10 causas da infertilidade feminina

Causas da infertilidade feminina, quais as situações que podem tornar uma mulher infértil.

A infertilidade feminina afeta muitas mulheres, dificultando a concretização do seu sonho de ser mães. Existem várias causas para a infertilidade feminina, sendo que algumas são mais comuns. Hoje, olhamos para as principais causas da infertilidade feminina.

Venha saber quais são com o Bebé a Bordo.

A infertilidade de um casal não é exclusivamente feminina. Estima-se que, na verdade, nos casais mais novos, a infertilidade seja igualmente dividida entre homens e mulheres (40% para cada), sendo que em 20% dos casos, a infertilidade é mista.

No que diz respeito à infertilidade masculina, o papel de aspetos quotidianos, como manter o telemóvel no bolso, pode ser apontado como causa possível para esta situação.

Já no caso das mulheres – muitas das quais acabam por se voltar para os tratamentos de fertilidade, como o in vitro – existem várias causas da infertilidade feminina.

Saber qual é a causa da infertilidade é de extrema importância para que se saiba em concreto a razão pela qual o casal não está a conseguir conceber.

Então, hoje, lançamos o olhar sobre as principais causas da infertilidade feminina, para compreendermos melhor quais as situações que podem tornar uma mulher infértil.

Se quer conhecer 10 causas prováveis da infertilidade feminina, este artigo foi feito a pensar em si!

1. Causas da infertilidade feminina: A idade

A faixa etária em que se encontra a mulher define grandemente a sua fertilidade. A infertilidade feminina tende a ser menor entre os 20 e os 30 anos (cerca de 3,5%); aumentando para os 11% quando a mulher atinge os 35 anos e para os 87% pelos 45 anos da vida da mulher.


A partir dos 45 anos, é muito comum que os embriões formados pelo corpo da mulher sejam defeituosos, havendo um aumento exponencial da infertilidade e um maior risco de aborto espontâneo em caso de gravidez.

2. Obesidade ou sobrepeso

O sobrepeso nas mulheres ou a obesidade podem interferir com as hormonas femininas, fazendo com que as hormonas – como o estrogénio – sejam armazenadas e metabolizadas pelo tecido adiposo, o que impede o bom funcionamento da hipófise e leva à desregulação do ciclo ovulatório.

Além disso, doenças associadas à obesidade, como a hipertensão, a diabetes e as doenças coronárias podem, também, ser uma das causas da infertilidade feminina.

3. Alterações na ovulação

Existem várias situações que podem promover mudanças na ovulação. Além da idade, que é um fator preponderante na ovulação, fatores como a realização de exercício físico intenso ou excessivo, o peso excessivo, problemas de ordem hormonal ou de tiróide e até o stress e ansiedade podem ser responsáveis por alterações na ovulação.

Estas alterações podem levar a ovulações mais esporádicas e ser prejudiciais para quem tenta engravidar.

4. Endometriose

A endometriose é outra das caudas da infertilidade feminina.

Esta doença carateriza-se pela presença de tecidos semelhantes aos do endométrio (camada interior do útero) noutros locais do corpo e pode provocar a dificuldade da mulher engravidar, sendo ainda responsável por dores pélvicas e cólicas intensas.

Esta doença nem sempre leva à infertilidade mas apresenta-se, ainda assim, como uma das suas causas prováveis.

5. Causas da infertilidade feminina: Malformações genitais

As malformações genitais congénitas são outra das causas possíveis para a infertilidade feminina. Em alguns casos, estas malformações, com as quais a mulher já nasce, podem apresentar-se como alterações na região genital que dificultam a conceção, tornando o corpo da mulher incompatível com a gestação.

Por norma, este tipo de malformação só leva à infertilidade feminina quando é severa, sendo que os casos mais simples não costumam interferir no processo de conceção.


6. Aderência pélvica

Situações como interveções cirúrgicas, enfometriose ou eventuais infeções podem causar aderência pélvica na mulher. A aderência pélvica, que se traduz na aglutinação de órgãos, pode levar a situações ginecológicas diversas, que se traduzem em dores e na distorção anatómica local, podendo ainda gerar infertilidade.

7. Problemas relacionados com as trompas de falópio

As questões relacionadas com a saúde tubárea da mulher têm também um impacto na infertilidade feminina. Quando as trompas apresentam deformações ou obstruções, é possível que a conceção seja impedida.

Esta é, por isso, uma das causas comuns da infertilidade feminina.

8. Sinéquia uterina

Resultante, com frequência, da curetagem uteria, encontramos uma problemática chamada sinéquia uterina, que consiste no fechar – total ou meramente parcial – da cavidade do útero. Esta situação pode levar à infertilidade feminina, uma vez que impede a correta fixação do embrião.

9. Pólipos

Os pólipos uterinos apresentam-se como uma das principais causas da infertilidade feminina. Estes são, fundamentalmente, tumor benignos que surgem na camada interior uterina e que impedem que os espermatozóides passem com facilidade pela cérvix, dificultando o seu encontro com o óvulo.

Além disso, mulheres com pólipos podem ter maior dificuldade na fase da fixação embrionária, o que provoca, frequentemente, abortos espontâneos.

10. Causas da infertilidade feminina: Fatores genéticos

Muitas mulheres que sofrem de infertilidade feminina encontram a justificação para a mesma nos fatores genéticos.

Apesar de ser uma situação que pode ocorrer em qualquer idade, os fatores genéticos costumam impactar mais na conceção de mulheres mais velhas, sendo que estes tendem a ser agravados com o aumento da faixa etária.

Conhecia todas estas causas da infertilidade feminina? Sofre ou sofreu de algum destes problemas? Conte às restantes mamãs do Bebé a Bordo quais foram as situações a afetar a sua fertilidade.

Algumas fontes: womhealth clinicagera americanpregnancy mayoclinic advancecare ivi

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo