Esqueci de tomar a pílula, como devo fazer?

Esqueci de tomar a pílula, como devo fazer

A pílula anticoncepcional integra a rotina de inúmeras mulheres, que veem nesta uma forma de garantir a sua sexualidade com um menor risco de conceber. Ainda assim, nem sempre a rotina corre como o previsto e esquecimentos acontecem. Já deu por si a dizer “esqueci de tomar a pílula”?

Sabe o que fazer nesta situação?

Venha saber com o Bebé a Bordo.

A pílula concepcional é um dos métodos contracetivos mais usados pelas mulheres adultas.

Esta forma de contraceção apresenta-se como 98% segura no que respeita à prevenção da gravidez indesejada e é, por isso mesmo, a primeira escolha de muitas raparigas e mulheres que mantêm uma vida sexual ativa e não desejam engravidar.

Para que este método anticoncepcional seja eficaz, no entanto, é muito importante uma toma regrada da mesma, devendo os comprimidos ser tomados diariamente, preferencialmente à mesma hora, durante cerca de 21 a 24 dias seguidos.

Por norma, todas as mulheres tentam cumprir religiosamente a toma do seu contracetivo para garantir que não existem riscos de gravidez indesejada.

Ainda assim, o erro humano acontece e os esquecimentos não são incomuns, o que pode gerar muitas dúvidas entre quem usa este contracetivo.

Se já deu por si a dizer “esqueci de tomar a pílula”, então este artigo é mesmo para si.


Hoje, vamos à procura das soluções para esta questão, para que saiba tudo o que precisa de fazer para garantir o retorno à rotina normal depois de ter esquecido a pílula durante um ou mais dias.

Se não quer ter dúvidas ancoradas à frase “esqueci de tomar a pílula”, leia o artigo e fique a par da melhor forma de ação perante este tipo de situação.

Esqueci de tomar a pílula

1. “Esqueci de tomar a pílula”, uma realidade comum

Para uma mulher que tome a pílula, a continuidade da sua toma é de extrema importância.

Uma toma desregrada da pílula, com esquecimentos ou tomas em horários irregulares pode aumentar significativamente os riscos de uma gravidez indesejada.

Ainda assim, como é natural, ninguém está livre de eventuais esquecimentos, acontecendo, por vezes, que se deixe de tomar a pílula por um dia ou dois.

Nesta situação, o mais importante é que a mulher saiba exatamente o que fazer para retomar a toma correta da pílula, de forma a promover a sua saúde e a eficácia deste contracetivo.

Vale a pena salientar que, por norma, esquecimentos por um período de menos de 12 horas não costumam afetar de forma significativa a eficácia da pílula, sendo que, por norma, só se considera um verdadeiro esquecimento quando esta toma vem com um atraso igual ou superior a 24 horas.

Assim, e para que o esquecimento de um ou dois destes comprimidos, durante o ciclo, não tenha consequências nocivas nem altere de forma muito expressiva o funcionamento do contracetivo, vale a pena lançar um olhar sobre a melhor forma de ação perante este tipo de situação.

2. O que fazer ao esquecer a pílula

Esqueci de tomar a pílula”. Esta é uma frase comum e que preocupa largamente muitas mulheres em todo o mundo.


Ao aperceber-se disto, o melhor que tem a fazer é respirar fundo e partir para uma ação consciente e equilibrada, que esteja de acordo com o que fará melhor ao seu ciclo e à sua proteção contracetiva e, para tal, é muito importante que saiba como agir perante cada situação.

Caso o seu esquecimento seja inferior a 12 horas, tudo o que terá de fazer é tomar o comprimido do qual se esqueceu, sem outra preocupação.

Quando o esquecimento se deu durante um dia, ou seja, apenas por um comprimido (e geralmente num período que oscila entre as 24 e as 48 horas), a melhor forma será tomar a pílula esquecida e continuar a tomar as outras pílulas no horário usual, mesmo que isto signifique que, no dia após o esquecimento, acaba por tomar dois comprimidos.

Nesta situação, e caso não tenha havido esquecimentos prévios ao longo do mesmo ciclo, a mulher não precisará de nenhuma proteção contracetiva extra.

Por fim, se o esquecimento se deu por mais do que um dia consecutivo, levando à ausência de toma de 2 ou mais pílulas (por um período geralmente superior a 48 horas), a mulher deverá tomar a pílula da qual se esqueceu mais recentemente, descartando as restantes pílulas esquecidas e continuando a tomar as pílulas, sem esquecimentos, até ao final da cartilha.

Neste caso é já recomendável que a mulher evite ter relações sexuais ou que as tenha com contraceção cruzada, recorrendo ao preservativo durante pelo menos 7 dias.

No caso de esta última situação ocorrer na última semana da pílula, a mulher poderá omitir o período de intervalo entre cartilhas e começar um novo pacote imediatamente após o término daquele.

3. Informações úteis

No caso de os esquecimentos da sua pílula serem muito frequentes, será recomendado que fale com o seu médico sobre a mudança para outro tipo de contracetivo.

Além disso se, no momento de um esquecimento de 2 dias ou mais, ocorreu uma atividade sexual desprotegida, é recomendável que a mulher recorra à contraceção de emergência (comummente conhecida como pílula do dia seguinte).

Esta é de venda livre mas é desaconselhada a sua toma frequente, devendo esta ser tomada realmente apenas em situações de emergência. Depois da toma deste contracetivo de emergência a mulher deverá esperar pela menstruação antes de retomar o seu anticoncepcional regular.

Algumas fontes: nhs.uk  drugs  cosmopolitan  dred  ncbi.nlm.nih  health.cornell

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo