Como identificar os primeiros sinais de que o bebé tem problemas auditivos

Identificar os primeiros sinais de que o bebé tem problemas auditivos é fundamental para que a ação dos pais possa orientar-se para esta situação e as consequências sejam minimizadas. Sabe como fazer a identificação dos primeiros sinais de problemas autivos no bebé?

Então, venha descobrir com o Bebé a Bordo. 

Quando falamos em crianças pequenas e bebés, sabemos que estamos a falar de um grupo onde as doenças e problemas de saúde nem sempre são fáceis de identificar. 

Muitos constrangimentos e deficiências da criança, como o autismo ou os principais problemas de visão nos bebés são apenas identificados mediante uma forte atenção a sinais que podem passar despercebidos com relativa facilidade. 

Este é, também, o caso das deficiências ao nível da função auditiva do bebé ou criança. Tratando-se de um dos sentidos mais importantes para o desenvolvimento da comunicação, a sua fragilidade pode impactar diretamente no desenvolvimento da criança, impactando fortemente na sua interação social. (1

A identificação deste problema torna-se, assim, fulcral para garantir que as disfunções auditivas são precocemente identificadas e que o desenvolvimento da criança – nomeadamente na inserção e rendimento escolar e nas interações sociais – não é afetada. 

Venha saber como identificar os primeiros sinais de que o bebé tem problemas auditivos com o artigo que se segue. 

primeiros sinais de que o bebé tem problemas auditivos

1. Problemas de audição em bebés e crianças

Os problemas auditivos nas crianças são bastante comuns, embora o grau e tipo deste problema seja distinto de caso para caso. 

Este problema pode ser crónico ou transitório, havendo várias situações que contam, já, com tratamentos e cirurgias de reversão, que permitem à criança ouvir normalmente. 

Quando o problema tem um caráter mais definitivo, tal como acontece com a surdez neuro-sensorial, pode ser necessário o recurso a métodos e programas de ensino específicos, dedicados a crianças com deficiência auditiva. 

Quão comuns são os problemas de audição no bebé?

Os problemas de audição no bebé são bastante comuns. Enquanto anomalia congénita, o problema é representado por 3 casos em cada mil nascimentos, havendo variações quanto ao grau e gravidade do problema. (2

Quais são as causas do bebé com problemas auditivos?

Existem várias causas possíveis para os problemas auditivos e a surdez infantil, tais como a exposição a infeções uterinas, problemas de meningite, prolongamento do internamento no pós-parto ou baixo peso.

Ainda assim, estima-se que a causa mais frequente – equivalente a metade das situações de surdez no bebé – se devam a alterações genéticas de ordem hereditária. 

2. Como identificar os primeiros sinais de que o bebé tem problemas auditivos?

Existem vários fatores aos quais os pais devem manter-se atentos, para garantirem que o bebé não está a sofrer de problemas auditivos. Entre estes, destacamos: (3

– O bebé nem sempre é responsivo perante estímulos auditivos; 
– A criança tende a ver televisão ou ouvir música em volumes superiores aos dos outros elementos familiares; 
– A criança pede várias vezes para que repita o que disse; 
– A criança refere o seu “ouvido bom”; 
– A criança posiciona a cabeça com o ouvido para a frente para ouvir; 
– Decréscimo ou dificuldade no rendimento escolar; 
– O bebé ou criança parece sempre desatento; 
– A criança fala mais alto do que o usual; 
– A criança demonstra uma maior atenção quando fala com ela, procurando apoio na parte visual da comunicação. 

Como identificar os sinais consoante a faixa etária?

Evidentemente, nem todos os sinais acima descritos se aplicam às crianças mais pequenas. Consoante a faixa etária deve, por isso, atentar a diferentes fatores. Destacamos: (4

– Entre o nascimento e os 6 meses: ausência de reação a estímulos sonoros; 
– Entre os 6 meses e o ano: dificuldade ou ausência de palrar; 
– Entre o 1 ano e os 2 anos: ausência de reação ao próprio nome e dificuldade em seguir ordens simples; 
– Depois dos 2 anos: dificuldades comunicativas e não conseguir dizer, de forma perceptível, qualquer palavra. 

3. Como é feito o diagnóstico dos problemas auditivos no bebé?

Quando os pais identificam os sinais acima descritos, é muito importante a consulta do médico, já que quando o bebé tem problemas auditivos, isso pode impactar com o seu desenvolvimento a nível linguístico e cognitivo. 

Os especialistas de saúde irão realizar rastreios para completar o diagnóstico, sendo que alguns centros médicos consideram inclusivamente essencial o rastreio auditivo no recém-nascido, antes mesmo de existirem suspeitas. (5

Alguns dos exames que poderão ser feitos são os ERA, as otoemissões, a busca por reflexos estapédicos, os audiogramas e os timpanogramas. 

Por norma, o diagnóstico do problema é mais simples em crianças mais crescidas, já que a sua capacidade linguística é maior. Ainda assim, o rastreio infantil e do recém-nascido é sempre desejável. 

Já sabia como identificar os primeiros sinais de que o bebé tem problemas auditivos? O seu filho teve algum problema de audição? Conte aos restantes leitores do bebé a bordo como identificou o problema. 

Poderá ter interesse também em:

Otite no bebé, dos sintomas ao tratamento

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo