in

A importância dos avós na vida atual

A importância dos avós na vida atual

Em Itália existe um provérbio que diz “Una buona nonna vale cento maestre.” e que significa, na tradução, “uma boa avó vale cem mestres”.

E quem diz avó, diz avô. Avós.

São eles que ajudam a construir tudo o que, no tempo, faz do seu filho uma pessoa completa, viva, feliz e realizada.

O papel dos avós foi sempre fundamental. Desde sempre, os anciãos da família tomaram em si o papel de transmitir os valores, os costumes, as regras e a educação.

Como muitos dirão – naquela brincadeira mais ou menos séria – são também eles que tomam o papel de “estragar a criança com mimos”, de lhe dar o mundo e o que vem depois, se for possível.

Longe da tradicionalidade ancestral, onde o avô era a entidade máxima e visto com um respeito amedrontado, os avós chegam aos dias de hoje como os amigos de cabelos brancos, cujas brincadeiras e histórias vêm agarrados à permissividade e à diversão.

Mas não nos enganemos!

A importância dos avós, desde o nascimento e até à adolescência – com maior ênfase na fase dos 3 aos 6 anos, é pautada por uma forte componente educacional.

Afinal, a brincar a brincar, se aprendem grandes coisas.

Dedicamos, por isso, este texto à importância dos avós na vida das crianças e às formas como a vida quotidiana atual, cada vez mais remete os mais novos para um universo onde o avô e a avó são os amigos, os mentores e os eternos heróis das nossas crianças.

1. A vida atual

Em tempos, a formação de uma família implicava, quase sempre, uma mãe que dedicava a vida exclusivamente à casa e às crianças.

Hoje, como bem sabemos, não é assim.

As mães têm a sua vida profissional e realizam uma verdadeira ginástica entre os cuidados profissionais, matrimoniais, maternais e do lar.

Esta seria uma gestão muito complexa, principalmente se considerarmos que nem todas as famílias têm uma situação financeira que lhes permita investir numa boa creche ou numa ama de confiança.

Assim, depois do nascimento e passado tempo da licença de maternidade, é muito comum que as mamãs e papás se voltem para os seus próprios pais, conseguindo encontrar nestes o apoio e dedicação necessários para voltarem sossegadamente às suas rotinas profissionais.

2. Avós e a construção dos sonhos

Com uma experiência de vida vasta e tendo criado, já, os próprios filhos, os avós são pessoas que cuidam dos netos de uma forma muito particular e com uma atenção que lhes é muito própria.

Mais voltados, por norma, para meios tradicionais, são eles que contam as primeiras histórias e lêem os primeiros livros, incentivando as premissas que julgam certas, para passarem os valores que defendem.

A amizade, o amor, a luta pelos objetivos, a importância da arrumação e do respeito são algumas das premissas que, por norma, os avós transmitem de variadíssimas formas.

Por entre brincadeiras e momentos de seriedade, estes ajudam a criança a desenvolver alguns traços de personalidade e acompanham-nas na construção dos sonhos para amanhã.

Queiram ser heróis, princesas, astronautas ou astros de futebol e do cinema, os avós apoiam esse sonho e vão ensinando os mais pequenos a trabalhar pela sua concretização.

3. Os mentores eternos

Os ensinamentos transmitidos pelos avós têm uma força muito particular.

Seja um ensinamento prático da vida, algo sobre a escolinha ou sobre a dinâmica do mundo, a verdade é que as crianças parecem sempre mais propensas a acreditar nas palavras de alguém mais velho, transportando as palavras mais sábias, não só na infância, mas por toda a vida.

Não é incomum darmos por nós a dizer aos nossos filhos “a minha avó dizia”… e eles hão-de fazer o mesmo com os filhos deles, um dia.

Isto acontece porque a importância dos avós na educação da criança não pode ser negada. Eles são, talvez, os maiores mentores dos nossos filhos.

A importância dos avós na infância é alargada, afetando o desenvolvimento cognitivo, emocional e afetivo da criança.

É com os avós que a criança começará a entender o mundo e a ver-se a si própria de uma determinada forma. Uma relação feita de amor, de onde saem os melhores conselhos e ensinamentos da vida.

Costuma deixar o seu filho com os avós? Qual é, para si, a importância dos avós no crescimento do seu filho? Diga-nos a sua opinião sobre esta temática.

Clique em uma estrela para avaliar.

Average rating 0 / 5. Votos: 0

ARTIGOS REMOMENDADOS

Escrito por Marina Ferraz

Marina Ferraz nasceu em Coimbra (Portugal) no ano 1989. Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho e Mestre na mesma área, pela Universidade de Coimbra.
Autora pela Sociedade Portuguesa de Autores desde 2008

Blog - Facebook - Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

Creme de rosto do bebé

5 Razões para usar um creme de rosto no bebé, no inverno e no verão

crescimento do bebé de 1 aos 2 anos

Crescimento do bebé de 1 aos 2 anos, mês a mês