Bolachas na gravidez, quais devo comer?

Bolachas na gravidez, posso comer, quais as mais indicadas durante a gestação?

Quando o teste dá positivo e a alegria da maternidade atinge as futuras mamãs, começa um verdadeiro rodopio de mudanças na rotina da mulher.

Uma das principais preocupações passa, desde logo, pela nutrição e alimentação.

Manter uma dieta saudável durante a gravidez é, como sabemos, muito importante para garantir que a mamã vive esta época em pleno (minimizando os desconfortos e garantindo a sua saúde) e que o feto se desenvolve corretamente e sem problemas.

Claro que alguns hábitos são mais fáceis de alterar do que outros e que, muitas vezes, os famosos desejos da gestação não ajudam na manutenção de uma dieta equilibrada e saudável.

Confessemos: seja chocolate, iogurte, bolachas ou bolos… todas tivemos (ou temos) momentos de verdadeira ansiedade alimentar, no desejo de consumir estes supostos “inimigos” da saúde.

Moderação é a palavra-chave que deve ter em mente antes de atacar a despensa.

Comer um pouco de chocolate ou uma bolacha não irá prejudicar a sua saúde… já um pacote inteiro, será de evitar!

Como sabemos que, no que respeita às viciantes bolachas, uma nunca vem só, resolvemos debruçar-nos sobre esta questão para que saiba quais são as melhores bolachas para consumir durante o período da gestação.

Acompanhe-nos para saber quais as melhores bolachas para comer nesses momentos de desejo.

bolachas na gravidez

1. Bolachas na gravidez

Antes de avançarmos para o consumo das bolachinhas na gestação, importa pensar sobre o produto em si.

As bolachas são alimentos processados, geralmente calóricos e com índices de açúcar e sal bastante elevados… estas caraterísticas fazem deste alimento algo pouco saudável e cujo consumo deveria, em qualquer fase da vida, ser bastante regrado.

Na gestação, esta preocupação deve ser redobrada, já que o consumo excessivo de bolachas pode contribuir para situações diversas que, certamente, quer evitar.

Entre os problemas que podem ser incentivados com um consumo excessivo deste produto alimentar estão o aumento excessivo de peso (sendo que as bolachas são calóricas); a maior probabilidade de vir a sofrer de diabetes gestacional (devido à forte presença de açúcar); o aumento da tensão arterial da gestante (levado pelos níveis de sal e de lípidos).

Claro que nem todas as bolachas presentes no mercado terão os mesmos índices e que o consumo de algumas é menos prejudicial.

Ainda assim, no momento de ingerir as bolachas deve ter em consideração que as melhores bolachas na gravidez dependem todas de uma regra de ouro:

As melhores bolachas são as que comer esporadicamente e sem exagerar nas quantidades!

2. Melhores bolachas na gravidez

Durante a gestação irá aperceber-se (se ainda não se tivesse apercebido) de que os rótulos das embalagens são de leitura obrigatória.

No caso das bolachas, o ideal será escolher sempre as que têm menos de 30 kcal por bolacha, sendo importante também analisar a quantidade de açúcares e gorduras saturadas presentes nas bolachas.

No caso deste alimento, notará que quanto menor for a lista de ingredientes, mais saudável será a bolacha.

Tendo isto em consideração, a futura mamã poderá fazer várias opções.

Deixamos três sugestões:

2.1. Bolachas Marinheiras

– Estas bolachas têm uma baixa quantidade de açúcar e existem, ainda, em variantes sem sal.

Dentro do grupo, estas são, provavelmente, a opção mais saudável mas, com um sabor que se assemelha bastante aos das tostas, poderão não saciar o desejo de bolachas;

2.2. Bolachas integrais

– São bolachas mais saudáveis, na medida em que, na sua curta lista de ingredientes, se encontram vários de origem natural.

Apesar disto, são bastante calóricas, tendo na sua composição a farinha de trigo integral, aveia e frequentemente sementes.

Desta forma, o seu consumo excessivo pode levar a um aumento de peso indesejado;

2.3. Bolachas de milho/arroz

– Ao escolher estas galettes estará a fazer uma opção com poucas calorias mas é de máxima importância que escolha as variantes sem sal, já que as outras têm um índice de sódio bastante elevado.

Por norma, estas bolachas tendem a fazer-se acompanhar de algum tipo de complemento (como manteiga, doce, queijo, etc), lembre-se que todos estes irão tornar a refeição mais calórica.

3. Outras dicas

Além destas bolachas, existem muitas outras no mercado e é natural que lhe apeteça algo menos saudável.

Regra geral, será sempre melhor escolher bolachas sem recheio e com ingredientes integrais.

Pode fazer em casa as suas próprias bolachas.

Desta forma, terá a garantia de que o açúcar e gordura presente nestas não são excessivos e poderá fazer parcelas mais pequenas, usando, de preferência, ingredientes integrais.

Por fim lembre-se de que a moderação é a palavra de ordem! Não coma mais do que três porções por dia para garantir que o consumo das bolachas não prejudica a sua saúde nem a do seu bebé.

Consumiu bolachas durante a gravidez? Quais eram as suas favoritas?

Conte-nos tudo sobre a sua experiência pessoal nesta questão.

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo