7 dicas para retirar o sal da alimentação na gravidez

Retirar o sal da alimentação na gravidez, quais alimentos podem substituir

Duas verdades têm de ser ditas: uma, é que o sal ajuda a tornar qualquer prato mais apurado e saboroso.

A outra é que, em simultâneo, este é bastante nocivo para a saúde da gestante, fazendo aumentar alguns dos problemas vividos pela mulher grávida, como a retenção de líquidos, a hipertensão arterial e a pré-eclâmpsia.

Assim, se por um lado o cloreto de sódio é importante para o funcionamento orgânico, tratando-se de um micronutriente que se obtém fundamentalmente a partir da alimentação, por outro, como alerta a própria Organização Mundial de Saúde (OMS) este é um elemento que deve ser consumido com moderação, sob o risco de se tornar nocivo para quem o ingere.

sal

A quantidade de sal necessária para manter um bom funcionamento orgânico, segundo o Institute of Medicine, entre 3 e 6 gramas por dia.

Dentro destes limites, a OMS atualizou, recentemente, os índices máximos de consumo para “menos de 5 gramas diários”.

Sendo que o sal é, em qualquer fase da vida, responsável pela retenção de líquidos no corpo, durante a gestação, quando a mulher sofre mudanças corporais que, de si, levam a uma maior tendência para os reter, o consumo excessivo de sal irá agravar a situação.

Assim, é provável que a mulher note um maior inchaço nos membros inferiores e que viva, ainda, um aumento da sua pressão arterial, o que pode levar à pré-eclâmpsia.

Este aumento da pressão, quando não é controlado, pode evoluir e tornar-se muito perigoso quer para a mamã como para o bebé.

Claro está que não se espera um corte radical do consumo de sal – tal não seria desejado, inclusivamente, pelos riscos de haver uma diminuição do fluxo sanguíneo que atinge a placenta – mas a sua moderação é realmente importante para a saúde da gestante.

Hoje, para a ajudarmos na tarefa – nem sempre simples – de reduzir o sal na alimentação, deixamos como sugestão 7 aliados na tarefa de retirar o sal da alimentação na gravidez.

Acompanhe-nos para saber quais são.

alho

1. Retirar o sal da alimentação na gravidez – Alho

Já vimos anteriormente que o alho é um alimento muito positivo para a gestante e, no que respeita às suas propriedades gustativas, podemos asseverar de que se trata de um condimento muito interessante.

O uso deste alimento irá ajudar a tornar os pratos mais saborosos e a retirar um pouco do sal que usa para condimentar a sua comida.

Ao mesmo tempo, irá estimular as funções respiratórias da futura mamã, ajudar a reduzir o colesterol e agir como um antioxidante e anti-inflamatório natural.

gengibre

2. Retirar o sal da alimentação na gravidez – Gengibre

É aromático, saboroso, ajuda a condimentar os pratos e faz com que se note muito menos que não foi utilizado sal na confeção do prato.

Além de a ajudar na tarefa de retirar o sal da alimentação na gravidez, este alimento irá ajudá-la, também, a reduzir a sensação de enjoo na gestação, a estimular a boa circulação sanguínea, a regular o sistema digestivo e agirá, também, como um antidepressivo natural.

pimenta

3. Retirar o sal da alimentação na gravidez – Pimenta

Depois do sal, a pimenta é um dos condimentos mais utilizados na preparação das delícias caseiras. O seu uso ajuda a tornar os pratos mais saborosos e reduz significativamente a necessidade de acrescentar sal a essas iguarias.

Além de a apoiar no momento de retirar o sal da alimentação na gravidez, a pimenta ajudará a controlar os seus índices de colesterol, aumentará o seu sistema imunitário e irá ajudá-la a eliminar bactérias que possam ser nocivas para o seu organismo.

cebola

4. Retirar o sal da alimentação na gravidez – Cebola

Nas suas muitas camadas, a cebola esconde, também, muitos benefícios.

De sabor intenso e muito conhecida pelo sabor que dá a refogados e estrugidos, a cebola ajuda a retirar o sal da alimentação na gravidez… mas não só.

Este alimento ajuda a prevenir o envelhecimento arterial, controlando a pressão da gestante. Além disto melhora a circulação do sangue e ajuda a combater eventuais problemas respiratórios.

limão

5. Retirar o sal da alimentação na gravidez – Limão

O limão e em especial o seu sumo podem ser usados na confeção de alimentos para ajudar a reduzir o uso culinário de sal. Este irá ajudar a dar sabor aos pratos, fazendo com que, mesmo mais insossos, estes continuem saborosos.

Além de ser um aliado nesta tarefa, o limão contém nutrientes essenciais como as vitaminas B, C e PP, fibras, ferro, zinco, magnésio, potássio e cálcio.

Nestes, a futura mamã encontrará vantagens diversas como a redução dos enjoos gestacionais, a prevenção da hipertensão, o bom desenvolvimento do feto e o melhoramento do funcionamento do sistema digestivo. Será ainda um bom regulador intestinal.

gomásio

6. Retirar o sal da alimentação na gravidez – Gomásio

Gomásio, também conhecido como sal de sésamo é um tempero japonês usado em substituição do sal e que tem uma aromática rica e um sabor muito interessante.

Além de estimular todo o metabolismo, este condimento obtido das sementes de sésamo apresenta nutrientes essenciais como ácidos gordos insaturados, proteínas, vitaminas e minerais.

coentros

7. Retirar o sal da alimentação na gravidez – Ervas frescas

Coentos, hortelã, alecrim, salsa, manjericão, tomilho, louro e muitas outras ervas podem ser usadas para dar sabor aos alimentos, ajudando a retirar o sal da alimentação na gravidez.

Estas têm propriedades diversas, que derivam dos índices elevados de vitaminas e minerais.

Entre as vantagens das ervas estão a sua ajuda na regulação do sistema digestivo e intestinal, as ações antioxidantes, o apoio no melhoramento do fluxo sanguíneo e também as ações antibacterianas.

Ainda assim, como já referimos anteriormente, a salsa é o exemplo de uma erva aromática que tem um potencial nocivo na gestação quando consumida em grandes quantidades.

Por isso, no uso de ervas frescas em substituição do sal, é recomendado muito cuidado e muita moderação.

Reduziu o sal na alimentação durante a sua gravidez? Quais foram os substitutos utilizados na confeção dos seus pratos favoritos? Não deixe de nos contar como foi este processo.

Algumas fontes:
sal.spq.pt
exame.abril
cdc.gov
tsf.pt
publico.pt

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo