Teste de gravidez caseiro, mitos ou são fiáveis?

O teste de gravidez caseiro levanta muitas questões. Afinal, como é feito? Posso confiar no resultado? Será que o resultado tem credibilidade ou tal não passa de um mito? Fique a saber as respostas com o Bebé a Bordo.

O teste de gravidez é um momento importante na vida de qualquer mulher. Trata-se, pois, do momento da confirmação da gestação e do instante no qual ficará a saber se efetivamente está a iniciar a sua jornada pelo mundo da maternidade.

As gestantes guardam, por isso mesmo, muitas questões relativas a este tipo de teste, fazendo questões diversas: Quando fazer o teste de gravidez?; Como fazer o teste de gravidez de farmácia? Como interpretar os resultados?

As perguntas somam-se, tratando-se de uma parte natural do percurso da tentante e da mulher grávida.

Outra questão que ocupa a mente destas mulheres é, com frequência, relativa à realização de um teste de gravidez caseiro.

O teste de gravidez caseiro é, simultaneamente, uma curiosidade e uma questão dúbia, sendo que a sua fiabilidade é frequentemente questionada. Sabendo disto, avançamos, portanto, para o tema que, hoje, nos ocupara: o teste de gravidez caseiro é um mito ou será fiável?

Se também quer saber mais sobre o teste de gravidez caseiro, este é o artigo certo para si.

1. O que é um teste de gravidez caseiro? Teste de gravidez caseiro

Qualifica-se como teste de gravidez caseiro qualquer teste realizado através de métodos feitos em casa.

Assim, poderíamos considerar que os testes de farmácia poderiam ser “caseiros”, na medida em que pode fazê-los em casa. Uma vez que o seu método, no entanto, parte de uma criação farmacêutica, iremos excluí-lo da nossa análise.

Neste artigo, consideraremos um teste de gravidez caseiro aquele que parte de métodos popularizados (alguns dos quais, ancestrais) e que permeiam o imaginário atual, entre a crença e o mito.

São muitas as mulheres, no entanto, que partem destes conhecimentos e realizam, em casa, o seu próprio teste de gravidez. Hoje, veremos alguns dos métodos mais comuns e a sua credibilidade.

2. Quais os métodos para realizar um teste de gravidez caseiro?

Existem várias formas de realizar um teste de gravidez caseiro. O recurso à temperatura, a produtos que todos temos em casa (como pasta de dentes ou sal) ou a elementos menos usuais (como o cloro) fazem parte da lista de elementos que poderá utilizar para fazer este tipo de teste.

Entre os testes de gravidez caseiros mais comuns encontramos:

Teste de gravidez caseiro da fervura

O teste de gravidez caseiro da fervura implica apenas três elementos: a sua urina, um recipiente que possa levar ao lume (como, por exemplo, uma panela) e o próprio fogão.

Colocando a urina a ferver, este teste será considerado positivo se a urina formar uma nata, borbulhando; e negativo caso a urina se mantenha límpida, reagindo à temperatura como se fosse água.

A ideia seria que a situação descrita como positiva se deve à presença da hormona HCG, o que comprovaria a gravidez.

Ainda assim, a verdade é que a composição da urina pode ter diversos elementos químicos que poderão despoletar este tipo de reação, não podendo garantir-se que a mesma se deve à presença desta hormona.

Teste de gravidez caseiro do vinagre

O teste do vinagre visa, também, uma reação química que comprove a presença da hormona gestacional. Para realizar este teste precisará da sua urina, de um recipiente de vidro, uma colher descartável e do equivalente a uma colher de sopa de vinagre.

A urina deverá ser colocada no recipiente de vidro, sendo posteriormente adicionado o vinagre e mexida a mistura. A coloração da mistura determinará se a mulher está ou não grávida, sendo que se considera o teste positivo quando esta muda a sua coloração.

Os resultados deste teste levantam muitas questões, uma vez que tanto a urina como o ácido acético presente na urina são ácidos, que raramente reagem. Os especialistas garantem que a mudança de tonalidade não será, por isso mesmo, um indicador de gravidez.

Teste de gravidez caseiro do sal

Para a realização do teste de gravidez caseiro com sal precisará da sua urina, de um copo e uma colher descartável e de sal grosso. Deverá colocar o equivalente a uma colher de sopa e meia de sal no copo, cobrindo-o com urina.

Passado 10 minutos, o teste poderá ser analisado, sendo considerado positivo quando existem, a boiar na urina, flocos brancos ou uma espuma ligeira e de tonalidade transparente ou esbranquiçada.

Este teste não é, também, aceite pelos especialistas, que afirmam que a sua fidelidade é parca.

Teste de gravidez caseiro da pasta de dentes

O teste de gravidez caseiro da pasta de dentes irá implicar que utilize a sua urina e pasta de dentes branca, sendo ainda necessário o uso de um recipiente descartável.

Para fazer o teste, a tentante deverá colocar algumas gotas de urina sobre a pasta de dentes e aguardar a reação. O teste será positivo caso a tonalidade da pasta passe de branca para azulada, ao fim de alguns minutos.

Não existe qualquer prova científica de que esta reação indique especificamente a presença da hormona HCG, embora a reação química seja expectável, na medida em que a pasta de dentes é um elemento básico e a urina é um ácido.

Teste de gravidez caseiro do cotonete

O teste de gravidez caseiro do cotonete é feito com recurso exclusivo ao elemento que lhe dá nome.

Neste, o cotonete será inserido no canal vaginal e passado junto ao útero, verificando-se a sua coloração. Se a menstruação estiver próxima, é natural que a ponta se encontre rosada.

Ainda assim, é necessário considerar que a ausência da menstruação não é, obrigatoriamente, sinónimo de gravidez, podendo o mesmo continuar branco apenas devido a um atraso natural ou por outro tipo de situação de saúde.

Teste de gravidez caseiro da agulha (ou teste marroquino)

O teste de gravidez caseiro da agulha irá implicar que tenha consigo a sua urina, um recipiente descartável com tampa e uma agulha.

Neste teste, a urina deve ser recolhida no recipiente, colocando-se posteriormente a agulha e tapando-se o mesmo durante, pelo menos, 8 horas. Considera-se o teste positivo quando a coloração da agulha se altera, escurecendo e ganhando uma cor negra.

Os especialistas afirmam que, dada a composição da urina e o tempo necessário para a realização do teste, o enegrecimento da agulha será simplesmente tão provável quanto mais concentrada for a amostra de urina.

3. O teste de gravidez caseiro é fiável ou não passa de um mito?

Tal como temos vindo a referir, ao longo do artigo, a fiabilidade destes testes é altamente dúbia, não havendo qualquer tipo de prova científica de que estes métodos possam, efetivamente, confirmar uma gravidez.

A única forma realmente segura para garantir um resultado fiável e preciso será a realização de um exame de sangue.

Fundamentalmente, embora existam casos em que os resultados obtidos correspondem ao resultado real, a verdade é que estes testes não passam, segundo os especialistas, de formas aleatórias de fazer reações químicas com base na urina, sendo que os seus resultados poderão não ser válidos.

Algumas fontes: checkpregnancy nursing community.today momjunction noticias.uol tudoela  dietaeboasaude

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo