveis e impulsionando uma postura positiva à mesa.

Como é a alimentação do bebé de 2 anos na sua casa? A sua alimentação acompanha a do resto da família? Conte-nos a sua experiência na escolha de alimentos para bebé de 2 anos e ajude as restantes mamãs do Bebé a Bordo a criar um menu adequado para os seus filhos.

Algumas fontes: lancastergeneralhealth healthychildren mayoclinic  janela-aberta-familia bebe.abril

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo