O que é o desenvolvimento cognitivo?

Desenvolvimento cognitivo” é uma expressão que ouvimos várias vezes, principalmente quando se fala de crianças.

Mas o que é, afinal, o desenvolvimento cognitivo?

Esta é a questão que nos propomos responder no presente artigo, para que conheça melhor este conceito e as formas como as suas etapas se tornarão visíveis aos longo do desenvolvimento do seu filho nos primeiros anos de vida.

Acompanhe-nos para saber tudo sobre o desenvolvimento cognitivo.

 

1. Cognição: um conceito abrangente

Falar em desenvolvimento cognitivo é, como o próprio nome indica, falar do desenvolver da cognição.

Torna-se, por isso, pertinente, compreender melhor este conceito.

A cognição diz respeito a um conjunto de capacidades cerebrais que permitem a apreensão, compreensão e conhecimento sobre o mundo.

Falamos, portanto, de capacidades como pensar, raciocinar, falar, memorizar, criar e resolver problemas, entre outras.

O desenvolvimento cognitivo é considerado um dos três grandes pilares do desenvolvimento na infância, a par com o desenvolvimento motor e emocional.

Ligadas entre si e intrínsecas a cada individuo, elas não se desenvolvem da mesma forma nem ao mesmo tempo em todas as pessoas.

Mãe e filha adotiva a brincar com pinturas

2. Um universo chamado cérebro

Falar de cognição implica falarmos do principal órgão do nosso corpo: o cérebro.

E existem factos curiosos quando falamos do cérebro do bebé.

É interessante, por exemplo, compreender que o índice de atividade cerebral de um bebé é 250% mais ativo do que um adulto, formando milhares de milhão de ligações entre o nascimento e o terceiro ano de vida.

Ao longo do tempo, o desenvolvimento cognitivo do bebé será, portanto, o que vai transportá-lo do mundo dos sentidos ao lugar da compreensão, para aprender e passar a experienciar a vida de uma forma diferente.

Brinquedos infantis, é a brincar que se aprende

3. Etapas do desenvolvimento cognitivo

Entre o momento do nascimento e o momento em que completa o primeiro ano de vida, o desenvolvimento cognitivo será intenso e repleto de etapas.

Recordamos, claro, que nem todas as crianças têm um desenvolvimento igual.

Algumas são mais precoces, outras têm uma adaptação mais tardia a determinados acontecimentos.

Não se assuste, por isso, se o seu filho não tiver, ainda, alguma das competências referidas de seguida.

A primeira etapa do desenvolvimento cognitivo dá-se no primeiro mês de vida.

Ainda pouco reativo, o bebé recém-nascido reconhece luz e escuridão, bem como a voz humana.

A comunicação, nesta fase, é essencialmente através do choro… mas terá tipos de choro diferentes, que, com o passar do tempo, os pais aprendem a identificar.

Entre o primeiro e o terceiro mês, o desenvolvimento cognitivo torna o bebé capaz de vocalizar ou mesmo palrar, torna-o sensível a sons específicos e dá-lhe a capacidade de demonstrar alegria, de sorrir e de se interessar pelo mundo exterior.

É provável que, nesta fase, o bebé comece a explorar o mundo com as mãos e movimentos corporais.

Será entre os 4 e os 5 meses de vida que o bebé começará a ter a capacidade de imitar sons e de reconhecer rotinas e objetos. Nesta fase, aumentará, também, a sua capacidade de atenção.

Aos 6 e 7 meses, a maioria dos bebés começa a reagir ao seu próprio reflexo, acreditando que se trate de “outro bebé”.

Palavras mais recorrentes serão já reconhecidas e a palavra “não” começará a ter um significado para ele.

Nesta fase, usa já o corpo para tentar atingir os seus objetivos – como alcançar um objeto.

A memória evoluirá, também, durante este período, bem como a capacidade de brincar.

Dos 8 aos 9 meses irá notar uma nova melhoria na memória do bebé. Ele irá procurar objetos escondidos, passará a reconhecer determinas músicas e jogos, saberá reconhecer o seu nome e apontar.

A interação com terceiros, o prazer na observação de ilustrações de livros e a capacidade de compreender conceitos relacionados com o espaço (como aqui, ali, em baixo) é uma competência que surgirá entre os 10 e os 12 meses de idade.

Além disso, nesta fase, o bebé começará a desenvolver o seu sentido de humor, a acenar para dizer “sim” ou “não” e a tentar formular palavras.

No final do primeiro ano, o bebé conseguirá, ainda, cumprimentar com beijinhos, identificar personagens de livros ou da televisão e brincar com outras pessoas.

Como referimos, estes estágios de desenvolvimento cognitivo não ocorrem da mesma forma em todas as crianças.

Ainda assim, de uma forma ou outra, elas vão acontecendo, dando espaço à aprendizagem. É desta forma que o desenvolvimento cognitivo cria, em cada um de nós, o entendimento do mundo e da vida.

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo