Grávida pode tomar chá de Lúcia-lima, que propriedades tem esta infusão?

Grávida pode tomar chá de Lúcia-lima

Os chás levantam sempre algumas questões entre as futuras mamãs que, embora desejem consumir as suas infusões favoritas, temem que estas possam ser contra-indicadas ou perigosas durante a gestação. Sabe se a mulher grávida pode tomar chá de Lúcia-lima? Conhece as propriedades desta infusão?

Venha saber mais sobre esta questão com o Bebé a Bordo.

São muitas as questões que surgem durante o tempo de gestação.

Os alimentos e bebidas que a grávida pode – ou não – consumir fazem, sem dúvida, parte dos principais anseios das futuras mamãs e a verdade é que se torna muito pertinente conhecer as propriedades dos alimentos e saber se estes são seguros nesta fase tão importante da vida de qualquer mulher.

No que diz respeito às infusões herbais, as questões parecem ainda em maior número já que, como sabemos, as plantas têm propriedades medicinais e podem não se adequar ao período gestacional.

Anteriormente, olhámos já para alguns chás – como o chá verde, o chá de erva-doce, o chá de camomila ou o chá de menta – e percebemos que nem todos são ideais para consumir durante o tempo da gravidez.

Ainda assim, um chá para o qual não olhámos, ainda, é o de Lúcia-lima.

Sendo caraterizado pelo seu toque alimonado, este chá entra na lista de favoritos para muitas mulheres. Ainda assim, nem todas sabem concretamente se devem tomá-lo durante a gestação.

Neste sentido, pareceu-nos pertinente explorar o universo herbal desta planta e saber se a mulher grávida pode tomar chá de Lúcia-lima ou se deve refrear o seu consumo durante o tempo da gravidez.


Venha com o Bebé a Bordo saber mais sobre as propriedades desta infusão e descubra se a grávida pode tomar chá de Lúcia-lima.

1. Lúcia-lima: o que é?

Aloysia citrodora é o nome científico da planta também conhecida como Doce Lima, Erva Luísa, Bela Luísa ou, mais comummente, Lúcia-lima.

Esta planta tem diversos usos medicinais e apresenta-se como uma verdadeira aliada para as pessoas que sentem necessidade de equilibrar o seu sistema nervoso ou a sua rotina de sono de uma forma natural.

Esta planta é da família da Verbena, tratando-se, por isso, de uma planta verbenácea e é proveniente de países como o Brasil, o Chile e a Argentina.

Além do seu consumo sob a forma de infusão, esta planta integra ainda a composição de vários medicamentos e tem também usos cosméticos e em perfumaria.

chá lucia-lima

2. Propriedades do chá de Lúcia-lima

Os óleos essenciais que integram esta planta são, em grande medida, os principais responsáveis pelas suas propriedades medicinais. Desta, fazem parte o citral, o borneol, o limoneno, o eucaliptol, o cironelol e o geraniol.

Além destes, a planta inclui ainda na sua composição os flavonóides e os taninos.

Como já referimos, a Lúcia-lima tem diversas propriedades, sendo que, entre as principais, se encontram a sua função anti-inflamatória, antibiótica, calmante, antioxidante, digestiva e hipertensora.

Sendo especialmente conceituada devido às suas propriedades para o relaxamento, esta planta contribui ainda para o alívio do mal-estar gastrointestinal, ao aliviar a sensação de enfartamento e melhorar a sensação de cólicas intestinais, regulando os gases no intestino.


Esta planta contribui ainda para a regulação da pressão arterial, sendo uma ajuda fundamental para evitar situações como a hipertensão.

Embora assim seja, o consumo prolongado ou excessivo desta infusão está associado a distúrbios no sistema digestivo, sendo fundamental um consumo regrado e moderado desta bebida.

3. Grávida pode tomar chá de Lúcia-lima?

Embora este chá tenha diversas propriedades positivas para o organismo, a verdade é que a gestante necessitará de ter alguns cuidados com o seu consumo.

Embora a grávida possa tomar chá de Lúcia-lima, este consumo deverá ser feito, apenas, depois de falar com o médico sobre esta questão e de este ter permitido que a gestante o faça.

Mesmo depois desta liberação, no entanto, a gestante deverá considerar que a infusão de Lúcia-lima só será sua aliada quando tomada de forma moderada, já que o seu consumo excessivo pode apresentar efeitos nocivos.

Entre os efeitos negativos associado ao consumo desregrado da infusão de Lúcia-lima por gestantes encontram-se os problemas digestivos, a acentuação de sintomas como a azia ou a náusea e a indução involuntária do parto precoce.

Assim, apesar de a grávida poder tomar chá de Lúcia-lima, tal só deverá acontecer com aval médico e sem jamais exceder a dose por este recomendada.

Bebeu este chá durante a sua gravidez? Na sua opinião é seguro para a grávida tomar chá de Lúcia-lima? Não deixe de nos dizer mais sobre a sua experiência pessoal.

Algumas fontes: thelaboroflove  lifestyle.sapo  chabeneficios  babycenter

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo