Comer banana na gravidez faz bem, quais os benefícios?

Banana na gravidez, fruto dourado

A gravidez é uma fase da vida da mulher onde a alimentação saudável está no centro das atenções, sendo absolutamente indispensável a promoção de uma dieta saudável durante a gestação, para garantir o correto desenvolvimento do bebé e a saúde da futura mamã.

Já estamos longe do tempo em que todos os alimentos saborosos eram considerados pouco saudáveis.

No entanto, de alguma forma, esta é uma ideia que se perpetua e que faz com que, mesmo nos dias de hoje, alimentos mais doces ou com um sabor mais apelativo sejam vistos como menos indicados.

Um bom exemplo destes mitos é a banana.

bananas descascadas para a grávida comer

Esta fruta, geralmente doce e apetecível, costuma ser um fruto considerado, pela maioria, como menos saudável.

Partindo desta ideia, debruçamo-nos hoje sobre este fruto dourado para que conheça melhor as desvantagens que se associam ao seu consumo e as (muitas) mais-valias da sua inclusão na dieta da grávida.

Acompanhe-nos para saber quais os benefícios do consumo de banana durante a gravidez.

1. Desvantagens e mitos sobre a banana na gravidez

Como provavelmente saberá, a banana é um fruto naturalmente doce e suave, de textura mole.

A sua doçura foi o primeiro sinal a criar o mito de que a mesma seria pouco saudável e que engordaria quem a consome, estando, por isso, vedado às gestantes.

Se, por um lado, é verdade que se trata de um fruto calórico, por outro, dizer que esta “faz mal” à saúde da grávida ou que o seu consumo é nocivo para esta é um claro exagero.

Ainda assim, se formos olhar o lado menos positivo do consumo da banana, este seria, sem dúvida, o facto de se tratar de um fruto mais calórico, que desacelera um pouco o organismo e pode provocar um aumento excessivo de peso.

Além disto, é igualmente um fruto ao qual muitas pessoas são alérgicas e, quando verdes, as bananas têm o potencial de provocar prisão de ventre, inchaço e desconforto no sistema gastrointestinal.

2. As vantagens do consumo de banana na gestação

Embora as desvantagens anteriormente mencionadas sejam reais, o consumo de banana não só não é vedado às gestantes como é recomendado.

Este fruto tem diversas caraterísticas que o tornam uma mais-valia na nutrição da gestante.

Justamente pelo facto de ser calórico, este fruto torna-se uma excelente opção para os lanches entre refeições, garantindo a nutrição da gestante e saciando-a, ao mesmo tempo que esbate o desejo por doces.

Claro que, para não engordar em demasia, é recomendada a dose máxima de uma banana por dia.

Nesta dose, a banana irá, portanto, criar uma sensação de saciedade, sem provocar um aumento excessivo de peso.

Quando maduras, as fibras presentes na banana dão à gestante uma sensação de profundo bem-estar e estimulam os intestinos, fazendo ainda com que o corpo produza uma hormona – a serotonina – responsável por melhorar o humor e criar uma sensação de felicidade.

Este alimento é rico em hidratos de carbono (o que o torna altamente nutritivo), potássio e magnésio (o que ajuda a reduzir a sensação de cansaço, a evitar a hipertensão e as temidas cãibras musculares); e vitamina B9, essencial para a formação do tubo neural do bebé.

Devido à presença da vitamina C, este fruto promove ainda o fortalecimento do sistema imunológico.

No inicio da gestação, está ainda provado que as bananas ajudam a controlar a náusea e a evitar o vómito, sendo as melhores amigas de quem sofre com os enjoos matinais.

Por fim, outra vantagem deste fruto é que pode encontrá-lo durante todo o ano.

3. Comer banana na gravidez – Dicas no consumo de banana

Ao optar por consumir banana na gestação existem alguns pormenores a ter em consideração.

O primeiro tem a ver com o amadurecimento desta fruta.

Por um lado, a banana verde mostra-se como uma melhor opção para quem não pode abusar dos açúcares ou mesmo para quem sofre de diabetes gestacionais; no entanto, quando maduro, este fruto tem propriedades reguladoras para o intestino e ajuda a produzir uma maior sensação de bem-estar.

Em segundo lugar, deve recordar que, sendo um fruto calórico, não deve exceder-se no consumo do mesmo, ingerindo, no máximo, uma banana por dia.

Por fim, sendo um fruto muito polivalente, pode explorá-lo de várias formas: cozinhando com ele (por exemplo, bolo de banana); comendo-o com o seu iogurte ou fazendo com ele o seu batido favorito.

Comeu bananas durante a gravidez? Conhecia os seus benefícios?

Conte-nos tudo sobre a sua relação com este fruto.

Poderá ter interesse também em:

7 frutas que a grávida deve comer no verão, come alguma?

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo