Sapinho na boca do bebé: o que é a candidíase oral?

O sapinho na boca do bebé é um problema comum e que preocupa os pais, que procuram saber como podem prevenir e tratar a situação. Se também quer saber mais sobre o sapinho na boca do bebé, os seus sintomas e o seu tratamento, venha descobrir com o Bebé a Bordo.

Durante a gravidez, a preocupação das mamãs é o correto desenvolvimento do feto. Garantir que geram um bebé forte e saudável faz parte das suas ambições e pauta cada decisão do quotidiano.

Da mesma forma, depois de o bebé nascer, a saúde permanece no centro das intenções parentais e, evidentemente, todos os cuidados são tidos para promover um crescimento salutar dos mais pequenos.

Infelizmente, independentemente de quantos cuidados os pais possam ter com os seus filhos, é inevitável que as crianças apanhem uma ou outra doença ao longo do seu crescimento. Na verdade, alguns especialistas, preocupados com a ideia de que possamos estar a criar bebés estufa com esta sobreproteção, são até apologistas de que algumas doenças são importantes para o próprio reforço imunitário da criança.

Claro que isto não impede que os pais se preocupem com situações como a varicela ou a papeira nos bebés ou que se assustem com o aparecimento dos sintomas do sapinho na boca do bebé.

Esta última questão é justamente aquela sobre a qual nos debruçamos. Sabe o que é o sapinho na boca do bebé? Conhece as suas causas, sintomas e tratamentos? Então, este é o artigo certo para si!

O que é a candidíase oral? Sapinho na boca do bebé

A candidíase oral, mais conhecida no quotidiano como sapinho na boca do bebé, trata-se de uma infeção fúngica, provocada pela candida albicans.

Esta infeção é muito comum em bebés e em adultos com o sistema imunitário debilitado, sendo que, nos bebés, se manifesta mediante o aparecimento de manchas brancas no interior da boca (nomeadamente na língua e nas bochechas).

A aparência esbranquiçada que esta infeção confere ao interior da boca dos bebés é muitas vezes confundida com restos do leite ingerido. Para estabelecer esta diferença, os pais deverão tentar remover com uma compressa, sendo que o leite sairá com facilidade, enquanto o fungo tenderá a manter-se nas mucosas.

Este fungo tende a proliferar em ambientes húmidos, como a boca ou os órgãos genitais, sendo que os bebés são muito vulneráveis ao mesmo, devido à fragilidade do seu sistema imunitário.


A candidíase oral é bastante usual até aos seis meses dos bebés. Numa fase mais tardia ou caso não sejam verificadas melhorias, é fundamental a consulta com um especialista.

Como surge o sapinho na boca do bebé?

A candidíase oral pode ser contraída pelo bebé no momento do nascimento, se o canal vaginal materno estiver contaminado com o fungo e, desta forma, o bebé poderá, posteriormente, passá-lo para o mamilo da mãe mediante a amamentação.

Além disso, o sapinho na boca do bebé pode também decorrer do uso de biberões, chupetas ou tetinas mal esterilizadas ou de uma má higienização das mãos antes de alimentar o bebé. A higiene é, por isso, fundamental para prevenir o aparecimento da candidíase oral.

Quais são os sintomas da candidíase oral?

O sapinho na boca do bebé pode manifestar-se de várias formas, sendo que o sintoma mais comum é, como já referimos, o aparecimento de pontos brancos no interior da boca da criança.
Além destes sintomas, quando a infeção se alastra, podem também surgir outros como:

– Dores de garganta;
– Redução do apetite;
– Dificuldade em engolir;
– Febre;
– Irritabilidade e choro.

Como é o tratamento do sapinho na boca do bebé?

Levar o bebé ao médico para diagnosticar esta situação é muito importante. Na verdade, o tratamento deste problema passa, por norma, pela aplicação de produto antifúngico, que pode tomar a forma de gel, loção líquida ou creme, e que deverá ser prescrita pelo pediatra do seu filho.

Como noutras doenças, a prevenção é fundamental. Assim, no sentido de prevenir a candidíase oral, os pais deverão ter o cuidado de lavar as mãos antes de mexer na criança; ter cuidados com a esterilização das chupetas e biberões; e evitar, também, beijos na região da boca do bebé.

Já conhecia as caraterísticas principais do sapinho na boca do bebé? O seu filho passou por esta situação? Não deixe de partilhar a sua experiência pessoal com as restantes mamãs e papás do Bebé a Bordo. Acreditamos que a sua história pode ser muito útil para outras pessoas na mesma situação.

Algumas fontes: nhs medicalnewstoday medicosdeportugal whattoexpect metis.med.up


ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo