A febre da carraça tem alguns sintomas, quais são?

A febre da carraça tem alguns sintomas e conhecê-los é muito importante para garantir a identificação célere do problema. Saiba quais são estes sintomas, com o Bebé a Bordo.

No Verão, o tempo convida as crianças a brincar nas ruas, ao ar livre e no meio da Natureza. Esta será, sem dúvida, uma experiência enriquecedora para os mais pequenos. Ainda assim, não deixa de ser verdade que também levanta novos problemas para os pais.

Mais do que as já naturais questões sobre piolhos e lêndeas, inicia-se uma fase de preocupação com alguns dos aracnídeos que proliferam na flora entre a qual as crianças brincam. Entre estes, as carraças.

O aparecimento das carraças é mais comum entre o mês de Abril e o mês de Setembro e, a maior preocupação com este animal, é o facto de ser um transmissor de uma bactéria, a rickétsia, que é a responsável pela Febre Escaro-Nodular. Esta é a doença frequentemente apelidada de febre da carraça. (1)

Saber o que fazer se o seu filho tiver carraças e estar ciente de que esta doença existe pode ser muito pertinente para a identificação dos sintomas, garantindo uma ação rápida sobre a doença.

Hoje, é sobre esta questão que nos iremos debruçar. Leia o artigo para saber quais são os principais sintomas da febre da carraça.

Quais são os sintomas da febre da carraça?

A febre da carraça tem alguns sintomas que devem ser identificados para poder agir de forma rápida perante a sua manifestação. Entre os principais sintomas da febre da carraça, destacamos os seguintes: (2)

– A criança manifesta perda de apetite;
– A criança queixa-se de dores no corpo, incluindo dores musculares;
– A criança tem febre;
– A criança tem náuseas e/ou vómitos;
– Surgem manchas e pápulas no corpo da criança;
– Existem queixas de dores de cabeça.

O que fazer perante o aparecimento destes sintomas?

Encontrar uma carraça no seu filho não significa que este vá ser infetado pela mesma. Na verdade, apenas algumas carraças transmitem a doença e não existe motivo para levar a criança ao médico, a menos que esta manifeste os sintomas referidos. (3)

Ainda assim, no caso de a criança apresentar os sintomas acima descritos, torna-se importante que a leve ao médico, para que possa ser corretamente avaliada, diagnosticada e tratada.

O seu filho teve a febre da carraça? Quais foram os primeiros sintomas a manifestar-se? Conte a sua experiência pessoal às restantes leitoras do Bebé a Bordo.

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo