Bebé com varicela, saiba tudo sobre a Catapora

A varicela é uma doença que incontornavelmente preocupa os pais. Embora comum, esta levanta várias questões sobre sintomas, tratamentos e formas de ação. Se também quer saber mais sobre a catapora, venha com o Bebé a Bordo à descoberta desta doença.

Os bebés ficam doentes. Esta é uma realidade inevitável. Por mais cuidados que os pais tenham, considerando os devidos agasalhos, a alimentação nutritiva e a prevenção, a verdade é que o contacto com o meio exterior e com outras crianças – algo que é fundamental no desenvolvimento do bebé – constitui também um fator de risco na contração de doenças.

Embora vivamos numa era onde a sobreproteção das crianças começa a gerar preocupações – levando-nos a questionar se não estaremos a criar bebés estufa, com uma saúde ainda mais débil e um sistema imunitário mais frágil – os pais não deixam de levantar questões sobre algumas das doenças mais comuns nas crianças.

Buscar mais informação sobre condições como a doença mãos, pés e boca no bebé ou conhecer os sintomas do bebé com papeira torna-se, assim, prática regular destes papás e mamãs, que querem garantir a segurança dos seus bebés.

Nestes meandros, uma doença que levanta muitas questões é a varicela. Altamente comum e desconfortável, esta condição de saúde merece, hoje, a nossa atenção.

Se também quer saber mais sobre a catapora, as suas formas de contágio, os seus sintomas, e os seus tratamentos, não deixe de ler o artigo que se segue.

1. O que é a varicela? Bebé com varicela

A varicela, também conhecida como catapora, é uma doença contagiosa que afeta mais de 90% das pessoas durante a sua infância. Esta é muito comum e trata-se de uma infeção viral provocada pelo contacto com o vírus Herpes varicella zoster.

Como poderá intuir pelo nome do próprio vírus, este é, também, o causador de outras doenças, ao longo da vida, como é o caso da mononucleose ou da herpes.

O contágio da varicela é muito frequente e a sua fase contagiosa inicia-se antes mesmo da manifestação dos sintomas, razão pela qual, muitas vezes, turmas inteiras de creches e infantários acabam por ser expostos à doença antes que exista a perceção de uma das crianças está doente.

A catapora trata-se de uma doença benigna. Ainda assim, esta pode ter complicações como inflamações cerebrais, choques tóxicos ou pneumonia.


Bebé com varicela: como acontece?

O bebé com varicela terá, portanto, entrado em contacto com o vírus pelo contacto com alguém que tinha, também, esta doença.

O contacto direto, seja com partículas de saliva libertadas através de espirros e tosse ou simplesmente com um pedaço de pele infetada pode gerar o contágio. Assim, trata-se de uma doença transmissível pela via do ar ou pela via do toque.

Uma gestante pode, também, passar ao bebé a doença durante a gestação. Este cenário apresenta riscos, podendo o bebé nascer com varicela congénita, apresentando atrofias e marcas cutâneas e, em casos mais graves, também problemas na visão e no sistema nervoso central.

2. Quais os sintomas do bebé com varicela?

Entre os sintomas que o bebé com varicela pode apresentar apresentam-se os seguintes:

– Aparecimento de erupções cutâneas (geralmente com início no peito e que alastram por todo o corpo);
– Prurido e comichão intensa;
– Febre;
– Irritabilidade e tendência para o choro;
– Redução do apetite;
– Desconforto.

3. Como é o tratamento da catapora?

Perante um bebé com varicela, o tratamento feito prende-se, principalmente, com a tentativa de controlar os sintomas para dar alívio à criança.

Banhos de água tépida ou loções (usualmente com calamina) podem ajudar a minorar a comichão. Da mesma forma, o médico poderá recomendar o uso de analgésicos para controlar a febre e as dores geradas pela catapora.

Em alguns casos, medicamentos antivirais ou anti-histamínicos podem ser recomendados.
Não deverá, em nenhuma situação, administrar qualquer tipo de medicação sem consultar primeiramente o pediatra do seu bebé.

Quais os cuidados a ter com o bebé com varicela?

Quando o bebé tem catapora, é recomendado um período de repouso e a permanência em casa até que as bolhas tenham secado totalmente, para evitar o contágio de outras crianças.

As unhas do bebé deverão ser cortadas, para evitar que este coce as bolhas que surgem no corpo e o repouso será importante para a sua recuperação.


Nesta fase, o recurso a loções adequadas e a realização de banhos de água morna poderão dar alívio ao seu bebé.

Como prevenir a catapora?

Existe uma vacina para a varicela, que pode ser administrada depois de o bebé completar 1 ano de vida. Ainda assim, esta vacina não garante totalmente a proteção contra a catapora.

Embora ajude a amenizar os sintomas com os quais a doença se manifesta, a doença continuará a poder ser contraída pela criança.

Vale a pena salientar que esta vacina não está integrada no do Plano Nacional de Vacinação.

Já conhecia os sinais do bebé com varicela? O seu filho teve esta doença? Com que idade? Partilhe a sua experiência pessoal com as restantes mamãs do Bebé a Bordo.

Algumas fontes: webmd saudecuf nhs dodot healthline parents

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo