Como fazer aerossois no bebé, e em que situações?

Como fazer aerossois no bebé

Ao longo da curta vida do bebé, a mamã terá, já, de lidar com alguns constrangimentos de saúde. Embora não sejam necessariamente graves, situações como a do nariz obstruído do bebé fazem com que as mamãs levantem algumas questões. Sabe como fazer aerossóis no bebé? E em que situações deve fazê-lo?

Venha saber com o Bebé a Bordo.

Quando o bebé tem o seu nariz obstruído, é importante que as mamãs promovam o seu bem estar, levando a cabo uma limpeza baseada na aplicação de soro fisiológico para desta forma ajudar a criança a libertar o muco e a descongestionar as vias respiratórias.

Embora, na maioria dos casos, o uso do soro fisiológico, em gotas ou vaporizador, seja o suficiente para ajudar o bebé a melhorar a sua respiração, existem casos nos quais os próprios médicos recomendam o recurso ao aerossol ou câmara expansora.

Ouvindo falar desta solução, muitas mães questionam-se quanto à validade do método e quanto às situações nas quais devem optar por esta situação. Além disto, questionam-se ainda como podem fazer aerossóis no bebé.

Para respondermos a esta questão, dedicámos o presente artigo à forma correta de fazer aerossóis no bebé.

Acompanhe-nos para saber mais sobre esta questão.

1 Quando fazer aerossóis no bebé

Os aparelhos de aerossol são tão importantes numa casa onde resida um bebé que muitas mamãs consideram, até, que este devia fazer parte do enxoval dos seus bebés.

Perante as dificuldades respiratórias da criança, existem situações nas quais os especialistas recomendam à mãe que esta opte por fazer aerossóis no bebé.

Por norma, isto acontece quando o bebé tem o nariz obstruído devido a muco persistente e de difícil libertação nos pulmões ou em casos nos quais a criança sofre de outras doenças respiratórias.

Assim, este aparelho, embora bastante dispendioso, é importante para as mamãs que desejam resolver as dificuldades respiratórias da criança.

2. Aerossóis: como funciona?

Um aerossol pode ser visto como uma forma de suspensão de determinados líquidos sob a forma gasosa.

Desta forma, no caso dos aerossóis dados ao bebé, este gás é feito a partir da medicação (geralmente, Ventilan) e soro fisiológico.

Esta fórmula irá, depois, ajudar na libertação das secreções que incomodam o bebé, impedindo-o de respirar devidamente.

Por norma, antes de recorrer aos aerossóis, é aconselhável a consulta do médico que acompanha o seu filho.

3. Como fazer aerossóis no bebé

Fazer aerossóis no bebé implica que saiba como usar corretamente o aparelho de aerossol. Embora existam ligeiras diferenças entre aparelhos de marcas distintas, a sua forma de utilização não varia muito.

Para começar, a mamã deverá tirar a tampa do aparelho e encher o reservatório com água, colocando depois a cápsula plástica no espaço indicado com o soro fisiológico ou a medicação recomendada pelo especialista.

Seguidamente, deverá colocar a tampa na criança e deixar que ela inale o gás formado.

Estes aparelhos podem ser usados entre 5 a 15 minutos e irão ajudar na libertação das secreções mais complexas.

Uma das maiores dificuldades sentidas pelas mamãs que levam esta tarefa a cabo é fazer com que o bebé ou criança se mantenha sossegado durante o tempo de inalação.

O seu médico recomendou-lhe o uso de aparelhos de aerossol? Em que situações se deu este aconselhamento? Como descreveria o processo de fazer aerossóis no bebé? Não deixe de partilhar a sua experiência pessoal com outras mamãs.

Algumas fontes: farmaciadosamigos rtmagazine demaeparamae

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo