Quando o bebé tem mau hálito, o que pode significar?

Quando o bebé tem mau hálito, o que poderá significar

Quando o bebé nasce, as questões parecem nascer também. Subitamente, damos por nós a questionar os mais pequenos detalhes sobre o quotidiano do bebé. Sabe o que fazer quando o bebé tem mau hálito? E sabe se este pode ser algum tipo de sintoma? Se também deseja saber o que pode significar quando o bebé tem mau hálito, venha descobrir com o Bebé a Bordo.

Muitas mamãs são surpreendidas quando se apercebem da vastidão de temáticas que passam a incluir-se nas suas preocupações após o nascimento do bebé.

Uma delas será, com certeza, relativa à boquinha e aos dentes da criança, levando a questionar, por exemplo, quando será indicado levar o bebé ao dentista pela primeira vez, quando nascem os primeiros dentes ou como deve ser feita a higiene oral destes primeiros dentinhos.

A estas questões, no entanto, podem juntar-se outras, igualmente pertinentes, quando surgem, no bebé, sinais inesperados de que algo possa não estar bem. Um sinal de alerta, para muitas mães, é notarem que o bebé tem mau hálito.

Quando se apercebem desta situação, é comum que as mães questionem o que está errado, o que provoca o mau aroma na boca dos seus filhos e de que forma podem solucionar este problema.

Sabendo a importância de perceber melhor as razões e significados inerentes ao mau cheiro bucal da criança, debruçamo-nos, hoje, sobre quando o bebé tem mau hálito, para tentarmos compreender os vários causadores desta situação e quando é que esta pode ser, efetivamente, indicadora de algum problema de saúde.

Se também quer saber o que pode estar a acontecer quando o bebé tem mau hálito, este artigo do Bebé a Bordo é mesmo para si.

1. Quando o bebé tem mau hálito

Não é muito comum que relacionemos o mau hálito com os bebés. A verdade é que este tipo de problema é bastante mais comum em adultos e enuncia, quase sempre, uma higiene oral deficiente.

No caso dos bebés, no entanto, o mau hálito acontece e pode significar diversas situações distintas.

Desde obstruções nasais, até infeções e passando, também, pela má higiene bucal, são muitos os motivos que podem levar a que uma criança tenha um mau cheiro na sua boca.

Em algumas crianças abaixo dos dois anos, no entanto, o próprio ambiente bucal poderá ser propício para o desenvolvimento da mesma bactéria responsável pelo mau hálito nos adultos.

Uma vez que esta situação pode (ou não) enunciar um problema de saúde, torna-se muito importante que os pais e mães procurem descobrir a causa do problema quando o bebé tem mau hálito.

2. O que pode significar o mau hálito do bebé?

O mau hálito do bebé pode ser sinónimo de diversos tipos de situação. Entre as mais comuns, encontra-se a boca seca, derivada do hábito dos bebés dormirem de boca aberta.

O ambiente pobre em oxigénio será, por isso, prolifero para o desenvolvimento de bactérias anaeróbicas, que expelem compostos voláteis de enxofre, responsáveis mau cheiro na boca da criança.

Outra das razões que poderá fazer com que o bebé tenha mau hálito é o hábito usual dos mais pequenos colocarem objetos no seu nariz.

A presença de objetos (como moedas ou pequenos brinquedos) nas vias respiratórias da criança provoca uma obstrução nasal que leva a que a criança sinta a necessidade de respirar pela boca, o que, por sua vez, a resseca e leva ao mau hálito.

Uma má higiene oral pode, também para os mais novos, ser um elemento causador do mau hálito.

Embora os primeiros dentes só comecem a nascer ao final de alguns meses, é importante que a higiene bucal seja mantida para evitar que as bactérias se desenvolvam e promovam doenças.

Limpar a boca do bebé com gaze ou com uma escova de dentes suave é muito importante para garantir que o bebé não fica com mau hálito.

Por fim, o mau hálito no bebé pode enunciar um problema de saúde, sendo que os mais comuns são problemas nas adenóides e infeções na boca ou na garganta.

O facto de as inflamações contribuírem para o mau cheiro na boca do bebé faz com que este se torne, em algumas crianças, mais comum na fase em que os seus dentinhos começam a romper.

3. Como agir perante o bebé com mau hálito

Antes de mais, quando o bebé tem mau hálito, é importante que garanta que está a fazer a higiene oral da criançada melhor forma.

Antes do surgimento dos dentes, esta higienização pode ser fita com gaze e, assim que estes rompem, uma escova suave será a melhor opção.

Durante a noite e até a criança completar os três anos, é especialmente importante que se faça a limpeza bucal, para evitar que surjam cáries nos primeiros dentinhos da criança.

Será ainda importante que não tente esconder o mau hálito da criança recorrendo a “disfarces” como os rebuçados de menta.

Lembre-se de que o açúcar presente nestes rebuçados será mais nocivo para a saúde global da criança, incluindo a dentária e que a solução para o mau hálito será apenas temporária.

Caso tenha alguma desconfiança de que o mau hálito possa ser causado por obstrução nasal ou infeção, deverá contactar o pediatra de imediato.

Outros sinais de alerta, que indicam que deve levar a criança ao médico será que surjam, a par com o mau hálito, sintomas como a febre, placas brancas na região bucal, falta de apetite ou sangramento gengival.

Sabia o que significa quando o bebé tem mau hálito? Esta situação ocorreu com o seu filho? Conte-nos a sua experiência pessoal.

Poderá ter interesse também em:

–  Bebé com conjuntivite neonatal

A partir de que idade levar o bebé ao dentista?

Algumas fontes: dodot  livestrong  livestrong  parenting  gestacaobebe  brasil.babycenter  therabreath

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo