Bebé com gases, o que posso fazer?

Bebé com gases, o que posso fazer

As recém-mamãs saberão, melhor do que ninguém, que, por vezes, os gases do bebé lhe causam mal-estar e desconforto. Mas, afinal, o que causa estes gases? E o que pode ser feito para os evitar e tratar?

Saiba tudo com o Bebé a Bordo.

Quando nascem, tendo um organismo imaturo e não estando, ainda, preparados para o mundo que os rodeia, os bebés recém-nascidos levam algum tempo a adaptar-se e, neste processo, têm sensações bem distintas das nossas.

Frio, calor, desconforto ou dor (como a causada pelas cólicas intestinais) fazem parte das sensações mais comuns no bebé.

Desde muito pequeninas, as crianças começam a demonstrar algum desconforto perante a acumulação de gases nos seus intestinos, sendo que estes são responsáveis por causar as famosas cólicas em bebés.

O choro causado por esta sensação é bastante comum e cria, nas mamãs, o desejo de descobrir as melhores formas de prevenir e resolver o problema quando estão perante um bebé com gases.

Além de, durante a fase da amamentação, estas mamãs poderem evitar os alimentos que causam gases ao bebé, estas podem, ainda, agir preventivamente para tentar evitar a situação e ajudar o bebé com gases a ficar mais confortável quando esta acumulação de gás acontece.

Se quer saber quais as melhores formas de prevenção e tratamento dos gases nos bebés, este artigo foi feito a pensar em si.

1. Bebé com gases: porque acontece?

Não é um cenário incomum, para as mamãs, o desconforto da criança que, quando tem gases, se demonstra inquieta, desconfortável e se contorce, enunciando, desta forma, que poderá ter dores.


Muitas mamãs notam que os gases do bebé não estão a ser expelidos quando este começa a curvar-se ou a agitar as suas pernas, tentando aliviar a região dorida.

Além de se revelar pelo seu choro e pelos seus movimentos de desconforto, é também possível perceber que o bebé tem gases quando a sua barriguinha fica muito rígida.

Doloroso para a criança e atormentador para os pais, que nem sempre sabem como ajudar, este cenário é, na verdade, bastante comum nos bebés.

A ingestão de ar durante as mamadas, o ato de chuchar na chupeta ou durante o choro são alguns dos principais responsáveis por um bebé com gases.

Situações nas quais o bebé bebe sofregamente o seu leite, faz uma mamada demasiado lenta, bebe fórmula com bolhinhas de ar ou chora durante longos períodos de tempo podem, então, ser responsáveis pela ingestão de ar e contribuir para um aumento de gás no organismo da criança.

Além disto, como já referimos, alguns dos alimentos consumidos pela mamã durante a fase de amamentação podem promover, também, um bebé com gases.

2. Como prevenir os gases no bebé?

Uma consideração deve ser feita: todos os bebés têm gases às vezes e evitar totalmente as cólicas é impossível.

Ainda assim, melhor do que resolver o problema será evitá-lo e, embora nenhum método seja 100% eficaz, a verdade é que existem formas de prevenção que podem ajudar bastante a evitar que tenha de lidar com um bebé com gases.

Para prevenir a acumulação de gases no organismo da criança, poderá começar por perceber se a posição em que está a dar-lhe de mamar é a mais adequada.

Um bom posicionamento durante a mamada poderá fazer com que o bebé ingira mais leite e menos ar, o que fará com que se acumule menos gás no seu organismo.


Então, para prevenir o bebé com gases, poderá experimentar várias posições de amamentação e descobrir qual é a mais adequada para esta finalidade.

No caso de um bebé que seja amamentado por biberão, o cuidado para evitar que entre ar pela tetina é também fundamental.

Na verdade, devido a este problema, existem já opções no mercado cujo formato foi especificamente criado para reduzir a ingestão de ar por parte da criança.

No final da mamada, independentemente da forma de amamentação, é muito útil que o bebé seja posto a arrotar, sendo ainda desaconselhado fazer, nesta fase, movimentos mais acelerados ou bruscos com o bebé.

Por fim, para as mamãs que amamentam, uma gestão da sua própria alimentação para garantir que não ingerem alimentos que lhe causam gases ou aos quais o bebé possa ser intolerante poderá ser muito útil para prevenir esta situação.

Alimentos que frequentemente contribuem para o bebé com gases são a soja, os ovos, os frutos secos, os citrinos e os alimentos com glúten, já que alguns bebés são intolerantes a estes elementos.

3. Bebé com gases: o que posso fazer?

Caso o seu bebé já esteja com gases, existem ainda algumas formas de o ajudar a ficar mais confortável, promovendo os movimentos intestinais e a libertação dos gases acumulados.

Para começar, poderá massajar a barriga do bebé delicadamente. Este ato irá promover o movimento dos gases no intestino e a sua libertação, criando alívio para o bebé.

Além disto, o simples ato de mudar a criança de posição pode ajudar no desbloqueio intestinal, facilitando a expulsão do gás.

Deitar a criança de costas e mover suavemente as suas pernas em movimentos contínuos (como se pedalasse uma bicicleta), poderá também promover a libertação do gás. Esta ação, no entanto, deve apenas ser feita se a criança estiver recetiva.

Em alguns casos, um bebé com gases poderá recorrer a medicamentos mas, como imaginará, esta medicação nunca deve ser dada à criança sem, primeiramente, ter a prescrição e aconselhamento do seu pediatra.

Vale a pena salientar que os medicamentos específicos para os gases do bebé não se adequam a todas as crianças sendo que, por exemplo, bebés com problemas de tiróide não podem tomá-los.

Tal como os medicamentos, os suplementos, nomeadamente os probióticos, são uma boa opção para ajudar no desenvolvimento do sistema digestivo.

O recurso a probióticos, no entanto, não deve também ser feito sem o aconselhamento de um especialista de saúde.

Sabia quais as causas dos gases no bebé? E conhecia as melhores formas de prevenir e tratar um bebé com gases? Conte-nos como é que esta situação afeta o seu bebé e qual é, na sua opinião, a melhor forma de lidar com a mesma.

Algumas fontes: gestacaobebe  parents  webmd  thebump  maemequer  todopapas paisefilhos

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

One Response

  1. ana

Comente este artigo