in

Os efeitos do calor no bebé

Efeitos do calor no bebé

Efeitos do calor no bebé

O Verão está aí e, lá fora, a ameaça do calor já se fez sentir.

Para muitos, isto significa apenas coisas boas e não podemos negar o apelo do sol ou o convite que este faz para que nos deixemos sair de casa para ir à praia ou simplesmente para passear um pouco lá fora.

Sim, é verdade: o calor parece ser um amigo de longa data, cheio de momentos de conforto e felicidade para oferecer… mas, principalmente junto dos bebés mais pequenos, este é também um elemento a ser tratado com respeito para que os perigos que carrega consigo não provoquem dano.

A capacidade do bebé autoregular a sua temperatura corporal não está ainda, ao longo dos primeiros meses, bem desenvolvido.

Isto faz com que, no começo da sua vida, o bebé esteja mais propenso a sentir intensamente as sensações de frio e calor.

Dicas úteis, como as que se relacionam com a proteção da pele do bebé do sol ou o uso de óculos de sol serão já importantes para que saiba como avançar para o Verão mais confiante.

Ainda assim, para que leve na bolsa de praia tanta informação quanto possível, hoje olharemos para o termómetro das temperaturas veraneantes para lhe falarmos dos efeitos do calor no bebé e das formas como pode garantir a sua segurança, deixando ainda algumas dicas e sugestões.

Acompanhe-nos para saber tudo sobre os efeitos do calor no bebé.

1. Calor: como identificar

Como referimos, os bebés, principalmente os mais pequeninos, não têm ainda a capacidade de regular a temperatura corporal bem definida.

Isto faz com que o frio ou o calor sejam sensações intensas para ele.

Muitas mamãs preocupam-se com as sensações térmicas do bebé, querendo identificá-las. E saber se o bebé tem calor é, de facto, importante para promover o seu bem-estar no quotidiano.

Existem várias formas de compreender se o bebé tem calor.

Uma delas será verificar a região do pescoço, junto à nuca ou tocar a zona superior das costas para conferir se esta está suada.

Além disto, as bochechinhas vermelhas poderão também indicar que o bebé tem calor.

Por norma, quando a zona das costinhas, do peito ou do pescoço têm suor, significa que o calor está intenso, sendo melhor despir uma camada de roupa ou optar por roupinhas mais leves e largas.

2. Efeitos do calor no bebé

Tal como nós, o bebé sente-se desconfortável perante o calor…

Não tendo a possibilidade de gerir sozinho a situação, cabe aos papás compreender os sinais e agir de acordo com a situação.

Por norma, um dos efeitos do calor no bebé é ficar mais prostrado e sonolento.

O semblante adormecido do bebé poderá não alertar os pais para esta sensação, sendo importante ir verificando a zona do pescocinho para ver se este tem calor.

Outro dos efeitos que o calor poderá ter sobre o bebé, principalmente se as suas roupas forem de fibra sintética ou se estiverem a usar a fraldinha, é o aparecimento de assaduras e brotoejas.

Assim, quando o calor é intenso, os papás deverão tentar evitar roupas que retenham o calor, optando por roupinhas de algodão fino e, se possível, deverão permitir que o bebé esteja sem a fraldinha durante algum tempo.

Nos mais pequeninos – principalmente em recém-nascidos até uma semana de idade – o eritema tóxico poderá tornar-se mais visível com o calor.

Este manifesta-se pelo aparecimento de borbulhinhas pelo corpo que, normalmente, passam com facilidade e por si só. Se notar uma persistência deste sintoma, deverá, no entanto, consultar um médico.

Por fim, um dos efeitos do calor no bebé – o mais severo, na verdade – é a insolação ou hipertermia.

Principalmente em dias de calor, evite deixar o seu filho em espaços demasiado quentes e fechados (como um carro).

3. Cuidados de Verão

Para evitar que o bebé sofra com o calor, as mamãs poderão agir de várias maneiras.

No que respeita à roupa, optar por várias camadas leves é a melhor opção, uma vez que permite gerir a quantidade de roupa mediante a temperatura ao longo do dia.

Assim, um body, um babygrow mais fininho e um casaco tornam-se o exemplo perfeito de algo que pode ir despindo (ou vestindo) para ajustar o agasalho do seu filho à temperatura exterior.

Se ficar por casa, durante os meses de calor pode tentar refrescá-la mantendo as persianas meio corridas na hora de maior calor e as janelas das divisões que não estão a uso durante a noite (com os estores corridos).

Embora o ar condicionado possa ser usado, com alguns cuidados, é sempre preferível utilizar métodos mais “naturais” para manter a casa fresca.

Ao sair, será importante que evite as horas de maior calor e que garanta, a qualquer hora, que o bebé tem uma sombrinha.

Em nenhuma circunstância deverá deixar o bebé no carro, ainda que seja por pouco tempo, num dia de calor.

A temperatura dos veículos tende a ascender com rapidez e pode ser responsável por uma insolação.

Na praia, particularmente, deverá optar pelo uso de uma camisolinha, de protetor solar e de um chapéu.

Deve evitar a praia entre o meio-dia e as quatro da tarde, já que este é o horário de maior calor e incidência solar direta.

Durante os meses de calor lembre-se de apostar na hidratação do bebé. Se o bebé tiver mais de 6 meses, poderá dar-lhe água.

Até esta idade, é frequente que, nesta fase, os próprios bebés peçam para mamar mais vezes e com mamadas menos espaçadas, o que promove uma maior hidratação.

Como geria a temperatura do seu bebé durante os meses de Verão? Notava os efeitos do calor no bebé? Conte-nos tudo sobre a sua experiência.

Clique em uma estrela para avaliar.

Average rating 0 / 5. Votos: 0

ARTIGOS REMOMENDADOS

Escrito por Bebé a Bordo

Saiba mais sobre maternidade, gravidez, bebé e desenvolvimento infantil, com os nossos artigos. Traga o bebé a bordo e veja o que preparamos para si!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Bebé tem soluços

Bebé tem soluços, é normal?

Quando começa o bebé a andar

Quando começa o bebé a andar?