Quantos Ciclos da menstruação devo esperar para engravidar após o aborto?

Engravidar após o aborto

A gestação nem sempre termina como seria de esperar. O aborto espontâneo é, infelizmente, um final bastante comum para muitas mulheres.

Se é uma delas mas ainda guarda em si o desejo de ser mãe, este artigo é para si! Saiba quantos ciclos da menstruação deve esperar para engravidar após o aborto.

Uma das maiores perdas que uma mulher pode ter é a perda de um filho. Este sentimento acontece, também, quando se dá um aborto inesperado.

Ainda assim, mesmo perante esta situação, são muitas as mulheres que não perdem o intenso desejo de terem o seu bebé nos braços e que querem engravidar após o aborto.

Tratando-se de uma provação que implica com o estado da mulher, tanto ao nível físico como ao nível psicológico, este é um momento em que a mulher precisa de dar a si própria tempo e espaço de recuperação.

Fortes, como bem sabemos que as mulheres são, é comum que estas não se deixem vencer pela mágoa, deixando que o coração as oriente rumo ao desejo da maternidade, para tentarem novamente a bênção gestacional.

Ainda assim, este processo exige alguns cuidados e é importante que estas mulheres saibam quantos ciclos da menstruação devem esperar para engravidar após o aborto.

Acompanhe-nos para saber tudo sobre esta questão.

Engravidar após o aborto


1. Engravidar após o aborto

Provavelmente não será uma novidade para si: após o aborto, haverá um tempo de recuperação, não só físico como emocional.

Esse tempo irá variar consoante as indicações do seu médico e a forma como tudo aconteceu. Assim, engravidar após o aborto não será imediato.

Preparar-se para este tempo de espera é importante.

Poderá, por exemplo, aproveitar esse tempo para preparar o corpo para uma futura gravidez, mantendo-o saudável com as melhores escolhas alimentares e a prática de exercício físico.

Se for fumadora, poderá começar a libertar-se desse vício e, quem sabe, pode até continuar com a toma do ácido fólico, um nutriente que, como bem sabe, ajudará no desenvolvimento do seu futuro bebé.

Engravidar após o aborto será possível em breve. Ainda assim, é natural que o médico tenha algumas recomendações, baseadas nos acontecimentos que presenciou.

A liberação para esta nova gravidez será sempre mais célere caso se trate de uma situação isolada.

Quando recorrente, o médico poderá ser bastante mais criterioso, demorando-se na análise da situação e na prescrição de exames para despistar qualquer situação que possa estar a provocar esse problema.

2. Do aborto à nova gravidez: ciclos da menstruação a esperar

Para engravidar após o aborto é essencial a comunicação com o seu médico. Este terá em consideração a situação, a fase da gestação na qual se deu o aborto e as causas que poderão tê-lo potenciado.

Por norma, e segundo a Organização Mundial de Saúde, o tempo recomendado para engravidar após o aborto é de meio ano.


Ainda assim, esta recomendação, sem dúvida cautelosa, não é cientificamente sustentada, baseando-se apenas nos números que indicam uma melhor taxa de sucesso e um menor número de problemas em mulheres que aguardaram este tempo.

Os profissionais de saúde costumam olhar para as situações de forma isolada no momento de fazer as suas recomendações.

Ainda assim, se o aborto foi um caso isolado, no começo da gravidez, o médico poderá considerar que bastará que aguarde por um ciclo da menstruação completo, podendo depois retomar as tentativas de engravidar.

Perante dois ou mais casos de aborto, o despiste das causas do aborto será, já, mais intensivo, sendo a tentante sujeita a exames e análises ou mesmo a um tratamento.

Abortos isolados mas que tenham ocorrido depois do primeiro trimestre serão também avaliados de uma forma mais aprofundada, aumentando igualmente o número de ciclos da menstruação que a mamã deve ter antes de engravidar após o aborto.

Por fim, no caso de uma gestação molar (onde se dá a criação de cistos na placenta), é comum que os médicos recomendem que se aguarde entre meio ano e um ano completo antes de uma nova tentativa.

Depois deste tipo de gestação os ciclos da menstruação recomeçam em cerca de quatro semanas, sendo esta a altura na qual a mulher recomeça a ovular.

Contando a partir de então, a mamã deverá esperar entre 6 meses e um ano antes de tentar uma nova gravidez. Durante este tempo, a mamã será sujeita a exames de dosagem hormonal periódicos.

De recordar que a tentativa de gravidez antes da regularização dos ciclos da menstruação aumentam em 50% o risco de um novo aborto.

3. Do tempo do seu corpo ao seu tempo pessoal

Embora estes sejam os tempos mais comuns para a recuperação do corpo após o aborto, a verdade é que o tempo do seu corpo pode não ser o seu tempo.

Por mais que deseje a maternidade, deve lembrar-se de que um aborto provoca emoções muito fortes na gestante, fazendo com que esta viva um sentimento de mágoa, de ansiedade e de perda.

A recuperação emocional é diferente para toda a gente e é importante que respeite o seu próprio tempo de luto, esperando pelo momento em que se sente preparada para tentar de novo.

Conversar com o seu companheiro é, também, muito importante para garantir que tudo corre como mais deseja. Não tenha pressa de engravidar após o aborto.

Assim, certamente, quando a nova gravidez chegar, será um momento muito mais feliz.

Teve um aborto espontâneo e está a tentar engravidar? Quais foram os conselhos do seu médico? Partilhe a sua experiência com outras mamãs na mesma situação.

Algumas fontes: maemequer babycenter  famivita bedmed

ARTIGOS REMOMENDADOS

DEIXA UM COMENTÁRIO