Miopia infantil, como identificar

A miopia infantil tem vindo a tornar-se cada vez mais comum. Sabe como perceber se está perante um bebé com miopia? Então, venha conhecer as caraterísticas, as causas e os sintomas desta doença de visão com o Bebé a Bordo.

Algumas das doenças oculares de que ouvimos falar em adultos também fazem parte do leque de problemas de visão mais comuns nos bebés. Apesar de associarmos mais às crianças problemas como o estrabismo ou a ambliopia, a verdade é que outros problemas de visão são também comuns.

Situações preocupantes, de origem congénita, com o glaucoma ou as cataratas podem manifestar-se. Além destas, problemas mais recorrentes, como o astigmatismo ou a miopia são também muito comuns na infância.

Um dos maiores problemas associados às doenças visuais nos bebés é a dificuldade que existe na identificação do problema. Uma vez que todos os bebés nascem com a visão subdesenvolvida e vão, progressivamente, melhorando a sua capacidade visual, os sinais nem sempre são claros. Além disso, as próprias crianças não costumam manifestar esta dificuldade.

Hoje, queremos tentar ajudá-lo na identificação de um dos problemas visuais mais comuns em bebés e crianças: a miopia. Se também quer saber mais sobre a miopia infantil e descobrir quais os sintomas do bebé com miopia, este é o artigo certo para si.

1. O que é a miopia infantil?

Tal como a hipermetropia e o astigmatismo, também a miopia infantil pode ser descrita como um erro visual de origem refrativa, derivando de alterações morfológicas do globo ocular que influenciam a forma como se dá a captação e transmissão das imagens ao cérebro.

Por norma, quando a miopia infantil se manifesta, esta corresponde a um de dois problemas fisionómicos do olho:

– a curvatura da córnea é superior à expectável;
– o globo ocular é maior do que seria de esperar.

O resultado destes problemas é uma visão boa sobre objetos que estão próximos, acompanhado de uma dificuldade de focagem dos objetos mais distantes. Isto provoca a sensação visual ao longe turva e desfocada.

A miopia é uma doença comum?

Existe um número muito significativo de míopes no mundo, estimando-se que cerca de 20 a 30% da população mundial tenha este problema. Estudos recentes apontam para aproximadamente 2,5 mil milhões de pessoas com miopia ao redor do globo.

Entre as crianças, estima-se que 1% tenha este problema antes dos 5 anos e que 8% venha a tê-lo até completar 10 anos.

A incidência deste problema é variável consoante a idade, o sexo e a raça. É um problema ligeiramente mais comum em meninas do que em rapazes.

Quais são as principais causas da miopia?

Esta patologia ocular não tem, ainda, uma causa exata conhecida mas os estudos realizados têm vindo a apontar alguns fatores que poderão estar na origem da mesma. Entre os principais destacam-se:

– Hereditariedade;
– Resultado de uma cirurgia ocular;
– Traumas oculares;
– Outras doenças oculares;
– Tempo excessivo em atividades que implicam ver ao perto (por exemplo, jogar consola ou ler);
– Muito tempo no interior e falta de contacto com o brilho e a luz natural.

2. Quais os sintomas apresentados pelo bebé com miopia infantil?

Como já referimos, um dos maiores desafios do bebé com miopia infantil está na identificação dos sintomas. Além de as crianças não expressarem com frequência o problema, esta é uma condição que pode afetar apenas um olho e, como tal, permitir que a ação do bebé seja totalmente natural.

Podemos notar sintomas comuns do bebé com miopia quando a criança:

– Esfrega muito os olhos;
– Se queixa de dores de cabeça;
– Apresenta sinais de fadiga e cansaço;
– Aproxima muito os livros e brinquedos dos olhos;
– Se aproxima muito da televisão para ver;
– Revira muito os olhos;
– Não gosta de desportos;
– É mais distraída ou tímida.

No caso de crianças mais velhas, um mau rendimento escolar pode também estar a ser influenciado por esta patalogia visual.

Como é feito o diagnóstico da miopia infantil?

Perante qualquer um dos sintomas enunciados, levar a criança ao oftalmologista é recomendado, já que, como outras doenças de visão, a miopia infantil gerará menos problemas futuros quando diagnosticada precocemente.

Os oftalmologistas terão os equipamentos necessários para fazer a avaliação do problema e do seu grau, podendo, então, definir o curso correto para a correção do problema.

3. Como é feito o tratamento da miopia infantil?

O tratamento da miopia infantil é usualmente feito através do recurso a óculos com lentes adequadas ao grau da miopia. Alguns especialistas recomendam ainda medicação, sob a forma de colírio, para evitar que a miopia continue a progredir.

Mais tarde, muitas vezes é sugerido ao paciente com miopia a troca para lentes de contacto ou o recurso a tratamentos de laser e de cirurgias refrativas. Usualmente as cirurgias não são feitas a menos que a pessoa tenha completo os 18 anos e que a miopia se tenha estabilizado há, pelo menos, um ano.

No caso dos bebés com miopia, existem já óculos adequados, pensados para as necessidades específicas da criança. Estes têm em conta a segurança da criança e contam com armação feita de borracha e com lentes inquebráveis.

Já conhecia as principais caraterísticas do bebé com miopia infantil? O seu filho teve este problema de saúde visual? Conte aos restantes leitores do Bebé a Bordo como geriu esta situação.

Poderá ter interesse também em:

–  Quando e como tirar a chupeta ao bebé

–  A grávida pode beber chá de de canela?

Algumas fontes: saudecuf webmd visionsource lifestyle.sapo allaboutvision famivita

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo