Infertilidade masculina, será afetada por ter o telemóvel no bolso?

Infertilidade masculina, será afetada por ter o telemóvel no bolso das calças?

Tal como a fertilidade feminina, a fertilidade masculina é de suma importância para a conceção. Assim, conhecer alguns dos perigos quotidianos que podem ser prejudiciais torna-se fundamental. Será que a infertilidade masculina é afetada por manter o telemóvel no bolso?

Venha descobrir com o Bebé a Bordo.

Não são raros os casos nos quais as mulheres sentem o desejo profundo de engravidar e sentem alguma dificuldade na conceção.

Existem várias causas para a infertilidade feminina, entre as quais se podem destacar algumas, como o excesso de peso ou a endometriose e, perante este tipo de situação, não é invulgar que a mulher se lance nas opções mais diversas, incluindo as de teor científico (como a fertilização in vitro) e as de teor emocional e religioso (como a oração da tentante).

Ainda assim, a verdade é que nem sempre a infertilidade parte da mulher. Muitos homens são inférteis ou têm uma contagem de espermatozóides reduzida que dificulta a conceção.

Embora não seja a única (ou a principal) causa da infertilidade masculina, estudos têm vindo a apontar aspetos quotidianos, ancorados na dinâmica atual, que promovem este tipo de situação.

Manter o telemóvel no bolso é, pois, um dos atos comuns que podem afetar, segundo os investigadores, a fertilidade do homem.

Hoje, foi sobre a questão do telemóvel no bolso e a sua relação com a infertilidade masculina que nos debruçámos, para perceber o que dizem os estudos sobre esta questão e percebermos, também, se outros tipos de uso de telemóveis e smartphones pode levar à infertilidade masculina.

Se quer saber mais sobre a relação entre os dispositivos móveis da atualidade e a infertilidae masculina, este é o artigo certo para si!

1. Telemóveis e infertilidade masculina

Hoje em dia existem milhares de pequenos atos quotidianos que, diariamente, fazemos sem que nos apercebamos.

Colocar o telemóvel no bolso, fazer telefonemas com o telemóvel ligado à corrente, dormir com o telemóvel ao nosso lado… existem diversas atitudes, aparentemente inconsequentes, que nos habituámos a ter, sem ponderar que estas podem, na verdade, ter consequências muito graves na nossa vida.

Estudos recentes apontam para a ideia de que este tipo de hábitos com o telemóvel podem ser bastante nocivos para a fertilidade masculina, afetando a qualidade do esperma e a contagem de esperamatozóides.

A explicação da relação entre a infertilidade masculina e o hábito de colocar o telemóvel no bolso prende-se, principalmente, com fatores como a radiação emitida, a frequência eletromagnética e o calor libertado por estes dispositivos; sendo estes apresentados como fatores de risco que podem minorar a fertilidade masculina.

Os estudos mais recentes apontam que, na atualidade, a infertilidade masculina é a responsável pela dificuldade de conceção do casal em metade dos casos e associam este facto, em parte, ao mau uso dos dispositivos móveis.

2. Estudos sobre a forma como o telemóvel no bolso leva à infertilidade masculina

A infertilidade masculina tem preocupado a comunidade científica e, por isso mesmo, começam a surgir estudos que se dedicam à compreensão das causas da mesma.

No que diz respeito ao uso de smarthphones e ao hábito de guardar o telemóvel no bolso, destaca-se um estudo, tendo este sido publicado pela revista científica digital Reproductive BioMedicine Online e provindo de uma pesquisa realizada no seio do Instituto de Tecnologia de Israel.

No que diz respeito ao estudo referido, a pesquisa parece indiciar uma relação direta entre o aumento da infertilidade masculina e o uso de telemóveis.

Os investigadores responsáveis por esta pesquisa concluíram que andar com o telemóvel no bolso das calças – um ato recorrente em muitos homens – afeta a qualidade do esperma devido à forma como o calor libertado pelos dispositivos e a sua atividade eletromagnética elimina os gâmetas masculinos.

Segundo este estudo, que considerou uma amostra de 106 homens que recorriam ao tratamento de fertilidade, 47% dos indivíduos que costumavam manter o telemóvel no bolso apresentavam menores concentrações de espermatozóides saudáveis. Em contraste, apenas 11% dos homens que não tinham este hábito apresentavam esse problema.

O estudo apresenta ainda dados que indicam que este tipo de equipamento poderá ter este efeito nocivo quando mantido a uma distância inferior a 60 centímetros da região testicular.

Além deste estudo, existiram também outros que obtiveram as mesmas conclusões, sendo que, segundo a análise dos investigadores australianos, da Universidade de Newcastle, entre 27 estudos analisados, são 22 aqueles que apontam para o efeito nocivo da radiação emitida pelos telemóveis para a fertilidade do homem.

3. Outros hábitos nocivos para a fertilidade masculina

Embora os estudos se foquem no ato específico de guardar o telemóvel no bolso das calças para justificar, em parte, a infertilidade masculina; a verdade é que este não é o único hábito quotidiano que pode dificultar a conceção do casal.

Algumas pesquisas realizadas sugerem também que a impotência poderá ser motivada pelo uso muito frequente do telemóvel, pelo seu uso enquanto este está a ser carregado e também pelo hábito de dormir ao lado deste tipo de dispositivo.

As justificações para a forma como estes atos podem ser responsáveis pela infertilidade masculina não são diferentes dos anteriormente mencionados, prendendo-se com a emissão de calor e de radiação eletromagnética.

Conhecia a relação entre a infertilidade masculina e o hábito de guardar o telemóvel no bolso das calças? Qual é a sua opinião sobre estes estudos? Conte aos restantes leitores do Bebé a Bordo a sua opinião sobre este artigo.

Algumas fontes: jn sciencedirect noticiasaominuto telegraph tribunadamadeira swissharmony modernfertility

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo