Semente de Chia é um superalimento, é bom na gravidez?

Semente de Chia, é bom na gravidez?

A gravidez será, provavelmente, o momento no qual terá mais perguntas no que diz respeito à nutrição.

Novos medos, dúvidas, necessidades e inquietações irão assomá-la, durante os nove meses da gravidez, fazendo-a questionar os seus antigos hábitos alimentares e promovendo a procura de uma alimentação mais regrada e saudável.

É provável que esta procura pela alimentação saudável a leve a conhecer novos ingredientes que pode acrescentar à sua dieta alimentar.

As sementes entrarão, pois, nesta categoria.

A ingestão de sementes de chia na gestação será saudável, nutritiva e irá, certamente, surpreendê-la pela riqueza de sabor e a enormíssima variedade de utilizações.

Depois de nos termos debruçado sobre outros alimentos que poderão ajudar a “dar mais sabor” à gravidez e a promover a dieta saudável durante a gestação – como a fruta, o mel ou os frutos secos – ao mesmo tempo que despertam em si o seu lado gourmet e a convidam a virar uma autêntica “mamã chef” na cozinha, é agora hora de conhecer um novo superalimento: as sementes de chia.

Acompanhe-nos nesta descoberta saborosa e nutritiva e conheça todas as vantagens do consumo das sementes de chia na gravidez.

sementes de chia

1. Sementes de chia: a origem

A Chia, conhecida na botânica como Salvia hispanica L, é uma planta proveniente do México.

No interior das suas flores cresce uma pequena semente ovalada, lisa e resplandecente, que pode tomar duas tonalidades: branco ou castanho.

Se, durante muitos anos, o uso das sementes na culinária era raro; na atualidade, os avanços científicos sobre as propriedades destas têm lançado estas pequenas iguarias para o centro das atenções do universo gastronómico.

As propriedades das sementes de Chia não passaram, também, despercebidas.

De alto valor nutritivo e com uma composição recheada de vitaminas, minerais, proteínas e ácidos essenciais, este pequeno grão passou mesmo a ser considerada um superalimento.

2. Comer sementes de chia: uma moda benéfica

Numa era onde o fitness e a vida saudável ganham cada vez mais peso nas ideologias culturais, sociais e individuais, torna-se, então, natural que alimentos com tamanhas propriedades saltem para o centro das atenções.

O facto de assim ser poderá ver-se como uma prova fundamental de que nem todas as modas são prejudiciais: no caso das sementes, em geral, e da chia, em particular, esta é uma moda com muitos benefícios.

Avançamos, por isso, com esta corrente “saudável” para conhecer todas as mais-valias da ingestão da semente de chia.

3. Comer semente de chia: propriedades e benefícios

Não é por acaso que a chia é conhecida como um superalimento. As suas propriedades são incontáveis e dirigem-se às necessidades de um sem fim de pessoas distintas.

Antes de mais, é necessário destacar que a chia é uma fonte fabulosa de proteínas, fornecendo todos os aminoácidos essenciais.

Dentro dos produtos de origem vegetal é, também, uma das mais importantes fontes de ómega 3.

Cálcio, fósforo, ferro, magnésio, potássio, zinco e vitamina A fazem parte da sua composição, somando-se ainda a presença de fibras solúveis.

Além disto, na sua composição não existe glúten.

Desta forma, este alimento é perfeito para celíacos, ajudando também no combate ao colesterol, na prevenção de doenças cardiovasculares, no fortalecimento do sistema nervoso (prevenindo doenças como depressão, esquizofrenia, autismo, stress e Alzheimer), no controlo de peso corporal e na redução dos níveis de triglicerídeos.

A Chia agirá ainda como um regulador do sistema digestivo e intestinal, prevenindo a prisão de ventre e as hemorróidas. A par com isto, ajuda a prevenir e a tratar a anemia e a evitar eventuais doenças pulmonares.

Age ainda como anti-inflamatório e antioxidante, ao mesmo tempo que fortalece o sistema imunológico e ajuda a reduzir os níveis de colesterol.

4. Sementes de chia na gravidez e lactação

Durante a gravidez, a mulher irá beneficiar das muitas vantagens referidas, sendo particularmente importante o consumo desta semente para garantir a ingestão do ómega 3, ingrediente que terá uma importância suprema durante o tempo da gestação e da amamentação do bebé.

Estudos recentes apontam para o facto de que este alimento pode ajudar a potenciar as funções neurais e visuais do bebé.

Além disso, a prevenção de doenças como a anemia gestacional, a obstipação e a hipertensão arterial ajudarão a gestante a viver uma gravidez mais segura e tranquila.

5. Formas de integrar as sementes de chia na gravidez

As sementes de chia podem ser consumidas de formas muito distintas.

No momento de vestir o avental e se tornar uma mamã chef, poderá optar por utilizá-las nas formas mais simples e complexas, consoante lhe pareça mais indicado.

Estas sementes ficam muito interessantes quando misturadas no seu iogurte, pudim ou sumo natural, conferindo-lhes sabor e textura.

Além destes, pode integra-la como cobertura para as suas sopas, os seus molhos, saladas ou sobremesas.

Poderá ainda optar por consumir estas sementes no pão, havendo já, no mercado, vários pães (principalmente integrais e de cereais) que trazem este ingrediente.

Já conhecia este superalimento? Integrou a semente de chia na sua alimentação durante a gestação? Conte-nos quais eram as formas como mais gostava de ingerir esta semente!

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo